A que ponto chegamos: até deputado que ordenou tiros no diretório do PMDB acha Caiado truculento e arrogante

Goiás

Veja você, amigo leitor do blog, a que ponto chegou a oposição em Goiás. Até o deputado estadual Paulo Cézar Martins (PMDB), que há pouco tempo ordenou disparos de revólver dentro do diretório do PMDB, acha que o senador Ronaldo Caiado (DEM) é truculento (conforme registro do jornal O Popular desta sexta-feira). Lembra deste episódio envolvendo PC Martins?

Aconteceu na véspera da eleição que sacramentaria Daniel Vilela como presidente do partido no Estado. A ala ligada ao prefeito Iris Rezende (PMDB) não queria apear do poder e ensaiava uma manobra para dissolver diretórios municipais ligados a Daniel. PC um dia viu Pablo Rezende (que acreditem: incorporou o sobrenome para puxar saco de Iris) mexer nos arquivos do diretório estadual e ordenou ao seu segurança que disparasse. Felizmente, o rapaz teve o bom senso de apontar a arma para o teto. Ninguém se feriu.

Pois, nesta sexta-feira, é este mesmo deputado que critica a truculência do senador. Nós, se fôssemos Caiado, revisaríamos nossa conduta depois dessa. Sinal que tem coisa errada.