Para Thiago Peixoto, candidatos a prefeito devem se posicionar sobre Uber em Goiânia

Eleições, Goiânia

Deputado federal Thiago Peixoto (PSD-GO) usou suas redes sociais para cobrar um posicionamento dos candidatos a prefeito de Goiânia em relação ao Uber. “Ninguém sabe o que os candidatos pensam sobre mobilidade urbana na capital. Eles ainda não se posicionaram claramente sobre a regularização da Uber, por exemplo”, afirmou Thiago.

Que partido é esse? No programa da TV, Adriana esconde Paulo Garcia, o PT e o vermelho

Eleições, Goiânia

O PT sempre se notabilizou por valorizar a militância e expor seus símbolos com orgulho: o número 13, a estrela e a cor vermelha. No programa eleitoral da TV, a candidata Adriana Accorsi mandou tudo isso para o espaço. Só não escondeu 13 porque é o número que os eleitores aperta na urna no dia 2 de outubro. Adriana quer passar a imagem que não é do PT.

Programa de TV diz que Waldir vai transformar Goiânia porque mudou a própria vida: “Era engraxate e virou delegado”

Eleições, Goiânia

Em sua estreia no horário eleitoral gratuito, o candidato a prefeito Waldir Soares (PR) afirmou que Segurança Pública será prioridade em sua campanha. A locutora do programa apresentou Waldir como alguém que venceu na vida apesar de nascer pobre. “Se conseguiu mudar a própria vida, ele também vai conseguir transformar Goiânia”.

Orador hábil, Francisco Júnior grava sem apoio de roteiro. Resultado é um vídeo mais espontâneo e leve

Eleições, Goiânia

O destaque do programa de televisão do candidato a prefeito Francisco Júnior (PSD) é o fato de ele gravar sem o apoio do teleprompter – que é a máquina que roda o texto para a pessoa repetir enquanto é filmada. No banco traseiro de um carro, por exemplo, ele conversa com eleitores usando uma máquina Go Pro, bastante utilizada pela nova geração de youtubers.

Na TV, Iris perde oportunidade de pedir desculpas por ter sugerido ao eleitor que votasse em Paulo Garcia

Eleições, Goiânia

Frustou-se quem assistiu ao horário eleitoral gratuito na expectativa de que Iris Rezende (PMDB) pedisse desculpas por ter sugerido ao goianiense que votasse em Paulo Garcia (PT) em 2012. Iris limitou-se a repetir o discurso de uma vida inteira, que é descrever-se como uma pessoa que tem vocação para política e tem a unção divina.

Programa de Vanderlan lembra o de Haddad, em 2012: candidato caminha na rua enquanto conversa com eleitor

Eleições, Goiânia

O primeiro programa do candidato a prefeito de Goiânia Vanderlan Cardoso (PSB) lembra o programa que Fernando Haddad (PT) exibiu em 2012, na sua primeira campanha a prefeito de São Paulo. A exemplo do que fazia o petista, Vanderlan caminha pela rua enquanto conversa com o eleitor e a computação gráfica destaca palavras mais importantes do seu discurso.

Funcionários que trabalham para Vanderlan são escalados para elogiar o chefe no horário eleitoral gratuito

Eleições, Goiânia

Três funcionários que trabalham nas empresas do candidato a prefeito Vanderlan Cardoso (PSB) foram escalados para elogiar o chefe no primeiro programa do horário eleitoral gratuito de rádio e televisão. “‘Seu’ Vanderlan é um administrador muito visionário, muito empreendedor”, diz uma delas.

Djalma, o breve: com apenas 13 segundos, candidato diz que horário eleitoral na TV “é tudo conversa fiada”

Eleições, Goiânia

Dono do mais curto tempo de televisão no horário eleitoral gratuito entre todos os candidatos a prefeito de Goiânia, Djalma Araújo (Rede) afirmou, na estreia, que tudo que se diz na telinha pelos seus adversários é “conversa fiada”. Djalma convida os eleitores a debater com ele nas redes sociais, onde o diálogo é livre.

Com auxílio de lupa, blog descobre onde Adriana escondeu a bandeira do PT em seu primeiro programa na TV

Eleições, Goiânia

O leitor que assistiu ao horário eleitoral deve ter pensado que a equipe da candidata a prefeita Adriana Accorsi (PT) “esqueceu-se” de colocar, no primeiro programa de TV do horário eleitoral, qualquer referência do partido. Um esquecimento proposital, você pode pensar. Com auxílio de uma lupa, nós fizemos uma varredura e enfim encontramos a estrelinha vermelha – como você vê na imagem. Está lá na abertura, minúscula, do tamanho da unha do dedo mindinho.

Contenção de gastos? Ex-vereadora Cidinha Siqueira improvisa como atriz no programa de Adriana na TV

Eleições, Goiânia

Sabe-se lá se foi para conter gastos ou para prestigiá-la, mas o fato é que a coordenação da campanha da candidata a prefeita Adriana Accorsi (PT) escalou a ex-vereadora Cidinha Siqueira (PT) para improvisar como atriz no primeiro programa de TV deste período eleitoral. Cidinha aparece com uma cartela em mãos, numa sequência de atores que elencam supostas qualidades de Adriana para o eleitor.

Programa de TV apresenta Adriana como “delegada” e “rigorosa”. Candidata propõe “uma cidade segura”

Eleições, Goiânia

O apelo à Segurança Pública foi visível no primeiro programa de televisão da candidata a prefeita Adriana Accorsi (PT). Uma das frases de encerramento do programa foi: “queremos uma cidade segura, que traga paz para as famílias”. Em três oportunidades, ressaltou-se o fato de a petista ser delegada da Polícia Civil.

Candidata de oposição? Na TV, Adriana esconde Paulo Garcia e fala em “renovar o jeito de administrar Goiânia”

Eleições, Goiânia

O primeiro programa de televisão da candidata a prefeita Adriana Accorsi (PT) escancarou o dilema que vai atrapalhar toda a sua campanha. Adriana deve esconder ou assumir a aliança com o prefeito Paulo Garcia (PT)? Deve omitir ou declarar-se filiada ao PT, o partido que profissionalizou a corrupção no Brasil? Por ora, Adriana preferiu não só esconder como colocar um pé na canoa da oposição.

Confusão: Lindbergh chama Caiado de “desqualificado” e Lewandowski manda cortar microfones do plenário

Nacional

No final da manhã desta sexta-feira houve outra confusão no julgamento do impeachment de Dilma Rousseff. Novamente Ronaldo Caiado e Lindbergh Farias se estranharam e o petista chamou Caiado de “desqualificado”. O ministro Ricardo Lewandowski, que comanda o julgamento, exigiu respeito e mandou cortar o microfone dos dois senadores. O presidente do Senado, Renan Calheiro, também entrou na confusão.

Mais crise para Maguito: Ministério Público aciona prefeito por direcionamento em licitação

Aparecida de Goiânia

O Ministério Público propôs ação civil pública de ressarcimento ao erário e improbidade administrativa contra o prefeito de Aparecida de Goiânia, Luiz Alberto Maguito Vilela por direcionamento na licitação e superfaturamento nas aquisições feitas com a empresa Primetek, que gerou prejuízo de mais de R$ 2 milhões aos cofres municipais.

Pesquisa Grupom/Rádio 730: Iris Rezende lidera com 36,1%. Waldir aparece com 21,1% e Vanderlan tem 15,2%

Eleições, Goiânia

Primeira rodada da pesquisa Grupom comprova favoritismo do peemedebista Iris Rezende. Na espontânea, o cacique do PMDB também lidera, com 20,4% e Delegado Waldir tem 10%. Nas simulação de segundo turno, Iris lidera todos os cenários. Pesquisa Grupom é mais uma que mostra que adversários de Iris ainda não decolaram e peemedebista está consolidado.

Paulo Garcia vê Operação Decantação com “cautela” e diz evitar “pré-julgamento”

Goiânia

O prefeito Paulo Garcia (PT) foi extremamente cauteloso ao comentar os desdobramentos da Operação Decantação, que prendeu agentes públicos que trabalhavam na Saneago. “Eu tenho muita cautela, não gosto de fazer pré-julgamento. Não gosto de condenar ninguém, antes que o Judiciário analise todas as provas”, disse o petista.

Programa eleitoral começa no rádio sem novidades. Francisco e Vanderlan são os melhores. Iris repete fórmula antiga

Eleições, Goiânia

Francisco Júnior (PSD) e Vanderlan Cardoso (PSB) tiveram os melhores programas. Delegado Waldir (PR) contou um pouco de sua história e o programa destaca que a vida do candidato começou a mudar quando ele passou a fazer o curso de Direito e depois entrou para a Polícia Civil.

Vexame: internautas que acessam o site UOL atribuem nota média de 3,47 ao prefeito Paulo Garcia

Eleições, Goiânia

Média das notas atribuídas por internautas que acessam o portal UOL ao prefeito Paulo Garcia é de 3,47 – que o próprio site considera ruim. A nota de Paulo Garcia está abaixo da média nacional (3,95) e da média dos outros prefeitos de Goiás (3,9).

“A gente ouve muitas críticas, mas são vazias”, afirma Paulo Garcia. “São de pessoas que não conhecem Goiânia”

Eleições, Goiânia

Alvo preferencial de praticamente todos os candidatos a prefeito de Goiânia – à exceção de Adriana Accorsi (PT), o prefeito Paulo Garcia (PT) afirmou que as críticas que ele recebe são “vazias” e partem de pessoas “que não conhecem a cidade”. Paulo diz que entregou, em média, uma obra a cada dois meses.