Polícia prende Wesley Batista, segundo dos três irmãos de Anápolis que transformaram JBS em império

Anápolis, Goiás, Nacional

Está preso, desde o começo da manhã desta quarta-feira, o empresário Wesley Batista. A prisão aconteceu no âmbito da operação Tendão de Aquiles, que investiga suspeitas de que executivos do grupo JBS lucraram no mercado financeiro com informações privilegiadas e relativas ao acordo de delação dos funcionários da empresa, entre abril e maio de 2017.

De acordo com documentos entregues pela JBS ao Conselho de Valores Monetários (CVM), a JBS vendeu R$ 328,5 milhões em ações no período imediatamente anterior à assinatura do acordo, que causou queda no valor da empresa. Como a investigação não tem nada a ver com o assunto que motivou o acordo de delação, a imunidade que Wesley havia obtido não vale neste caso.

Wesley é o terceiro dos três irmãos açougueiros de Anápolis que transformaram a JBS em um império graças à política do ex-presidente Lula e criar empresas brasileiras campeãs no mercado mundial, usando crédito barato do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Wesley é irmão de Joesley, preso desde domingo. O único da família que ainda está solto é José Batista Júnior, o Júnior Friboi.