Julgamento de ação de Marconi contra Lula já tem data marcada

O juiz Leonardo Chaves, da 16ª Vara Cível e Ambiental de Goiânia, marcou para dia 7 de março o julgamento da ação em que o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), pede R$ 100 mil de indenização do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por danos morais. Marconi afirma que Lula o persegue por ter dito na imprensa que revelou ao ex-presidente a existência do Mensalão.

Em depoimento a uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) em 2012, marconi disse que nunca imaginou que ter dado um aviso o tornaria objeto de “tanto ódio e tanta perseguição”.

“Eu nunca imaginei que o fato eu ter dado um aviso geraria na minha vida tanto ódio e tanta perseguição”, declarou, ao responder a uma indagação do deputado Luiz Sérgio (PT-RJ) sobre o fato de o governador, que antes acusava, agora ser alvo de questionamento.

Lula, conforme revelou anos depois o ex-senador Delcídio do Amaral (MS), estimulou a criação da CPI do Cachoeira para incriminar o governador de Goiás e revidar o desgaste que ele o fez passar. Segundo o blog de Cristiana Lôbo, na sua origem, a comissão foi apelidada de “CPI da Vingança”, como forma de reação contra os denunciantes do mensalão.

Compartilhe