Entrevista de Daniel Vilela ao A Redação é um amontoado de tolices de um candidato sem preparo e oco de propostas e ideias para Goiás. Digna de vereador de currutelas do Piauí

Sabatinado sobre áreas de atuação do governo, Daniel mostrou-se incapaz de aprofundar qualquer tema, repetindo lugares-comuns e tolices dignas de um vereadorzinho (com todo respeito que eles merecem) de currutelas do interior do Piauí. 

Jornalista diz para Iris deslocar caminhões usados nos mutirões para resolver crise do lixo em Goiânia e reclama do mau cheiro

É muito boa a sugestão de Suely Arantes, titular da coluna Fio Direto, publicada nesta quarta-feira no Diário da Manhã: que tal deslocar os caminhões usados nos tais mutirões para resolver a crise do lixo em Goiânia? O prefeito Iris Rezende (PMDB) deveria pensar na ideia com carinho, já que mutirão não serve mesmo para nada – a não ser para proselitismo político. 

Vale só rodapé de página: candidatura de Daniel Vilela aparece na penúltima linha de longo texto do Valor sobre planos do PMDB para 2018

O leitor de Goiás que ler a reportagem na esperança de encontrar informações sobre a postulação do deputado federal Daniel Vilela (PMDB) sofrerá um pouco de angústia, porque o texto é longo e o nome do mancebo aparece apenas na penúltima linha. É isto que Danielzinho merece, na opinião da imprensa nacional: um rodapé de página. 

GBrasil: Iris foi o criador e pode ser, 50 anos depois, o coveiro do parque Mutirama

À medida em que a investigação do delegado Izaías Pinheiro avança, mais detalhes podres sobre o Mutirama vêm à público. Mais distante fica também o sonho de Iris de reinaugurar o parque com uma festa grandiosa, como se fogos de artifício fossem capazes de apagar os anos de corrupção, negligência e abandono que transformaram o parque em sucata.

Com salário maior que o de Marconi e Iris, prefeito de Catalão ganha do jornal Opção apelido de “Maradib”

Na crista da notícia de que o prefeito de Catalão, Adib Elias (PMDB), tem salário maior até do que os provimentos pagos ao governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), o jornal Opção criou a figura do “maradib”, uma mistura de marajá com Adib”, e disse que o peemedebista deveria seguir o exemplo do vereador Jorge Kajuru (PRP), de Goiânia, que doa seu salário para instituições filantrópicas.

Bairros criados há mais de 20 anos aguardam asfalto em Aparecida. Esta é a realidade que você não vê nas redes do prefeito Gustavo

Se você, amigo leitor, acompanha as redes sociais do prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha (PMDB), deve estar com a impressão de que o município se transformou num pedaço da Dinamarca no Brasil. Não é bem assim: reportagem desta quinta-feira do jornal O Hoje mostra que bairros criados há mais de 20 anos, como Village Garavelo e Residencial Central Park (que, de chique, só tem o nome) ainda aguardam asfalto.

Diário da Manhã: Caiado se considera “figura de apelo nacional”, tanto que só vai a protestos na av. Paulista, e quer ser candidato a presidente pela “direita conservadora”

Ronaldo Caiado quer repetir a aventura de 1989, quando se candidatou a presidente da República e aparecia na televisão montado em um cavalo branco. Segundo o Diário da Manhã, o senador goiano se considera “líder de apelo nacional” e quer representar a “direita conservadora” no pleito. Em tempo: na eleição de 1989, Caiado foi um fiasco: teve apenas 0,5% dos votos.

Iris, que sempre apregoou uma suposta “a facilidade para tomar decisões”, não consegue definir o secretariado e mergulha a Prefeitura na paralisia, constata Fabiana Pulcineli

Iris Rezende sempre se jactou de um suposto dom para administrar, fazer política e tomar decisões. Mas, 8 dias depois que assumiu a Prefeitura de Goiânia, o que se vê é o contrário: ele não conseguiu sequer montar o seu secretariado e mergulhou a administração municipal na inércia. É o que constata a repórter Fabiana Pulcineli, em O Popular.

Afonso Lopes: “2 anos de Ana Carla na Sefaz foram positivos, mas desgastaram a imagem do governo. A fórmula foi válida, mas seu prazo de validade venceu”

Para o veterano comentarista Afonso Lopes, em seu blog pessoal, a saída da economista Ana Carla Abrão Costa da Secretaria da Fazenda significa a volta do otimismo para a economia goiana. “É possível, sim, manter as contas em ordem e impregnar a economia estadual de atitude mais desenvolvimentista”, diz o jornalista.

Revista Veja diz que, com João Dória de vassoura na mão e Iris ressuscitando os mutirões, Brasil abre caminho para voltar ao passado (e ao populismo tipo Jânio Quadros)

Nota na coluna Radar, no portal online da revista Veja, comenta ações populistas prometidas pelos novos prefeitos de São Paulo, João Dória, que vai varrer pessoalmente as ruas, e de Goiânia, Iris Rezende, que prometeu ressuscitar os mutirões para limpar os bairros da cidade. “A vassoura de Jânio Quadro revive”, ironiza a revista.

Lixo jornalístico: olha só o que virou a nota irresponsável da coluna Giro afirmando que Marconi poderia se filiar ao PMDB

A notícia inventada pela coluna Giro, de O Popular, afirmando que o governador Marconi Perillo estaria cogitando se filiar ao PMDB, cresceu e desandou na repercussão criada pela própria coluna, ao abrir espaço para o deputado Daniel Vilela tripudiar sobre o governador. Agora, olha só, leitor, o que Daniel postou no seu Twitter. Só que tudo não passa de uma grande mentira.

Crise no Senado: O Popular ouve Caiado e Lúcia Vânia sobre o afastamento de, Renan, mas ignora Wilder. Ele… não tem importância

Na reportagem desta quarta feira sobre a situação Senado depois do afastamento do presidente Renan Calheiros, O Popular fez questão de ouvir Ronaldo Caiado, do DEM, e Lúcia Vânia, do PP. O terceiro membro da bancada goiana, Wilder Morais, do PP, foi simplesmente ignorado. É… falta de importância.

Ulisses Aesse, no DM: depois do voto contra juízes e promotores, “se Daniel Vilela  quiser ser candidato  em 2018, vai ter de reconquistar o eleitorado perdido”

A péssima repercussão do voto do deputado federal Daniel Vilela, do PMDB, a favor da emenda que pune juízes e promotores, é objeto de análise do colunista Ulisses Aesse, do Café da Manhã, no Diário da Manhã. Para o jornalista, Daniel Vilela decepcionou seus próprios eleitores e, se quiser ser candidato em 2018, vai ter de reconquistá-los.

O Popular revela que parte das obras inacabadas que Paulo Garcia deixará para Iris foram recebidas por ele do próprio Iris

Essa é boa: O Popular, em sua edição deste domingo, mostra que parte das obras paralisadas que Paulo Garcia vai deixar para Iris Rezende foram recebidas na mesma situação do próprio Iris. Entre elas, a famosa Casa de Vidro, perto do Shopping Flamboyant, que já foi lançada duas vezes e permanece inacabada.