Andrey desiste de ser candidato a deputado depois de fiasco na presidência da Câmara Municipal

Câmara de Vereadores, Goiânia

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Andrey Azeredo (PMDB), abortou o projeto de ser candidato a deputado estadual na eleição do ano que vem em função do fiasco que tem sido a sua gestão à frente do Legislativo da Capital. A informação foi dada pelo próprio Andrey em entrevista à rádio CBN, no início da tarde desta quinta-feira.

Os ataques ao vereador do PMDB, que está no exercício do primeiro mandato, começaram já na posse como presidente da Casa. A sua eleição para o cargo foi marcada por suspeitas de interferência financeira do mercado imobiliário ($$$) e está sob investigação da Justiça. Dias depois, Andrey montou as comissões da Câmara deixando a oposição de fora e comprou inimigos que o criticam até hoje, como Jorge Kajuru (PRP).

Em sete meses como presidente, Andrey foi chamado pelos colegas repetidas vezes de “despachante do prefeito Iris Rezende”. A última vez foi nesta quarta-feira: o vereador Romário Policarpo afirmou que o vereador “age como se secretário da prefeitura ainda fosse”.

Nesta quinta-feira, ele foi atacado pelo próprio colega de partido Wellington Peixoto por formar uma comissão para debater o Plano Diretor sem consultar ninguém, autonomear-se e sair pela tangente quando questionado a respeito de quais critérios usou para montar o grupo.