Lanterninha na pesquisa Serpes é mais um enorme obstáculo à pretensão de Wilder de ser candidato à reeleição pela base

Se já estava difícil, agora complicou mais ainda.

A lanterninha da pesquisa Serpes para o Senado, com apenas 1,2%, é mais um enorme complicador para o senador Wilder Morais conseguir ser um dos candidatos da base aliada.

Lúcia Vânia, que compete com ele, está a léguas de distância, com 9,5%, perdendo apenas para Marconi, que tem 13%.

Sem voto, fica quase impossível reivindicar algo no meio político-eleitoral.

Wilder é trabalhador e atencioso com prefeitos, vereadores e deputados. Leal à base, mas pontuou muito mal na pesquisa e isso é quase que decisivo para a definição do companheiro de chapa de Marconi.

Mas, deve-se levar em consideração que ainda falta muita água para passar debaixo da ponte,

Compartilhe