Um presidente de pulso, coragem e independência teria exigido o fim dos ataques ou a demissão dos assessores, mas Andrey não tem este perfil e os vereadores continuam sendo desmoralizados

Assessores de baixo escalão da Prefeitura de Goiânia atacam, nas redes sociais, os vereadores de Goiânia, sem escrúpulo algum.

Recebem salários da Prefeitura e agridem os representantes do povo que, gostando ou não deles, detém mandato popular.

Se a Câmara de Goiânia tivesse um presidente independente, com coragem e pulso, os vereadores não estariam sendo achincalhados sem reação alguma.

O presidente exigiria respeito do Poder Executivo à Câmara, pedindo o fim dos ataques ou a demissão dos agressores.

Com Andrey, nada disso ocorre e a Câmara não está valendo uma sibalena vencida.