Luciano de Castro, no DM, pede que os responsáveis por corrupção na Comurg “sejam pegos”. Ora, segundo o MP Estadual, ele é um deles e já foi pego

luciano-de-castro
Goiânia

Quem entende?

Em entrevista ao repórter Welliton Carlos, no Diário da Manhã desta sexta-feira, o presidente da Comurg, Luciano de Castro, diz que está aguardando com “ansiedade” as apurações do Ministério Público Estadual sobre o festival de irregularidades que tomou conta da Comurg nas gestões dos prefeitos Pedro Wilson (PT), Iris Rezende (PMDB) e Paulo Garcia (PT).

Mais ainda. Luciano de Castro brada aos quatros ventos: “Que se peguem os responsáveis”.

Ora, um dos responsáveis, segundo o Ministério Público Estadual, é o próprio Luciano, que já foi pego e é réu em vários processos de improbidade administrativa apresentados pela instituição ao Poder Judiciário.

E se Luciano de Castro espera com “ansiedade” as apurações do MP Estadual, ele pode relaxar. Em pelo menos dois processos, as apurações já foram encerradas e concluíram pela culpa do atual presidente da Comurg, que teve inclusive o seu afastamento do cargo requerido à Justiça.

A Comurg, nas gestões de Pedro Wilson Iris e Paulo Garcia, transformou-se em um antro de irregularidades. Todos os dirigentes da companhia, nesse período, inclusive o atual, Luciano de Castro, estão condenados ou processados por improbidade administrativa.