No apagar das luzes do seu mandato, Maguito foi denunciado pelo MP por comprar 5 mil computadores na Primetek, a preços superfaturados, com prejuízo de R$ 2 milhões para a Prefeitura de Aparecida

Aparecida de Goiânia

 

No apagar das luzes do seu mandato, em 2016, o ex-prefeito de Aparecida Maguito Vilela, do PMDB, foi denunciado à Justiça por comprar 5 mil notebooks da Primetek, empresa que vende material de informática em Goiânia, a preços superfaturados, com prejuízo de R$ 2 milhões para os cofres aparecidenses.

A licitação para a aquisição dos computadores, destinados aos professores da rede municipal, foi fraudada para favorecer a Primetek, segundo a denúncia do Ministério Público Estadual. Foram constatados diversos atos fraudulentos para garantir a contratação da empresa, através de dois pregões, um presencial e outro eletrônico. Perícia técnica do MP constatou que os valores contratados se deram acima dos praticados no mercado, apresentando efetivo superfaturamento. Os laudos atestam que a contratação advinda do pregão presencial, por exemplo, em comparação ao valor praticado no varejo por uma empresa de rede internacional, foi fixado em valor superior ao de mercado em mais de R$ 1,2 milhão.

A comparação dos preços pagos pela Prefeitura de Aparecida foi feita em relação aos praticados pela própria Primetek, nas suas lojas, e também em relação a uma rede internacional que atua no varejo brasileiro vendendo os mesmos notebooks. O prejuízo total prejuízo total aos cofres públicos foi de R$ 2.137.800,00 – conforme a denúncia.