Em Posse, prefeito amplia hospital a custo menor que o previsto

A ampliação do Hospital Municipal de Posse, na região Nordeste de Goiás, fica pronta até abril. A obra merece destaque não só pela ampliação de 30% na capacidade de atendimento, mas por ter sido executada com um valor muito abaixo do que estava previsto inicialmente. Num País em que a regra é superfaturar obras, o prefeito Wilton Barbosa (PSDB) conseguiu baixar o custo do projeto de R$ 1 milhão para R$ 826 mil.

“Não fizemos mágica”, diz Wilton. “Conduzimos a licitação com transparência e nos pautamos pelo planejamento. Partindo destes dois pilares, fica fácil economizar e executar obras de qualidade”, afirmou o prefeito. A ampliação foi feita com recursos do município e Estado, em mais uma das muitas parcerias que Wilton conseguiu firmar com o governo Marconi Perillo (PSDB) no ano passado.

Hoje são 52 leitos disponíveis. A partir de abril, serão 72. Será construída uma Agência Transfusional, que vai ser uma espécie de Banco de Sangue de Posse. Houve um investimento de R$ 1 milhão e 30 mil em equipamentos novos e modernos. Parte do investimento feito em Saúde no município nos últimos meses foi graças a emendas do deputado federal Giuseppe Vecci (PSDB) e da senadora Lúcia Vânia (PSB).

Compartilhe