Todos contra Fátima (7): até a secretária admite “situação caótica” da Saúde em Goiânia

Em entrevista ao jornal Opção, a própria secretária Fátima Mrué admitiu a “situação caótica” da Saúde da Capital. “Creio que as críticas não são dirigidas a minha pessoa. As críticas em relação ao serviço são pertinentes pois o serviço é caótico e é caótico há muito tempo. Digo isso com tranquilidade pois trabalhei no SUS [Sistema Único de Saúde] sei que o quanto os serviços são deficitários, os processos não funcionam, as equipes são desmotivadas”.

A secretária, apesar de reconhecer que a prefeitura vai muito mal   na sua área, rejeita a acusação de que foge dos vereadores ou que se recusa a atendê-los. “Talvez o atendimento não esteja acontecendo da maneira que era em gestões passadas, que eu desconheço. Mas atendemos todos que nos procuram, peço apenas que informem previamente a pauta a ser discutida para que possamos separar tempo necessário para a audiência. Em apenas dois meses já atendi a um número razoável de vereadores e não me recuso a atender nenhum deles, pelo contrário, faço questão”.

Compartilhe