Jornal Opção: presença de assessor de Caiado em evento do PMDB causa estranheza

A presença de Elifas Muniz Sink, identificado como cerimonial do senador Ronaldo Caiado (DEM), no evento do PMDB desta quinta-feira (14/12) causou estranheza em alguns peemedebistas.

Apesar do chefe não ter aparecido — ainda está de repouso em São Paulo –, o assessor acompanhou do palco todos os discursos do evento, mexeu muito no celular e até gravou parte das falas, segundo relatado ao Jornal Opção.

No Centro de Convenções de Goiânia, lideranças do PMDB exaltaram a pré-candidatura do deputado federal Daniel Vilela ao governo de Goiás em 2018 e ficou claro que o projeto de Caiado a governador não deve contar com o apoio do maior partido da oposição (e do Estado). O PMDB “decidiu” no último encontro do ano que bancará mesmo um nome próprio.

De fato, até o prefeito Iris Rezende, seguindo discursos inflamados em torno do jovem pré-candidato, teve que se render e dizer que “não ficará omisso” e “sairá para as ruas pelo projeto do PMDB”.

Apesar de lembrado com palavras amistosas, Caiado foi pouco citado e, na maioria das vezes, para ser cobrado por 2014 — quando foi eleito senador na chapa do PMDB. O único orador que sugeriu que o PMDB deve construir o projeto “a quatro mãos” com ele foi Paulo do Vale, prefeito de Rio Verde.(Jornal Opção)