Na rádio CBN, Marcos Marinho diz que “levantar o caso Cachoeira foi uma atitude de desespero da campanha de Iris”

Em entrevista à rádio CBN, o professor e consultor de marketing político, Marcos Marinho, que leciona na PUC, disse que a campanha de Iris Rezende “malha em ferro frio” ao tentar reavivar o caso Cachoeira nos programas de televisão do horário gratuito eleitoral, para atacar o governador Marconi Perillo.

Segundo Marcos Marinho, “não h´pa fatos novos no caso Cachoeira. O assunto está desgastado. Acampanha de Iris está recorrendo a recortes que já foram midiatizados, passando a ideia de que tudo o que foi tentado até agora não funcionou e e o que sobrou é essa atitude de desespero”.

Para o consultor, “ataque em campanha eleitoral é sempre uma questão bastante melindrosa. O eleitor brasileiro tem a tendência de se solidarizar com quem é agredido, atacado, humilhado. Então, atacar o oponente é uma estratégia que tem que ser muito bem elaborada, muito bem pensada, senão você corre o risco de dar uma visibilidade ao oponente, gerar um sentimento em favor dele que vai contra a sua intenção inicial”.

[vejatambem artigos=” 41188,41153,41085,41083… “]