Vistoria em prisão de Aparecida encontra 11 facas, 16 celulares e 9 mil processos atrasados

11 facas e 16 celulares: estes são alguns números da vistoria realizada na manhã desta sexta-feira, entre 9h e 9h30, por representantes do Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Defensoria Pública ao Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Para visita, um forte aparato de segurança foi montado. Havia helicópteros sobrevoando o local e a avenida que dá acesso ao presídio ficou fechada desde às 6 horas. A comitiva também encontrou pelo menos 9 mil presos do semiaberto que estariam com o processo atrasado e que eventualmente não precisariam estar lá.

Compartilhe