Amma acaba com denúncias anônimas para reduzir notificações, ou seja: para trabalhar menos

Goiânia

Mais absurda do que a decisão de acabar com as denúncias anônimas na Agência Municipal de Ambiente (Amma), geralmente provocada por excesso de barulho da vizinhança, é a motivação por trás da decisão tomada pelo presidente do órgão, Gilberto Marques Neto, pela gerente de fiscalização, Mariana Gidrão, e pelo prefeito Iris Rezende (PMDB): os funcionários querem trabalhar menos.

Quem diz não é o blog, mas os próprios Gilberto e Mariana. A matéria a respeito do assunto publicada na edição de hoje do Pop diz: “O presidente disse que a agência não estava conseguindo, com a quantidade de fiscais existente, suprir a demanda de reclamações. Conforme a gerente de fiscalização do órgão, Mariana Gidrão, são cerca de 70 fiscais para acompanhar toda a Capital. Aos finais de semana, dias com maior quantidade de denúncias por poluição sonora (tipo de infração que representa mais de 90% das reclamações), a gerência fica com seis a 10 servidores para fiscalizar denúncias”.

Sugestão que este blog dá de graça, sem cobrar nenhum centavo: contratem mais funcionários por meio de concurso em vez de penalizar ainda mais o contribuinte que paga impostos. Não é justo expor vizinhos que querem reclamar e se resguardar pelo anonimato. Sabemos que muitas brigas começam assim e terminam até em tragédias.