IPTU insano: quase 500 já formalizaram protesto contra valor na prefeitura

Entre os goianienses, é muito forte o sentimento de o valor do IPTU cobrado pela prefeitura é injusto e exorbita a realidade econômica da população. O jornal O Popular desta quinta-feira diz que já chega a 500 o número de contribuintes que formalizaram reclamação na Secretaria de Finanças.

Há casos em que o boleto, que era de R$ 1,6 mil, passou para R$ 44 mil do dia para a noite.

O IPTU abusivo faz parte do plano do prefeito Iris Rezende (MDB) de abarrotar os cofres do município em ano eleitoral, de modo a garantir a eleição da primeira-dama, Dona Iris (MDB), a deputada federal.

Há um detalhe nesta história toda: o reajuste no carnê que chegou há poucos dias na casa dos goianienses refere-se apenas ao aumento na área construída, os tais puxadinhos, que a prefeitura insiste em tributar.

Existe no horizonte uma outra razão para aumentar o IPTU, que a decisão da justiça que autorizou o aumento contínuo do imposto a patamares acima da inflação. Este reajuste continuado ainda não foi repassado às pessoas.