Demóstenes diz que voltará ao Senado e que PTB não quer sair da base aliada, em entrevista ao Goiás 24 Horas

Na última terça-feira, horas depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmar a nulidade das provas do processo em que ele investigado por envolvimento com Carlinhos Cachoeira, Demóstenes Torres (PTB) afirmou ter certeza de que vai voltar ao Senado. “Quero meu mandato de volta. Se o Congresso não tratar o assunto até fevereiro, vou entrar com uma reclamação por omissão”.

Além do esforço para reaver o mandato para o qual foi eleito em 2010, Demóstenes também quer renová-lo nas urnas no ano que vem, mas só topa disputar uma vaga no Senado se for pela base aliada. “É um grupo no qual eu estou há 20 anos e não quero sair dele”, diz em entrevista exclusiva ao jornalista Cristiano Silva, editor do blog Goiás 24 Horas. “ Eu mereço, pela forma como fui retirado da política, voltar para concluir esta etapa da minha vida. Está na mão do eleitor”.

Na entrevista, ele afirma também que o seu partido não quer sair da base, mas pondera que o alinhamento não pode ser automático. Na visão do ex-senador, o governo tem compromissos a cumprir com Anápolis, principalmente, e garante que o pleito do partido não tem relação com cargos ou secretarias.

Abaixo, a entrevista na íntegra.

Compartilhe