Índios declaram Caiado “inimigo” e fazem o seu enterro simbólico na Esplanada dos Ministérios, em Brasília

Embora esteja bem vivo, o deputado federal Ronaldo Caiado foi enterrado – simbolicamente – pelos índios que fizeram um protesto na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Os quase mil índios que participaram da manifestação não enterraram só Caiado. Também foram “sepultados” a senadora Kátia Abreu e os ministros da Advocacia-Geral da União (AGU), Luís Inácio Adams, e da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, também considerados por eles como inimigos das causas indígenas.

Eles também sepultaram, em cova feita na frente do Congresso Nacional, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215, que transfere a competência da demarcação de terras indígenas do Poder Executivo ao Legislativo.