Marconi recebe apoio da base aliada e afirma: “Odebrecht não tem nenhuma obra licitada nem realizada com recursos do governo de Goiás”

Goiás

O governador Marconi Perillo afirmou, na quinta-feira, que a Odebrecht não tem nenhuma obra licitada nem realizada com recursos do governo do Estado. A declaração foi feita durante reunião com deputados da base aliada, que foram ao Palácio das Esmeraldas para entregar a ele um manifesto de apoio no qual afirmam acreditar plenamente que as acusações contra Marconi são falsas.

Marconi endossou que as citações que foram feitas em relação a ele em nenhum momento o acusam de oferecimento ou aceitação de qualquer vantagem. Ponderou, porém, que a afirmação sobre a existência de caixa dois em campanhas eleitorais é algo constrangedor e que precisa ser, na hora certa, desmentido na Justiça. Ele ressaltou que as doações recebidas em suas campanhas de 2010 e 2014 estão estritamente de acordo com o que estabelece a lei.

“A Odebrecht fez doações em 2010 e em 2014 estritamente de acordo com que estabelece a lei, registrado no TRE e aprovado. As contas foram aprovadas”, enfatizou.

Antes de fazer alguns esclarecimentos sobre as citações, Marconi agradeceu aos deputados pela assinatura do manifesto de apoio. “Certamente isso me enche de alegria e de conforto. Ser citado em uma situação como essa acaba constrangendo as pessoas que sempre trabalharam pelo bem comum. Que sempre dedicaram sua vida e sua história à construção de um Estado moderno, sempre dedicando a sua vida a fazer o bem às pessoas, independentemente de cor política, partidária ou ideológica, como sempre fiz ao longo de mais de 30 anos de política”, disse.

Marconi afirmou que as citações acabam colocando interrogações na cabeça de muitas pessoas, sobretudo quando citam números que são “completamente desconectados da realidade”. “Qualquer pessoa que tenha vergonha na cara, que tenha o sentimento de orgulho de ser político e de fazer o bem fica em uma situação de constrangimento. É claro que isso me deixou muito triste nesse ponto de vista, mas de cabeça erguida. Com a certeza e com a tranqüilidade de quem sempre procurou fazer o melhor ao longo desses mais de 30 anos. É importante dizer que eu continuo com a minha dignidade em alta”, afirmou.

Reiterou que ontem afirmou que, no momento certo, depois de ouvir tudo o que foi citado em relação ao seu nome nas delações, vai se pronunciar procurando mostrar aos goianos cada ponto do que foi dito, desmentindo cada ponto que foi dito.