Kajuru chama Fátima Mrué de “secretária da morte” e condena descaso de Iris com diabéticos

Câmara de Vereadores, Goiânia

“Secretária da Morte”: este é o epíteto que o vereador Jorge Kajuru (PRP) atribuiu a Fátima Mrué, secretária de Saúde da prefeitura de Goiânia, em pronunciamento no plenário da Câmara Municipal nesta quarta-feira.

Kajuru afirma que um dos fatos que justificam este vocativo nada elogioso é a forma como ela e o prefeito Iris Rezende (PMDB) tratam os diabéticos em Goiânia.

Além dos problemas no fornecimento de insulina, que já duram anos, a prefeitura avisa que agora também pode cortar a aquisição de bombas de insulina, que funcionam como uma espécie de pâncreas artificial.