Em artigo no DM, Helvécio Cardoso diz que precisaria de todas as páginas do jornal para listar os problemas de Goiânia que Paulo Garcia não resolve

Em artigo no Diário da Manhã, o sempre polêmico erudito Helvécio Cardoso vergasta impiedosa e ironicamente a administração do prefeito Paulo Garcia.

“Seria necessário que o Batista Custódio me cedesse todas as páginas do DM para listar todas as falhas que o prefeito não vê e para elencar todas as sugestões de soluções práticas, baratas e criativas que poderia melhorar as coisas na cidade”, escreve Helvécio Cardoso.

Acrescenta o jornalista, em tom irônico: “Dou de lambuja que o prefeito até que gostaria de acertar. O que falta, no entanto, é criatividade, é ousadia, é espírito público, é grandeza, é largueza de horizontes, é intuição visionária. O que falta é disposição para fazer política”.

Na conclusão, explica Helvécio Cardoso: “O prefeito, por ter uma concepção estreita do que seja a política, confunde-a com a politicagem. Daí sua preferência pelas soluções tecnocráticas e antipopulares, que negam, na prática, todo o ideário libertário do PT, partido que qual foi eleito. Política não se faz com o fígado, mas Paulo Garcia tem se revelado o mais bilioso dos nossos prefeitos”.

[vejatambem artigos=” 43515,43540,43539,43538… “]