Vecci e Rafael Lousa comandam os diretórios estadual e metropolitano do principal partido da base de Marconi, o PSDB, mas não defendem o governador das acusações da Odebrecht

Goiás

O principal partido da base aliada do governador Marconi Perillo, como se sabe, é o PSDB, presidido estadualmente pelo deputado federal Giuseppe Vecci e em Goiânia pelo presidente da Juceg, Rafael Lousa.

Ambos quadros tucanos que devem tudo o que são e foram na vida, até hoje, ao apadrinhamento de Marconi.

Pois bem: com o governador sob o fogo cerrado das delações da Odebrecht, acusado de ter recebido doações de campanha via caixa 2, Vecci e Lousa não abriram a boca para defender Marconi e, pior ainda, sumiram da cena política. As delações dos ex-executivos da empreiteira foram divulgadas há 10 dias, mas, até hoje, os dois presidentes dos principais diretórios do PSDB em Goiás não se manifestaram no que seria o papel institucional deles como dirigentes partidários: a defesa do principal líder tucano.