Não é só Goiânia: em Senador Canedo, final do mandato de Misael Oliveira também é triste e melancólico, com o lixo se acumulando nas ruas

Paulo Garcia não está sozinho: a exemplo de Goiânia, a coleta de lixo também entrou em colapso na vizinha cidade de Senador Canedo, conforme mostrou uma detalhada reportagem de 3 minutos no Jornal Anhanguera 1ª Edição.

Vários bairros do município estão com sacos de lixo acumulados nas lixeiras e até espalhados nas ruas. Um morador, o pedreiro Odair Pereira da Silva, foi ouvido pela TV Anhanguera e contou que a grande quantidade de dejetos chega a atrair bichos. “É crítico. Tem dia que a gente sai na rua e as moscas estão querendo levar a gente”, brinca ele.

O atual prefeito, Misael Oliveira, chega melancolicamente ao final do seu mandato, rejeitado pela população canedense: nas urnas, teve apenas 19% dos votos e ficou em um humilhante terceiro lugar (o vencedor foi o ex-prefeito Divino Lemes, renascido das cinzas).