Jornal Opção: na campanha de 2018, Caiado vai atacar seus “aliados” Iris, Maguito e Daniel, citados na Lava Jato?

Eleições, Goiás, Imprensa

Sozinho, só com o DEM, Caiado não é ninguém. Ele precisa do PMDB para ter a estrutura partidária e a chamada capilaridade eleitoral, como foi na eleição para o Senado. Portanto, Caiado precisará de Iris Rezende, Maguito Vilela e Daniel Vilela, todos citados nas delações da Odebrecht.

Daniel Vilela é exemplo raro de político jovem, promissor e em início de carreira que é colhido pelo envolvimento em um escândalo de grandes dimensões

Eleições, Goiás

Político jovem, promissor, em início de carreira, com discurso forte em defesa da moralidade e da ética, é flagrado praticando as mesmas irregularidades que condena. Pensou em Daniel Vilela, leitor? Sim, é ele mesmo, caso raro de vocação precoce para o malfeito, segundo os delatores da Odebrecht.

Delações da Odebrecht esfriam debate sobre a sucessão de 2018 em Goiás? Sim, mas quem sabe é até positivo porque a discussão estava tomando o rumo errado

Eleições, Goiás

As delações da Odebrecht esfriaram o ânimo dos políticos interessados em disputar as eleições governamentais de 2018, em Goiás. Porém, isso pode ter uma consequência positiva, ao abrir espaço para que os pré-candidatos façam uma reflexão sobre o que realmente importa: Goiás e os goianos, não prefeitos ou partidos políticos.

“Em Goiás, as delações prejudicaram mais o deputado Daniel Vilela (PMDB), que vinha como fator novo, mas passou a ter de dar explicações”

Eleições, Goiás

Segundo o presidente estadual do PDT, ex-prefeito e ex-deputado George Morais, as delações dos ex-executivos da Odebrecht sobre repasses a políticos goianos prejudicam mais, dentre todos os citados, o deputado federal Daniel Vilela, do PMDB. “Ele vinha como fator novo, mas agora agora passou a ter de dar explicações”.

Candidatos a governador, em Goiás, buscam orientação política e estratégica em pesquisas qualitativas feitas com visão retrógrada e distante do mundo de hoje

Eleições, Goiás

Veja, leitor, onde está o erro das pesquisas qualitativas produzidas em Goiás, que se concentram em apurar a reação aos nomes dos políticos e seus adversários, mas se esquecem de investigar a visão de mundo dos segmentos sociais – que, hoje, é majoritariamente negativa (e até tem nojo) quando se trata de avaliação e do papel dos governos e da classe política.

CBN Goiânia: Fabiana Pulcineli assistiu aos vídeos dos delatores da Odebrecht sobre propinas a Maguito e Daniel e concluiu que “são tantos detalhes que fica difícil não acreditar”

Eleições, Imprensa

Em um longo comentário na rádio CBN Goiânia, a repórter de O Popular Fabiana Pulcineli revelou aos ouvintes que, após assistir atentamente aos vídeos dos delatores da Odebrecht, concluiu que “fica difícil dizer que é tudo invenção”. Para a jornalista, a riqueza de detalhes fornecida pelos ex-executivos é impressionante.

Ao Jornal Opção, José Nelto diz que Daniel Vilela deve convocar uma reunião no PMDB para se explicar sobre a delação. Deputado estadual ainda acredita na candidatura do filho de Maguito ao governo

Eleições, Goiás

Mais cauteloso do que de costume, o deputado estadual admitiu que as delações bombásticas contra Maguito Vilela e Daniel Vilela abalaram o PMDB. Pai e filho são acusados por delatores de Odebrecht de terem recebido milhares de reais em caixa 2. Eles negam.

Na coluna Giro, de O Popular: QG de Daniel Vilela admite que é grande o estrago com a lista de Fachin

Eleições, Goiás, Imprensa

A nota em Giro diz que os aliados acham que Daniel pode sair dessa enrascada se houve desfecho rápido na investigação no STF. O problema é que não será tão rápido assim. Uma investigação como essa pode se arrastar por longos 5 anos, dificultando assim a candidatura de Daniel ao governo de Goiás em 2018.

Coluna Giro, em O Popular, diz que a inclusão de Daniel e Maguito Vilela na lista dos investigados na Lava Jato fortalece a candidatura de Caiado em 2018

Eleições, Goiás, Imprensa

A coluna Giro, em O Popular, informa nesta quarta-feira que a candidatura de Daniel Vilela a governador, em 2018, já está sendo reavaliada dentro do PMDB goiano. A inclusão do nome de Daniel e seu pai Maguito Vilela na lista dos investigados na Operação Lava Jato, por receber propinas, fortaleceu o nome de Ronaldo Caiado, diz a coluna.

Candidatos a governador, em Goiás, constroem projetos para 2018 baseados em modelos tradicionais de política partidária, esquecendo-se dos exemplos de Trump e Doria

Eleições, Goiás

Os três nomes que já anunciaram a intenção de disputar as eleições para governador em 2018, em Goiás, constroem projetos eleitorais baseados na política tradicional, ignorando as mudanças do mundo nos últimos 30 anos, até mesmo a recente emergência de líderes como Donald Trump e João Doria, que se elegeram e estão governando em linha direta com a população, sem intermediários.

Santacruz define o grupo político de Caiado: “Quem já ouviu falar nesse grupo? As pessoas que cercam o senador são todas de aluguel ou do escopo moral de um Kajuru”

Eleições, Goiás

Para o jornalista Carlos Alberto Santacruz, o senador Ronaldo Caiado está arrombando as portas do PMDB para garantir, no ano que vem, o apoio do partido à sua candidatura a governador. Caiado precisa desesperadamente do PMDB, segundo Santacruz, porque não tem grupo e está isolado politicamente. Veja detalhes.

Afonso Lopes, no Jornal Opção: “Gestão pífia de Iris é complicador para a oposição em 2018. Não deu certo até aqui e dificilmente terá a imagem recuperada a tempo”

Eleições, Goiânia, Goiás, Imprensa

O experimentado comentarista político Afonso Lopes afirma que o desastre inicial da gestão de Iris aprofundou-se de tal maneira que se torna impossível uma recuperação a tempo de ajudar a oposição nas eleições do ano que vem. “A gestão de Iris deveria ser a grande vitrine administrativa dos oposicionistas, mas não deu certo”, analisa.

Em busca desesperada de apoio para 2018, Caiado muda a estratégia e passa a paparicar Daniel Vilela: “Sabemos que o PMDB tem um candidato altamente competitivo”

Eleições, Goiás

Parece que, finalmente, o senador Ronaldo Caiado se conscientizou de que o seu estilo político, radical e agressivo, não agrega apoios nem entre os companheiros mais próximos. Em reunião em Aparecida, terreiro eleitoral da família Vilela, Caiado mudou o tom em relação ao PMDB e passou a elogiar Daniel Vilela, um dos nomes do partido para 2018.

Santacruz: “DEM de Caiado é apenas uma ata encardida que ele carrega debaixo do braço. Não tem diretórios, deputados e seus poucos vereadores ou prefeitos apoiam Marconi”

Eleições, Goiás, Imprensa

Em novo artigo no Diário da Manhã, edição deste domingo, o polêmico Carlos Alberto Santacruz dispara a sua artilharia verbal contra o senador Ronaldo Caiado, que, segundo ele, “continua não gostando de pobres e pretos, nem das minorias” e “vive de xingar o governo Marconi espumando e rangendo os dentes de raiva”.

Reunião da cúpula do PMDB com Caiado debateu nomes para 2018, mas não discutiu nem uma única ideia – uma ideazinha que seja – para o futuro de Goiás

Eleições, Goiás

A coluna Giro, em O Popular, informa que o senador Ronaldo Caiado e a cúpula do PMDB goiano estiveram reunidos, na última quinta-feira, para debater a eleição de 2018 para o governo do Estado. Mas… só se falou em nomes, se Caiado, se Daniel Vilela, por aí afora. Como sempre, ideias para o futuro de Goiás, nenhuma.

Falando à coluna Giro, em O Popular, Caiado praticamente desiste de ser candidato ao governo, em 2018, ao dizer que só irá para a disputa se tiver o apoio do PMDB

Eleições, Goiás

O senador Ronaldo Caiado, do DEM, declarou à coluna Giro, em O Popular, que não será candidato a governador se não tiver o apoio do PMDB. Pronto. Para quem entende de política, isso significa que o ruralista está se colocando fora da disputa, já que o PMDB não apoia candidatos de outros partidos e, pior, tem nomes para 2018 que considera melhores que Caiado.

Coluna Giro, em O Popular: questionado pelo PMDB, Caiado admite que, para tentar o governo do Estado, “tem dificuldades para aglutinar apoios”

Eleições, Goiás

A coluna Giro, em O Popular, neste sábado, noticia que o senador Ronaldo Caiado foi questionado, na reunião desta semana com a cúpula do PMDB goiano, sobre a sua capacidade para aglutinar apoios a uma possível candidatura a governador. Encostado contra a parede, Caiado foi obrigado a admitir: sim, tem dificuldades para viabilizar o seu nome em 2018.

José Vitti diz que Eliton é o candidatura natural da base para 2018: “Trabalha muito e tem sintonia fina com Marconi”

Eleições, Goiás

De acordo com o presidente da Assembleia, o vice José Eliton é habilidoso e está se movimentando para consolidar a sua pré-candidatura. “Ele trabalha muito e, agora, com o novo plano sendo lançado e as obras deslanchando em todo em todo os municípios goianos, vai se fortalecer ainda mais”.

Reunião do PMDB com Caiado esfria candidatura e movimentos de pré-campanha de Daniel Vilela. Sombra de Caiado enfraquece o filho de Maguito

Eleições, Goiás

Na noite de quinta-feira, deputados peemedebistas, Dona Iris, Daniel Vilela e Ronaldo Caiado estiveram juntos. Ficou decidido que o discurso de aliança e unidade será mantido e o candidato escolhido só em 2018. Sinal claro que o PMDB está longe de se empolgar com os movimentos de pré-campanha do filho de Maguito.