Candidato Meirelles sabota ministro Meirelles, que deveria desistir da candidatura, diz editorial de O Globo

O Globo, em editorial desta quinta-feira, diz que o candidato Henrique Meirelles sabota o ministro Henrique Meirelles ao acalentar o sonho de ser candidato à Presidência da República.

Leia um trecho:

“Um caso extremo de mau exercício do cargo, devido à contaminação pela política, foi o do lulopetista Guido Mantega. Economista, não conseguiu se distanciar da militância partidária, e se vê envolvido em inquéritos e processos em que é acusado de corrupção.

Já o ministro Henrique Meirelles vive outro tipo de experiência, mas também repleta de perigos — não só para seus próprios planos, mas principalmente para o país, porque, ao aspirar a ser candidato a presidente da República, Meirelles sabota, na prática, a sua missão principal, a de ajudar a viabilizar a aprovação da reforma da Previdência, além de outros projetos do ajuste. Cabe o registro, porém, do seu bom trabalho no posto e do alto nível da equipe que formou (…).

Meirelles deveria primeiro cumprir a missão, que não é só dele, de aprovar as propostas, para só depois pensar na carreira política. Sem se esquecer da impossibilidade de repetir o feito de Fernando Henrique no governo Itamar.

Ao contrário do Real, as mudanças causadas pela reforma da Previdência e outras propostas de ajuste só produzirão efeito no bolso do eleitor a médio ou longo prazos, não será de forma instantânea. Mesmo que tenha sucesso, o ministro continuará tão impopular quanto antes.”

Compartilhe