Deputado denuncia tentativa de homicídio contra radialista em Catalão e diz que motivação foi política

O deputado estadual Gustavo Sebba, líder do PSDB na Assembleia Legislativa, denunciou no seu perfil nas redes sociais atentado contra a vida do radialista Ricardo Nogueira, que apresenta programa jornalístico aos sábados na Rádio Sucesso, em Catalão.

De acordo com o post do parlamentar, que publicou fotos do suposto atentado no seu perfil no Facebook, bananas de dinamite foram atiradas na madrugada deste sábado (09/11) contra a casa onde o radialista reside com família, na cidade de Três Ranchos, próxima a Catalão.

Segundo Gustavo Sebba, Ricardo Nogueira teve ferimentos nas costas e a mulher dele está em observação médica. Os artefatos que explodiram deixaram marcas na residência. “Graças a Deus, o pior não aconteceu”, registrou nas redes sociais.

O deputado esteve local logo após o suposto atentado e acionou as polícias civil e militar. Ele classificou o episódio como “atentado político”, devido as críticas que o radialista faz a políticos de Catalão.

Confira o post: 

TENTATIVA DE HOMICÍDIO

Infelizmente agora a pouco o radialista RICARDO NOGUEIRA sofreu um um sério atentado em sua casa no município de Três Ranchos.

Estou agora na casa do radialista, que teve três dinamites deflagradas em sua residência, que além de lhe causarem vários danos materiais e físicos deixaram sua família completamente em choque. Graças a Deus o pior não aconteceu, pois pela gravidade dos fatos a intenção dos criminosos era ocasionar uma verdadeira tragédia. Já acionamos a polícia militar e a polícia civil que esta nesse momento aqui investigando a tentativa de homicídio. Quero aqui prestar minha solidariedade ao radialista Ricardo Nogueira e à sua família que estava dentro de casa no momento, esperamos ansiosos que a justiça seja feita. Infelizmente sabemos que a política de Catalão pode chegar ao mais baixo nível de todos, tentaram calar a voz da verdade do radialista, com dinheiro, como não conseguiram, tentam intimida-lo, mas confiamos na polícia militar e na polícia civil, que vão chegar aos mandantes. #forçaricardo

Compartilhe