Vanderlan diz ao DM que não vai mais disputar eleição para governador. A verdade é que, respondendo a 8 processos por improbidade, ele vai virar “ficha suja” e não poderá registrar qualquer candidatura

O empresário Vanderlan Cardoso sumiu depois que foi derrotado por Iris Rezende na disputa pela Prefeitura de Goiânia e não está nem postando com frequência nas suas redes sociais – coisa que ele, em época de campanha, costuma fazer com frenesi.

Nesta segunda, ele aparece na coluna do veterano Helton Lenine, a Fio Direto, no Diário da Manhã, prometendo que não vai disputar a próxima eleição para governador e admitindo, ainda que de longe, uma candidatura a deputado federal.

Mas o mais certo, para o futuro de Vanderlan, é não ser postulante a nenhum mandato eletivo: respondendo a 8 processos por improbidade administrativa, a maioria por irregularidades cabeludas cometidas quando foi prefeito de Senador Canedo, o milionário já foi condenado em alguns e, uma vez confirmadas as sentenças em 2º grau, ficará incurso na Lei da Ficha Limpa e não poderá registrar qualquer candidatura por 8 anos.

Pode apostar, leitor: o “ficha suja” Vanderlan é carta fora do jogo das futuras eleições.

Compartilhe