Após acidente com amônia, frigorífico da JBS em Senador Canedo é interditado

Auditores fiscais do trabalho ligados à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Goiás (SRTE-GO) interditaram, nesta quinta-feira (22), um frigorífico da JBS em Senador Canedo, na região metropolitana de Goiânia. Um vazamento de amônia no local resultou na intoxicação de mais de 60 trabalhadores nesta semana e, em função disso, os auditores fiscais do trabalho realizaram a ação de fiscalização nesta quinta.

O objetivo foi verificar as condições de trabalho na unidade, com foco na garantia da segurança dos funcionários. De acordo com o auditor fiscal Rogério Silva Araújo, que integrou a equipe de fiscalização, os funcionários estavam sujeitos a novos vazamentos.

Na última terça-feira (20/9), um vazamento de amônia no frigorífico da JBS em Senador Canedo deixou mais de 60 trabalhadores intoxicados. A sala onde a carne é desossada foi uma das alas mais afetadas. Todo o prédio foi evacuado e os funcionários intoxicados foram encaminhados para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Senador Canedo e para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

Em função da inalação da substância, muitos trabalhadores chegaram a desmaiar. A inalação causa falta de ar, tonturas e desmaios. Se a substância que vazou entrar em contato com a pele pode resultar em graves queimaduras, conforme destaca o Corpo de Bombeiros.