De volta aos velhos tempos da demagogia e do populismo: em Aparecida, Gustavo Mendanha lança “Frente de Limpeza e Roçagem” e posa capinando o mato com a foice na mão

Aparecida de Goiânia

Depois que o prefeito de São Paulo, João Doria, vestiu roupa de gari e foi para uma praça fingir varrer o chão, a onda populista e demagógica parece ter pegado entre outros prefeitos brasileiros.

Veja o caso de Gustavo Mendanha, novo prefeito de Aparecida: ele foi nesta semana para uma “Força Tarefa de Limpeza e Roçagem” da Prefeitura, na região do Jardim Helvécia, e posou para os fotógrafos capinando o mato com uma foice na mão. Só faltou o uniforme.

Serviços de limpeza deveriam ser rotineiros em qualquer gestão municipal. Mas é uma espécie de hábito de parte dos prefeitos assumir o cargo com operações emergenciais na área, para chamar atenção e dar a inmpressão de começo em ritmo de trabalho acelerado.

Não caia nessa, leitor aparecidense. É só demagogia e populismo. Prefeito sério usa a foice é para cortar despesas e gastos inúteis e supérfluos.