Enquanto no Brasil inteiro as cidades optam pelas bicicletas, em Goianésia o novo prefeito arranca ciclovia que já estava construída e faz o “dinheiro público virar entulho”, critica a TV Anhanguera

Goianésia

Em uma longa reportagem no Bom Dia, Goiás, a TV Anhanguera fez críticas ácidas à remoção da ciclovia implantada na avenida Goiás, a principal artéria de Goianésia. A obra, construída pelo ex-prefeito Jalles Machado, do PSDB, foi removida por decisão do novo prefeito, Renato de Castro, do PMDB.

Depois de repassar as alegações de Renato de Castro, a reportagem chama de “absurda” a destruição da ciclovia.

O prefeito alegou dois motivos para acabar com a ciclovia: um, a sua inadequação técnica, já que reduziu a pista e teria criado complicações para o tráfego de veículos; e, dois, a falta de repasses da Agetop, que teria se comprometido com os recursos necessários para a obra, mas não fez os repasses.

Para os apresentadores do Bom Dia, Goiás, “construir uma obra, para destruir depois não tem a menor lógica”. Eles questionaram o que chamaram de “dilapidação do patrimônio público” e disseram que o dinheiro gasto na ciclovia “virou entulho”.