Revista Época afirma que candidatura de Caiado a presidente da República “não é bem vista dentro do seu próprio partido, que prefere ficar na base do governo Temer”

Goiás, Nacional

A revista Época, de circulação nacional, informa neste fim de semana que o senador goiano Ronaldo Caiado, do DEM, vai percorrer o país para aparecer na mídia, se tornar mais conhecido e viabilizar a candidatura a presidente em 2018. Há um porém: segundo Época, o próprio partido de Caiado, o DEM, é contra.

Iris foi alertado sobre nomeação ilegal do seu secretariado (que é nula) e, sigilosamente, pediu ajuda à procuradoria-geral do município de Goiânia para tentar arrumar uma saída

Goiânia

Todos os atos de nomeação de secretários assinados pelo prefeito Iris Rezende, até agora, são nulos de pleno direito: ele não cumpriu as exigências da Lei Municipal da Ficha Limpa, que existe desde 2012 e estabelece regras para o preenchimento de cargos de confiança (e também efetivos) na Prefeitura de Goiânia. Sigilosamente, Iris está tentando encontrar uma saída.

EXCLUSIVO: Iris desrespeitou Lei da Ficha Limpa, da própria Prefeitura, ao nomear secretários sem exigir certidões cíveis, criminais (estadual e federal), eleitorais e dos Tribunais de Contas

Goiânia

Todos os secretários nomeados pelo prefeito Iris Rezende, até agora, estão em situação irregular: eles não cumpriram as exigências da Lei Municipal da Ficha Limpa, que obriga a Prefeitura de Goiânia a exigir certidões cíveis, criminais (estadual e federal), eleitorais e dos Tribunais de Contas de todos os indicados. A Lei foi promulgada em 2012 e está em pleno vigor.

Afonso Lopes: “Ao contrário dos outros mandatos, Iris parece ter perdido o pique e mostra cansaço. De todas as suas administrações, a mais desanimada é a atual”

Goiânia

“Bateu cansaço”. Esta é a conclusão do veterano analista Afonso Lopes, em seu artigo no Jornal Opção deste domingo, sobre o ritmo vagaroso de Iris Rezende na Prefeitura de Goiânia: 15 dias depois da posse, o secretariado ainda está incompleto. “O pique nesse início não parece ser como das outras vezes”, conclui o jornalista.

Voto de Daniel Vilela a favor da emenda do abuso de autoridade foi em “solidariedade” ao pai, Maguito, que processou promotor (que o havia denunciado por improbidade) e perdeu

Aparecida de Goiânia

O ex-prefeito de Aparecida, Maguito Vilela, processou um promotor que entrou com ações de improbidade contra ele, pedindo uma indenização por “estar passando por transtornos” em função das ações. A ação foi arquivada por falta de fundamento, mas explica o voto do deputado federal Daniel Vilela a favor da emenda do abuso de autoridade, que pune juízes e promotores.

Secretariado Tabajara: apesar de dizer que não tem o direito de errar, Iris escolheu auxiliares pouco representativos e de baixíssima qualidade técnica

Goiânia

Nove entre dez pessoas que circulam no meio político de Goiânia concordam que o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), montou um secretariado Tabajara. Apesar de dizer que não tem o direito de errar, porque já é experiente e está no seu quarto mandato de prefeito, Iris ressuscitou políticos cujo fim havia sido decretado pelas urnas, prestigiou fichas-sujas, empregou gente suspeita de corrupção e abrigou políticos sem representatividade. Passe a régua, leitor, e verá que a chance que Iris tem de obter sucesso com uma equipe brancaleônica como esta é pequena.

Mais um de “passado controverso”: novo secretário de Comunicação de Iris foi demitido pelo governo Marconi por irregularidades e, em 2010, preso pela Polícia Federal acusado de comprar votos

Goiânia

O novo secretário de Comunicação de Iris Rezende, o marqueteiro e especialista em pesquisas Luiz Felipe Gabriel, já ocupou a mesma função no primeiro governo de Marconi Perillo e terminou demitido por irregularidades (o Caso Secom 2). Também foi preso, em 2010, pela Polícia Federal, sob a acusação de comprar votos para Iris em Anápolis.

Sem apoio de Temer,  chances de Jovair Arantes se eleger presidente da Câmara Federal, de zero a 10, correspondem a 0,1% e isso com uma dose cavalar de otimismo

Goiás, Nacional

A candidatura do deputado federal Jovair Arantes, do PTB de Goiás, a presidente da Câmara dos Deputados, é uma aventura quixotesca que não tem chances de prosperar por carecer do fundamental: o apoio do presidente Michel Temer, que prefere a continuação de Rodrigo Maia no cargo. Possibilidades de Jovair Arantes, de zero a 10, não passam de 0,1%, segundo analistas da imprensa nacional.

Adib Elias, do PMDB, novo prefeito de Catalão, deveria dar o exemplo, mas não resiste à tentação nepotista e nomeia a ex-mulher para o seu secretariado

Catalão

Um dos principais líderes da oposição em Goiás, o prefeito de Catalão, Adib Elias, do PMDB, acaba de dar um mau exemplo ao nomear a ex-mulher Adriete Elias (que ele já elegeu deputada estadual) para o seu secretariado, no cargo de secretária de Assistência Social. Adib não resistiu à tentação nepotista.

Ex-secretário de Pedro Wilson acusa Paulo Garcia de “desmontar” a Secretaria Municipal de Trânsito e afirma que faltou “atitude” ao Ministério Público

Goiânia

Em artigo publicado no jornal O Popular deste sábado, o ex-titular da Secretaria Municipal de Trânsito (SMT) na gestão do ex-prefeito Pedro Wilson (2001-2004), Antenor Pinheiro, acusa o também ex-prefeito Paulo Garcia (PT) de “desmontar” a pasta que ele coordenou valendo-se de manobras “tecnocratas espertas” e com o objetivo de “reorientar os fluxos dos recursos arrecadados da aplicação de multas para o tesouro municipal”.

Samba do crioulo doido: coordenador da campanha de Vanderlan a prefeito, Macxuwell Novais é nomeado secretário por Iris Rezende

Goiânia

Alheio aos protestos de aliados que trabalharam em favor dele na eleição de 2016, o prefeito Iris Rezende (PMDB) nomeou, como secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Tecnologia (Sedetec) da Prefeitura de Goiânia, o coordenador da campanha de Vanderlan Cardoso (PSB) a prefeito, Macxuwell Novais Ferreira. Essa ninguém entendeu.

“Por que Caiado não investiga o Ministério da Agricultura em vez de propor ‘CPI’ para atacar Imperatriz Leopoldinense?”, pergunta jornalista André Trigueiro, da Globonews

Nacional

Senador Ronaldo Caiado (DEM) vai propor uma sessão temática para atacar a escola de samba Imperatriz Leopoldinense, que para o desfile deste ano, no Rio de Janeiro, escolheu o enredo “Xingu, o clamor que vem da floresta”. A escola entrou na alça de mira do senador porque vai criticar a maneira destrutiva como o agronegócio tem avançado sobre a natureza no Brasil.

Nomes anunciados por Iris são “muito pequenos”, afirma Padre Jesus Flores na rádio Difusora de Goiânia

Goiânia

A escolha do prefeito Iris Rezende por Alexandre Magalhães para comandar a Agência de Turismo e Lazer (Agetul); de Luiz Felipe Gabriel, para Comunicação; de Rodrigo Melo, para pasta de Administração; e de Célia Valadão, para Secretaria da Mulher; entre outros nomes formou um secretariado aquém do que Goiânia precisa na prefeitura. Esta é a opinião manifesta pelo padre Jesus Flores na rádio Difusora AM.

Iris troca antigos aliados por “forasteiros” como Alexandre Magalhães, que apoiou Vanderlan, Marcelo Ferreira, ex-subsecretário de Marconi, e Felisberto Tavares, que pediu votos para Waldir

Goiânia

Depois de 13 dias de espera, os antigos aliados do prefeito Iris Rezende (PMDB) sentem o gosto amargo da decepção com o anúncio dos nomes que vão ocupar as últimas secretarias vagas na prefeitura de Goiânia. Iris deixou de lado velhos companheiros e abrigou “forasteiros” que não pediram voto para ele na eleição do ano passado. A ciumeira é generalizada.

Leopoldo Veiga Jardim tenta convencer Kajuru a não denunciá-lo mais por atuar como lobista em eleição da Câmara Municipal. Advogada diz que ele está “apavorado”

Câmara de Vereadores

Em vídeo postado na manhã desta sexta-feira, o vereador Jorge Kajuru (PRP) conta que o consultor estratégico Leopoldo Veiga Jardim procurou a advogada dele, Silvana Marta, com um pedido de cessar-fogo. Leopoldo quer que o vereador pare de denunciá-lo por ter agido como lobista do setor imobiliário que interferiu na eleição na Mesa Diretora da Câmara Municipal de Goiânia, ocorrida no dia 1° de janeiro. Advogada diz que ele está “apavorado”.

Mais uma surpresa: Iris dá prêmio de consolação ao jornalista Filemon Pereira e o afasta da comunicação da prefeitura de Goiânia

Goiânia

Secretaria de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas. Este foi o prêmio de consolação dado pelo prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), ao jornalista Filemon Pereira, que o assessorou na campanha eleitoral de 2016 e que sonhava com a cobiçada Secretaria Municipal de Comunicação. Filé, é importante dizer, não entende patavinas de Direitos Humanos.

Iris nomeia para a Agência de Turismo ex-candidato que o denunciou por pagar R$ 16 milhões para empresa de lixo, às vésperas de deixar a Prefeitura de Goiânia

Goiânia

O ex-candidato Alexandre Magalhães, do nanico PSDC, foi nomeado por Iris Rezende para a Agência Municipal de Turismo. Detalhe: em 2014, Alexandre Magalhães fez campanha atacando Iris, a quem acusou, entre outras coisas, de privilegiar a Qualix, empresa de coleta de lixo em Goiânia.

Em campanha disfarçada para presidente, Caiado vai a Salvador e participa da procissão (8 quilômetros) em homenagem ao Senhor do Bonfim, ao lado de ACM Neto

Goiás, Nacional

Sonhando com uma candidatura a presidente da República, Ronaldo Caiado esqueceu a avenida Paulista e foi para Salvador, nesta semana, onde posou para os fotógrafos participando da tradicional procissão em homenagem ao Senhor do Bonfim – com percurso de 8 quilômetros. Veja os detalhes.

“Reforma administrativa” de Gustavo Mendanha manteve 20 secretarias (o dobro do governo do Estado) e criou mais 24 cargos de secretário executivo de R$ 8 mil de salário e 9 assessores especiais de R$ 7 mil

Aparecida de Goiânia

A “reforma administrativa” do novo prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, além de manter uma estrutura inchada com 20 secretarias, ainda criou uma penca de cargos – 33, sendo 24 secretários executivos e 9 assessores especiais – com salários entre R$ 7 e 8 mil.