Jornal Opção: Júnior Friboi quer ares novos no PMDB e está disposto a barrar candidatura de Iris a prefeito

Eleições, Goiás

Friboi tem a pretensão de ser presidente do partido e liderar o tão esperado processo de renovação. E uma coisa é certa: Júnior não quer nem saber de Iris Rezende. Se conseguir aplicar a reviravolta que imagina, Friboi vai fazer de tudo para isolar Iris e matar qualquer projeto do cacique peemedebista de ser candidato a prefeito de Goiânia em 2016.

Marconi mostra potencial da economia goiana em encontro no Marrocos e amplia possibilidades de negócios

Goiás, Mundo

Governador participou neste sábado do Encontro Bilateral Brasil-Marrocos, organizado pela Lide-Brasil, presidida pelo jornalista João Dória, na cidade marroquina de Marrakech, Norte da África. Marconi deu detalhes do crescimento econômico de Goiás e deixou muitas portas abertas para acordos comerciais entre nosso Estado e o Marrocos.

Tradição de escolher o presidente da Assembleia entre os deputados da maior bancada perdeu o sentido com a pulverização partidária da Casa

Goiás

A regra não escrita que diz que o presidente da Assembleia Legislativa deve sair da bancada com o maior número de deputados perdeu completamente o sentido. O PSDB, que elegeu mais deputados, tem apenas seis. O PMDB, cinco. São bancadas, partidariamente falando, sem nenhuma expressão de vantagem quantitativa.

Frederico Jayme sobre a tentativa de expulsar Júnior Friboi do PMDB: “Esse partido não cria juízo mesmo”

Goiás, Opinião

Em vez do bilionário Júnior Friboi, o PMDB deveria expulsar é Iris Rezende, que conduziu o partido a uma derrota acachapante na última eleição – tanto que a vantagem do governador Marconi Perillo foi três vezes maior que a de 2010. A afirmação é do conselheiro aposentado Frederico Jayme, em declarações ao diário O Hoje.

Sem ideias e sem projetos, assim como foi na campanha, Iris volta a despachar no seu escritório político e passa o dia “conversando”

Goiás

Na última campanha, Iris Rezende não foi capaz de apresentar uma ideia ou projeto de destaque para Goiás. Agora, depois da ressaca da terceira derrota para o governador Marconi Perillo, Iris voltou a despachar no seu escritório político, no setor Marista.De novo, sem ideias e projetos. Só conversa fiada.

Presidente de sindicato acusa deputado Mauro Rubem de agressão e registra queixa na Polícia

Goiás

Roberto Ferreira, presidente do SindMetal, registrou ocorrência contra Mauro Rubem no 1º Distrito Policial de Goiânia. A confusão foi no último dia 18 numa reunião sindical. Rubem se irritou com críticas feitas contra a presidente Dilma Rousseff e, de acordo com a assessoria de imprensa do SindMetal, partiu para cima de Roberto, disparando ofensas e até empurrões.

Especialista critica mudança que Paulo Garcia fará na avenida 85: “Da maneira como é feita, melhora pra ninguém”

Goiás

Professor Marcos Rothen, especialista em transportes pelo Instituto Federal de Goiás (IFG), critica projeto do prefeito Paulo Garcia (PT) de criar um corredor exclusivo para ônibus na avenida 85 porque, na opinião dele, as alterações deveriam ser mais profundas e combinadas a outras em pontos distintos da cidade.

Peemedebista Silvana Marta diz que PMDB é uma “caixa preta” e só Iris e seus familiares têm acesso

Eleições, Goiás

A peemedebista Silvana Marta, que escreve artigos no Diário da Manhã, e certa vez inventou um movimento “I love Iris” agora detona o velho cacique. Silvana lança dúvidas sobre as finanças da campanha do PMDB, que segundo ela foram comandadas pela filha de Iris.

Outro sem mandato… Mauro Rubem caminha pelas ruas de Goiânia com “cara de fim de festa”, revela jornalista

Eleições, Goiás

Assim como Dona Iris, o petista Mauro Rubem fracassou nas urnas e obteve votação pífia. De tabela, Rubem perdeu a vaga na Assembleia e ainda viu Marconi Perillo ganhar mais uma vez. Deve ser por isso que o deputado caminhava no Bosque dos Buritis com cara de fim de festa, como registrou no Twitter o jornalista Marcos Cipriano.

Por quê? Dinheiro de empreiteiras da Lava Jato na campanha de Caiado pode ser legal, mas é muito difícil de explicar

Goiás, Nacional

A campanha do senador Ronaldo Caiado recebeu dinheiro – e muito – de duas empreiteiras enroladas na Operação Lava Jato, em que a Polícia Federal apura o desvio de recursos da Petrobras. A UTC e a OAS doaram, juntas, R$ 1 milhão para Caiado, que ainda não esclareceu porque recebeu essas “contribuições.

Caiado recebeu doação de R$ 1 milhão de 2 empreiteiras enroladas com a Operação Lava Jato e é alvo de denúncia no MPF

Goiás

O senador eleito Ronaldo Caiado foi denunciado ao Ministério Pùblico Federal por ter recebido doações milionárias de 2 empreiteiras enroladas com a Operação Lava Jato, que desbaratou um esquema de corrupção na Petrobrás.A OAS e a UTC, cujos diretores estão na cadeia, doaram R$ 500 mil cada uma para Caiado.

“Ousada”. Esta é a palavra mais usada, na imprensa, para definir a reforma administrativa proposta pelo governador Marconi Perillo

Goiás, Imprensa

Nesta segunda, em veículos diferentes da imprensa goiana, políticos e jornalistas definem a reforma administrativa com a mesma palavra: “Ousada”. Usam o adjetivo o vice-governador José Eliton, em entrevista ao Diário da Manhã; a repórter política Fabiana Pulcineli, em artigo em O Popular; e o radialista e apresentador Altair Tavares, em artigo no seu site noticioso Diário de Goiás.

Fabiana Pulcineli elogia a reforma administrativa e diz que Marconi “pode construir uma gestão que vai ser destaque nacional”

Goiás, Imprensa

A reforma administrativa proposta pelo governador Marconi Perillo traz medidas “salutares”, escreve em seu artigo desta segunda-feira, em O Popular, a repórter Fabiana Pulcineli. A jornalista acredita que o novo desenho do Estado pode dar “destaque nacional” para Goiás, no quarto mandato de Marconi.

Euler Belém afirma que O Popular deve ganhar em breve um novo editor-chefe, que virá de fora de Goiás

Goiás, Imprensa

Segundo o jornalista Euler Belém, em sua coluna Imprensa, no Jornal Opção desta semana, a editora-chefe de O Popular,Cileide Alves, deve ser substituída em breve por um profissional que virá de Brasília, Rio de Janeiro ou São Paulo. Segundo Euler Belém, o Grupo Jaime Câmara quer também reduzir o tamanho da redação de O Popular.

Saraivada de críticas de Daniel contra Iris: candidato errado, campanha equivocada e incapacidade para aglutinar

Goiás

Em uma longa entrevista ao Jornal Opção, neste domingo, o deputado federal Daniel Vilela elege Iris Rezende como seu alvo preferencial e dispara uma saraivada de críticas contra o velho cacique peemedebista. Segundo Daniel, uma nova candidatura de Iris, a prefeito de Goiânia, em 2016, vai enterrar o PMDB.

Jornal Opção: “Reforma administrativa é o primeiro passo para Marconi se transformar em liderança nacional”

Goiás

Segundo análise publicada pelo Jornal Opção, neste domingo, o objetivo político da reforma administrativa é transformar o governador Marconi Perillo em liderança nacional. Goiás será o Estado que vai contar com a estrutura mais enxuta e menos dispendiosa do país, um exemplo que vai levar Marconi para a mesa de decisões da política federal.

2016 já começou: Balestra anuncia apoio a Jayme Rincón para prefeito de Goiânia: “É o melhor nome da base”

Goiânia, Goiás

Em entrevista à rádio 730, o deputado federal reeleito Roberto Balestra, que é do PP, disse que o seu candidato a prefeito de Goiânia, em 2016, representando o grupo liderado pelo governador Marconi Perillo, é o presidente da Agetop, Jayme Rincón. “Ele é o melhor nome da base aliada para Goiânia”, justificou objetivamente Balestra.

Anúncio de uma página, para vender assinaturas, não fala de O Popular e só exalta o brinde, uma panela elétrica

Eleições, Goiás

Um anúncio publicado neste domingo, em O Popular, ocupando o espaço de uma página, oferece a quem assinar o jornal, por um ano, uma panela elétrica como brinde. O anúncio nada diz sobre O Popular e gasta todo o seu espaço enaltecendo as virtudes da panela. Não há retrato melhor para a crise da imprensa escrita.

Economia goiana fecha o último PIB com alta espetacular de 5,4%, enquanto o Brasil cresce apenas 1%

Goiás

As boas notícias continuam chegando. A última avaliação consolidada do PIB goiano, referente a 2012, mostra que a economia estadual cresceu 5,4%, enquanto a média nacional foi de apenas 1%. Com isso,Goiás se consolida em 9% lugar dentre os Estados mais desenvolvidos.

Desde a derrota no 2º turno, Iris sumiu. E só vai reaparecer às vésperas da eleição para prefeito de Goiânia, “convocado” pelo povo

Eleições, Goiás

Iris Rezende perdeu a eleição, deu entrevistas passando pito no vencedor e… sumiu de circulação. É o que ele faz, sempre. O roteiro é conhecido: voltará a cuidar das suas fazendas até as vésperas da próxima eleição, quando será mais uma vez “convocado” pelo povo. E, como não tem o direito ficar “omisso”, será candidato a prefeito de Goiânia.

Daniel Vilela diz que candidatura de Iris foi “um erro”. Mas, na campanha, ele elogiava apaixonadamente o velho cacique peemedebista

Eleições, Goiás

O mesmo Iris Rezende que Daniel Vilela elogiava apaixonadamente em seus discursos e nas redes sociais, antes das eleições, agora transformou-se na síntese de todos os males do PMDB, para o deputado. Nesta semana, Daniel definiu como “um erro” a candidatura de Iris, mas, na campanha, essa mesma candidatura era a mais “qualificada” para dirigir os destinos de Goiás.

Reforma administrativa abre caminho para Marconi fazer o Governo mais realizador da história de Goiás. E logo a partir de 2015

Goiás

O céu é o limite para o governador Marconi Perillo. Reeleito com votação consagradora para o quarto mandato, o tucano agora lançou uma reforma administrativa que enxuga o Governo e abre caminho para uma administração enxuta e repleta de obras de impacto já em 2015. Vai ser um Governo com lugar na história como o melhor de todos em Goiás.

Marconi anuncia extinção de 16 mil cargos comissionados e corte de R$ 300 milhões em gastos públicos

Goiás

Governador anuncia extinção de 16 mil cargos comissionados e a redução de gastos correntes na administração que vão representar economia de R$ 300 milhões por mês aos cofres públicos. A nova estrutura do governo terá 10 secretarias. Seis serão transformadas em subsecretarias.

2014: campanha que nunca tirou um voto de Marconi comprovou que a maior carência da oposição em Goiás é… inteligência. O pior é que continua

Goiás

Fragorosamente derrotada nas urnas, a oposição goiana não aprendeu a lição e continua esbanjado arrogância e… burrice. Nenhum oposicionista foi capaz, até hoje, de fazer uma autocrítica sobre a coleção de erros cometidos na campanha. Em vez de aprender a lição da derrota, estão é preocupados com a próxima eleição de prefeito de Goiânia, em 2016.

Nomes “novos” indicados por Daniel Vilela para a renovação do PMDB são, na verdade, de políticos jovens precocemente envelhecidos

Goiás

Para renovar o PMDB, o deputado federal eleito Daniel Vilela indica três nomes “novos”: Samuel Belchior, Bruno Peixoto e Agenor Mariado. O problema é que, quanto a idade, são “novos”, sim, mas, quanto a cabeça e prática, os três são prematuramente envelhecidos. Nunca se destacaram por nada, nenhuma ideia, nenhuma ação, nada. São tão “velhos” quanto Iris Rezende.

Daniel Vilela bota fogo no PMDB: “Candidatura de Iris foi um erro que não pode ser repetido para a eleição de prefeito de Goiânia”

Goiás

A candidatura de Iris Rezende ao Governo do Estado foi “um erro”, segundo afirma o deputado federal eleito Daniel Vilela, do PMDB. Em entrevista à rádio 730, Daniel disse que, para a próxima eleição, a de prefeito de Goiânia, em 2016, esse”erro” não pode ser repetido. “Será a hora de lançar nomes novos”, acrescentou o deputado.

Assembleia é “uma caixa preta” e “por isso é o Poder menos respeitado pela sociedade”, diz o deputado reeleito Henrique Arantes

Goiás

O deputado estadual reeleito Henrique Arantes, do PTB, desabafou em declarações à coluna Giro, de O Popular, nesta quarta-feira, sobre a insustentável situação moral da Assembleia Legislativa. Para Henrique Arantes, o Legislativo goiano transformou-se em “uma caixa preta”, sem a menor transparência para a sociedade.

Dona Iris sai da Executiva do PMDB, mas não larga a Fundação Ulysses, que ela preside há um ano e meio e nunca produziu nada de importante

Goiás

A seção estadual da Fundação Ulysses Guimarães, órgão de estudos do PMDB, é presidida há um ano e meio pela deputada federal deseleita dona Iris Araújo. Financiada por recursos do Fundo Partidário – portanto, dinheiro público -, a instituição deveria produzir estudos e pesquisas para contribuir com a cidadania. Mas, aqui em Goiás, isso é uma ficção.

Daniel Vilela condena nova candidatura de Iris a prefeito de Goiânia e diz que sem renovação o PMDB vai durar pouco tempo

Goiás

A guerra interna já se instalou novamente dentro do PMDB goiano, após a quinta derrota consecutiva para o grupo do governador Marconi Perillo. Agora, a discussão entre os peemedebistas é sobre a eleição para a Prefeitura de Goiânia, em 2016. O deputado federal eleito Daniel Vilela é contra uma nova candidatura de Iris Rezende.

Falta de notícia ou falta de foco? O Popular destaca em manchete inauguração de quadra de esportes pela Prefeitura. Isso mesmo: uma quadra de esportes

Goiás, Imprensa

Nesta quarta-feira de tempo nublado e mormaço em Goiânia, o jornal O Popular abre espaço na página 10 para manchetar a inauguração de uma quadra de esportes pelo prefeito Paulo Garcia. Isso mesmo, leitor: enquanto Goiânia padece com os problemas criados pelas más gestões do PT e do PMDB, uma quadra de esportes é a notícia importante que a Prefeitura e O Popular têm para os goianienses.

Recorde: doações do Grupo JBS-Friboi, na última campanha, chegaram a R$ 253 milhões, conforme os registros da Justiça Eleitoral

Goiás

Levantamento realizado nos registros do Tribunal Superior Eleitoral contabilizou um valor recorde de R$ 253 milhões em doações do Grupo JBS/Friboi a candidatos diversos na última campanha eleitoral. O JBS-Friboi é o mais conglomerado de proteínas animais do mundo e também o maior devedor do BNDES, no Brasil.

Doações do Grupo JBS-Friboi a políticos, no valor de R$ 253 milhões, não seriam toleradas nos Estados Unidos e acabariam na polícia

Goiás

Para o colunista Claudio Humberto, “as doações de R$ 253 milhões do Grupo JBS-Friboi na campanha de 2014 não seriam toleradas em qualquer país. Nos Estados Unidos, acabariam na polícia”. O JBS-Friboi assumiu o posto de maior doador de recursos para candidatos jamais visto na política brasileira.

Erros continuados do irismo destruíram o PMDB, que mergulha na mais profunda crise da história do partido em Goiás

Goiás

Os erros continuados do irismo levaram o PMDB a 5 derrotas consecutivas nas eleições estaduais, em Goiás, a partir de 1998. Nesta segunda, o partido reuniu a sua Comissão Executiva, mas não encontrou nenhuma saída. A verdade é que não há vida inteligente dentro do PMDB goiano, enquanto o caos toma conta da legenda.

Na lista de infiéis a serem expulsos do PMDB, dona Iris incluiu até o nome de Maguito. Mas acabou tirando, a pedido de Iris

Goiás

A deputada federal deseleita dona Iris Araújo preparou uma lista de infiéis a serem expulsos do PMDB, que seria apresentada por ela na reunião da Executiva do partido. O prefeito de Aparecida, Maguito Vilela, estava na lista, que não foi apresentada porque dona Iris, ao ver que as expulsões não seriam aprovadas, preferiu deixar a reunião e renunciar ao seu cargo na Executiva.

Exemplo de gasto abusivo com a verba indenizatória da Assembleia: Daniel Vilela torrou R$ 699 mil com “pesquisas” e “estudos técnicos”

Eleições, Goiás

A moralização da Assembleia deve se constituir no principal compromisso do próximo presidente do Poder. Os abusos com a Verba Indenizatória, por exemplo, são cada vez mais graves. Veja esse exemplo: com “pesquisas socioeconômicas, “estudos técnicos” e “consultorias”, o deputado Daniel Vilela já queimou R$ 699 mil reais em dinheiro público.

Miúdo: Caiado, depois de ganhar o Senado, só fala em eleição para prefeito de Goiânia. Sobre a defesa dos interesses de Goiás, nada

Eleições, Goiás

O senador eleito Ronaldo Caiado, imediatamente após ganhar a eleição, passou a gastar todo o seu tempo para falar na próxima eleição – a de prefeito de Goiânia, em 2016. Caiado até já lançou Iris Rezende como candidato à Prefeitura e diz que está trabalhando para isso. Sobre os interesses de Goiás, no Senado, nem uma palavra até agora.

Impasse: Assembleia não tem nome “perfeito” para ocupar a Presidência no biênio que se inicia em fevereiro de 2014

Eleições, Goiás

Entre os postulantes que já se apresentaram para tentar ganhar a eleição para presidente da Assembleia, nenhum é “perfeito” para o cargo. Isto é: em todos, sempre falta alguma das 4 características fundamentais para quem deseja presidir o Legislativo: confiabilidade, experiência, trânsito com os colegas e ficha limpa.

Vitti quer ser presidente da Assembleia, mas coloca a moralização da Casa em 3º lugar. Antes, vêm o regimento e a nova sede

Goiás

O deputado estadual José Vitti quer presidir a Assembleia no biênio que se inicia em 2015, mas não prioriza a moralização de um Poder abalado por sucessivos escândalos e pela recusa de se abrir à sociedade. Vitti acha mais importante reformar o regimento e concluir a nova sede do Legislativo, um palácio que está sendo construído no Parque Lozandes.

Mário Rodrigues, do Grupom: “Eleição comprovou que o modelo adotado por Iris para fazer política está superado”

Goiás

Se Iris Rezende quiser disputar mais uma eleição, a de prefeito de Goiânia em 2016, “atendendo aos apelos do povo”, é bom arrumar um jeito de se reciclar. Segundo o pesquisador Mário Rodrigues Filho, dono do Grupom, o jeito adotado por Iris para fazer política está vencido. “Não funciona mais” e daqui para a frente é só derrota.

Sefaz diz que mudanças na dívida do Estado não terão impacto, mas… é só estratégia para minimizar pressões por elevação de gastos

Goiás

A Secretaria Estadual da Fazenda, tradicionalmente, não gosta de admitir que o caixa do Estado está melhorando ou em boas condições – em uma estratégia para diminuir as pressões por mais gastos. Por isso, negou que a mudança do indexador da dívida irá melhorar a situação financeira do Estado. Anote aí, leitor: é conversa. Vai haver um salto de qualidade para o caixa e será grande.

Maior desafio para o próximo presidente da Assembleia será acabar com abusos dos deputados por conta da verba indenizatória

Goiás

Um dos itens prioritários do processo de moralização que o novo presidente terá que desencadear na Assembleia Legislativa, a partir de fevereiro de 2015, será o fim dos gastos abusivos dos deputados por conta da verba indenizatória. Criada para dar suporte às atividades dos parlamentares, a VI, como é conhecida na Assembléia, transformou-se em complemento salarial.

Presente de Natal dobrado: troca do indexador será retroativa a 1997 e vai reduzir a dívida do Estado em mais de 20%

Goiás

A aprovação do projeto que reestrutura as dívidas dos Estados e diminui os encargos anuais terá, como consequência, a redução do valor total devido, já que o recálculo com base em um indexador menor será feito com data retroativa, a partir de 1997. Além de dinheiro a mais no caixa, o governador Marconi Perillo também vai ser contemplado com a redução da dívida do Estado e novos limites de crédito.

Marconi ganha presente antecipado de Natal: redução do indexador da dívida do Estado coloca mais R$ 400 milhões no caixa, por ano

Eleições, Goiás

O presente de Natal do governador Marconi Perillo chegou mais cedo: o Senado aprovou projeto que dá desconto nas dívidas dos Estados e abre espaço para a contratação de novos financiamentos. O caixa do Governo do Estado será reforçado em até R$ 400 milhões por ano.

Hélio de Sousa articula a própria expulsão do DEM, pretende se filiar ao PSDB e assim se viabilizar para presidente da Assembleia

Eleições, Goiás

Para continuar como presidente da Assembleia no biênio que se inicia em fevereiro de 2015, o deputado Hélio de Sousa (atual presidente, cumprindo mandato tampão depois que Helder Valin foi para o TCE), está articulando a própria expulsão do DEM – para em seguida se filiar ao PSDB, sem perder o mandato.Pela tradição, o PSDB, que tem a maior bancada, indica o próximo presidente do Legislativo.

Moralização é a palavra chave na eleição do novo presidente na Assembleia: Legislativo está no fundo do poço

Goiás

O novo presidente da Assembleia Legislativa, que será empossado a partir do início do ano que vem, terá pela frente a obrigação de resgatar a imagem da Casa. Depois de anos de escândalos, improdutividade e dribles na transparência, a Assembleia não tem mais como descer na escala da falta de moral e ética.

Folha de S. Paulo revela que Caiado fez a terceira campanha mais cara do Brasil, para o Senado

Goiás

Ronaldo Caiado fez a terceira campanha mais cara do país, para o Senado, segundo revelou neste fim de semana o jornal Folha de S. Paulo, com base em dados da Justiça Eleitoral. Caiado queimou R$ 9,6 milhões de reais para se eleger, atrás apenas de José Serra, de São Paulo, e Antônio Anastasia, de Minas – ambos Estados com eleitorado muito maior que Goiás.

Jornal Opção: “Peemedebistas temiam Iris Rezende, mas agora que o leão perdeu os dentes…”

Eleições, Goiás

“Antes, os peemedebistas temiam Iris Rezende, mas agora que o leão perdeu os dentes, depois de quatro derrotas estaduais, não temem mais dizer que precisa deixar a liderança do PMDB. Porque está “matando” o partido”, diz nota da coluna Bastidores, do Jornal Opção.

Mais Frederico: “Se o PMDB gostasse de Iris, sua mulher não teria perdido a reeleição com votação minúscula”

Eleições, Goiás

A entrevista do ex-deputado Frederico Jayme ao Jornal Opção é bombástica. Conhecedor profundo do PMDB, Frederico faz análise nua e crua do partido e afirma que o tempo de Iris Rezende acabou. Para ele, o PMDB “não quer saber mais de Iris”.

Humberto Machado dá recado aos radicais do PMDB: “militância é bem maior que direção do partido”

Eleições, Goiás

Prefeito de Jataí falou à coluna Giro sobre a reunião que o PMDB vai fazer para decidir o futuro dos prefeitos que apoiaram Marconi Perllo. Humberto é contra radicalismo. “Que a cúpula do partido não repita o erro de não ouvir suas bases para tomar as decisões”, disse. O recado está dado.

Em entrevista ao Jornal Opção, Frederico Jayme detona: “Iris e Dona Iris já foram expulsos do PMDB pelas urnas”

Eleições, Goiás

Peemedebista histórico e aliado de primeira hora do governador Marconi Perillo nesta campanha, o ex-deputado Frederico Jayme deu uma entrevista bombástica ao Jornal Opção. Ele afirma que Iris e Dona Iris praticamente estão com a carreira política encerrada e foram rejeitados pelas urnas.

Expectativa para reunião do PMDB na segunda é sobre Dona Iris. Ela vai? Se for, vai falar o que? Será ouvida mesmo sem mandato em 2015???

Eleições, Goiás

Esposa do velho cacique sofreu uma derrota histórica e não se reelegeu para a Câmara Federal. Restou a ela postar frases sem sentido no Twitter e preparar novas receitas para seu programa de culinária (alguém sabe em qual canal de TV passa?). Se for, Dona Iris vai falar o que? No segundo turno, numa reunião interna, ela se irritou e saiu da sala cuspindo abelhas africanas.

Radicalismo defendido por Adib Elias e Sandro Mabel pode afundar de vez o PMDB em Goiás

Eleições, Goiás

Partido se reúne nesta segunda-feira para decidir o que fazer com os prefeitos e demais integrantes que apoiaram Marconi Perillo. Adib Elias e Sandro Mabel são os radicais da vez e defendem a expulsão imediata daqueles que não estiveram com Iris. Partido corre o risco de ficar manchaoa para sempre com o carimbo da intolerância e da falta de diálogo com seus aliados.

Oposição negou a realidade, disse que Goiás era “terra arrasada” e perdeu a eleição. Mais uma vez, a verdade está nos jornais: estamos crescendo como nunca

Eleições, Goiás

Iris Rezende, Vanderlan Cardoso e Antônio Gomide fizeram campanha do começo ao fim anunciando que Goiás seria uma “terra arrasada”. Mas a realidade percebida pelo eleitor era e é outra: continuamos crescendo em ritmo acelerado, à frente dos demais Estados brasileiros, conforme comprovam as estatísticas do IBGE, mais uma vez, neste sábado.

Confiabilidade é o principal fator para definir o próximo presidente da Assembleia, que é elemento primordial da governabilidade

Eleições, Goiás

Para o Poder Executivo, a presidência da Assembleia Legislativa é fundamental para garantir a sua estabilidade política e a governabilidade administrativa. Por isso, a confiabilidade será o fator que mais pesará na escolha do nome que vai ocupar esse cargo a partir de 2015.

Disputa pela presidência da Assembleia começa acirrada entre Chiquinho, Vitti e Tejota. Marconi, por enquanto, não entrou no jogo

Eleições, Goiás

Os deputados Francisco de Oliveira, do PHS; José Vitti, do PSDB; e Lincoln Tejota, do PSD, são os primeiros a apresentar seus nomes para concorrer à presidência da Assembleia Legislativa, a partir de 2015. Por enquanto, o governador Marconi Perillo não sinalizou preferência por nenhum deles – e nem qualquer outro.

Maguito diz que não será candidato “a mais nada” em nome da renovação no PMDB. Iris deveria seguir o exemplo…

Eleições, Goiás

“Não serei candidato a mais nada exatamente porque defendo a renovação do PMDB”, disse um convicto Maguito Vilela ao jornalista Jarbas Rodrigues, da coluna Giro, de O Popular. Prefeito de Aparecida está arrepiado com a ideia de Iris Rezende ser candidato a prefeito de Goiânia em 2016.

Maguito endurece contra Iris candidato a prefeito em 2016: “Temos de renovar o partido”

Eleições, Goiás

Maguito Vilela não digeriu facilmente essa historinha de Ronaldo Caiado e outros peemedebistas de lançar Iris Rezende para prefeito de Goiânia em 2016. Está mais do que claro que Maguito não quer nem saber de Iris e vai fazer de tudo para aposentar o velho cacique peemedebista.

Secretário Jeovalter e Paulo Garcia tentam disfarçar, mas aumento de 60% no IPTU é abusivo. Você, leitor, acha justo???

Eleições, Goiás

A pressão da sociedade e dos vereadores até surtiu efeito. A prefeitura desistiu de empurrar goela abaixo a nova Planta de Valores e agora diz que vai aplicar um aumento linear de 60%. Esta taxa é alta. É abusiva. Quais benefícios, ações e projetos de Paulo Garcia para Goiânia nos últimos anos justificam um aumento tão grande???

Bagunça do IPTU de Paulo Garcia: prefeitura recua, muda aqui, ali e o aumento abusivo será de 60%

Eleições, Goiás

A verdade é que ninguém mais entende o que a prefeitura de Goiânia arrumou com o reajuste do IPTU. O secretário de Finanças, Jeovalter Correia, anunciou nesta sexta que não terá mais uma nova Planta de Valores do Município e o aumento no valor do imposto será linear e de 57,8%, a partir de 2015. E em 2016 vai aumentar 29,7%. Ou seja, mexeu aqui, mexeu ali e o cidadão goianiense dançou.

Maguito rejeita lançamento de Iris para prefeito: “PMDB sabe que não se ganha eleição só com nome”

Eleições, Goiás

Na coluna Giro, de O Popular, prefeito de Aparecida deixou claro que é precipitada a atitude de Caiado e outros peemedebistas de lançar Iris Rezende como candidato a prefeito. “Iris sempre será um nome forte, mas temos de renovar o partido, abrir espaço a novas lideranças e ampliarmos alianças”.

Marconi vai manter relação republicana com Dilma e descarta fazer oposição ao governo federal

Eleições, Goiás

Em entrevista ao jornal O Popular, o governador Marconi Perillo deixou claro que não entrará na onda de oposição raivosa ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Marconi mais uma vez repetiu a frase: “governo não faz oposição a governo”. E ressaltou que este papel oposicionista deve ser exercido pelo Congresso e partidos.

Jayme Rincón ignora lançamento de Iris para prefeito de Goiânia: “Vamos focar na gestão do Estado”

Eleições, Goiás

“Acabamos de sair de uma campanha. Vamos focar na gestão do Estado e nas parcerias com as prefeituras. O deputado Caiado deve estar sem o que fazer. Se quisesse ajudar Goiânia, deveria convencer Iris Rezende a colaborar para tirar a capital deste caos”, disse o presidente da Agetop à coluna Giro, de O Popular.

Uma nova crise começa a brotar no PMDB: Caiado e Bruno Peixoto lançam Iris para prefeito, mas Maguito e Mabel querem renovação total

Eleições, Goiás

Ronaldo Caiado, que nem é do PMDB, já lançou Iris Rezende como candidato a prefeito de Goiânia em 2016. O deputado Bruno Peixoto pegou carona e disse que o nome é mesmo o de Iris. Só que Maguito Vilela e Sandro Mabel defendem renovação total no partido e veem o velho cacique apenas como um conselheiro. Vem mais crise por aí e a briga dentro do PMDB só está começando.

Marconi, em discurso desabafo: “Setores da imprensa tentaram nos derrubar, mas não conseguiram porque criamos canais na internet”

Goiás, Imprensa

Em reunião nesta terça com prefeitos e lideranças políticas, o governador Marconi Perillo disse que parte da imprensa estadual promoveu um trabalho de desconstrução da sua imagem. “Não conseguiram porque criamos canais de comunicação permanente com a sociedade, através da internet”, revelou o governador.

Em reunião com prefeitos, Marconi diz que tem muitos defeitos, “mas não o de ser desleal com os companheiros”

Goiás

No seu mais importante pronunciamento desde o anúncio oficial da sua reeleição, domingo passado, o governador Marconi Perillo se declarou “um grande aglutinador” e disse que vai continuar ouvindo, conversando e buscando a convergência dos goianos para realizar o seu quarto mandato. Ele prometeu que vai atender aos prefeitos, porque “não é desleal aos companheiros”.

Com 5 derrotas no lombo, oposição beija a lona e vive o seu momento de maior desorientação em Goiás (desde 1998)

Eleições, Goiás

Depois da quarta vitória do governador Marconi Perillo, desta vez com a maior vantagem dentre todas as eleições que disputou e venceu, a oposição goiana beijou a lona e parece sem rumo. Sumiram de circulação as principais cabeças e ninguém dá um pio. Parece até que a oposição morreu em Goiás.

Marconi se encontrou com governador Geraldo Alckmin e já tratou de parcerias para Goiás

Eleições, Goiás

Marconi estava em São Paulo na segunda-feira com a família, mas não perdeu a oportunidade de encontrar o amigo e governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, também reeleito agora em outubro. Os dois almoçaram no Palácio dos Bandeirantes e falaram de negócios e parcerias entre Goiás e São Paulo. Marconi quer intensificar a relação comercial com o Estado mais forte do Brasil e Alckmin se mostrou disposto a contribuir com esse objetivo.

Perfis oposicionistas no Twitter mergulham em ressaca moral histórica após a eleição de Marconi: já vai uma semana de silêncio

Eleições, Goiás

Os perfis oposicionistas mais combativos no Twitter, em Goiás, mergulharam no marasmo depois da reeleição do governador Marconi Perillo – que eles fizeram o possível e o impossível para impedir. O Goiás 24Horas deu uma volta no microblog e se surpreendeu com o paradão da turma antimarconista ferrenha e apaixonada.

A esperança é a última a morrer: um dia antes da eleição, Vassil publicou artigo afirmando que Iris ainda poderia vencer

Eleições, Goiás

Se a repórter política de O Popular, Fabiana Pulcineli, é a “musa”, o “comentarista” Vassil Oliveira é o capitão-mor da turma de fanáticos do antimarconismo. No sábado véspera da eleição, Vassil publicou artigo na internet ainda esperançoso quanto a uma vitória de Iris Rezende e chegou até a dizer como seria o Governo fantasma do peemedebista.

Afonso Lopes diz que derrota é fim de carreira para Iris: “Ele saiu desta campanha muito menor, inclusive em Goiânia”

Eleições, Goiás

O comentarista político Afonso Lopes, o mais traquejado da imprensa goiana, afirma em artigo publicado no seu blog pessoal que a derrota de Iris Rezende, nesta eleição, é a pior que o velho cacique peemedebista já engoliu.Tão grave, diz Afonso, que até mesmo uma candidatura a prefeito de Goiânia, em 2016, terá de ser repensada.

Jornal Opção: “Grupo Jaime Câmara atuou, com rigor, basicamente ‘contra’ Marconi Perillo e a favor de Iris Rezende”

Eleições, Goiás, Imprensa

Sem meias palavras, o Jornal Opção desta semana avalia a última campanha eleitoral e concluiu que o Grupo Jaime Câmara não foi imparcial e “atuou” contra a candidatura do governador Marconi Perillo e a favor de Iris Rezende. Segundo o semanário, a redação de O Popular é comandada por um “trio antimarconista”- Cileide Alves, Fabiana Pulcineli e Bruno Rocha Lima.

Rei, mas das redes sociais: vídeo-selfie de Marconi agradecendo a vitória continua bombando e alcança 760 mil internautas

Goiás

A campanha nas redes sociais do governador Marconi Perillo foi talvez a melhor do Brasil. Marconi inovou em todos os sentidos e deu um banho nos adversários. Após a vitória, o tucano fechou com chave de ouro com um vídeo-selfie de agradecimento que continua bombando e já atingiu 760 mil internautas.

Veja artigo, publicado em julho de 2013, em que Fabiana Pulcineli aconselha Marconi a não se candidatar para não manchar a biografia com uma derrota

Goiás, Imprensa

Em uma das maiores furadas da história da imprensa em Goiás, a jornalista Fabiana Pulcineli publicou um artigo, em O Popular, em julho de 2013, concluindo que o governador Marconi Perillo não deveria se candidatar à reeleição para não manchar a sua biografia com uma derrota. Olha que roubada, leitor…

Jornal Opção: “Estado arrasado e gestão ditatorial e ruim foram ficções da oposição que o eleitor rejeitou ao reeleger Marconi”

Goiás, Imprensa

O grande erro da oposição, na última campanha, foi apresentar Goiás como um Estado de “terra arrasada” e o governador Marconi Perillo como “ditador” e “péssimo gestor”. Segundo o Jornal Opção, em editorial, essas críticas não passaram de ficções, por não corresponder a situações reais, e acabaram fortalecendo Marconi e ajudando na sua vitória.

O Popular noticia, pela segunda vez, o desdém de Caiado pelo apoio do PMDB à sua candidatura ao Senado

Eleições, Goiás

Na última semana, a coluna Giro informou que o senador eleito Ronaldo Caiado (DEM) deu por encerrada a aliança com o PMDB de Iris Rezende. Agora, Caiado vai além: ele não só fecha portas para o PMDB como também subestima o peso que o partido teve na sua campanha para o Senado.

O Popular desmente crítica de Gomide e mostra que o desenvolvimento de Goiás não está concentrado em poucos municípios

Goiás, Imprensa

Durante a campanha, o candidato derrotado do PT a governador, Antônio Gomide, dizia que o crescimento econômico, em Goiás, só beneficia 6 municípios, em detrimento dos demais. Nesta segunda, O Popular desmente a crítica de Gomide e mostra com números que o desenvolvimento estadual está interiorizado e beneficia os municípios em geral, inclusive com aumento de renda da população.

Em seus artigos em O Popular, Fabiana Pulcineli fez 6 previsões negativas para Marconi e… errou em todas

Goiás, Imprensa

A principal repórter de O Popular, Fabiana Pulcineli, usou as páginas do maior jornal do Estado, durante um ano, para fazer previsões sobre o governador Marconi Perillo que acabaram não se concretizando. No geral, Fabiana apostou na derrota de Marconi e chegou a escrever que o suposto quadro de desgastes e “tropeços” do Governo do Estado criava o cenário ideal para uma vitória de Iris Rezende.

Os mentirosos (6): Duda Mendonça veio a Goiás para dizer que “qualquer um” venceria Marconi no 2º turno. Então?

Eleições, Goiás

Do falatório da oposição e das centenas de mentiras contadas durante a campanha, vale lembrar as que mais chamaram atenção.Veja essa, leitor querido: em janeiro, em visita a Goiás para assinar contrato com o bilionário Júnior Friboi, o marqueteiro Duda Mendonça garantiu que “qualquer um” venceria o governador Marconi Perillo no 2º turno. Pois é…

Os mentirosos (5): Vanderlan dizia ter pesquisas “diferentes” e garantiu que estaria em 2º lugar no dia 15 de setembro. Pfffff…….

Goiás

Confere aí, leitor: no dia 5 de setembro, Vanderlan Cardoso deu entrevista à Tribuna do Planalto dizendo que as pesquisas eras falsas e que ele teria com índices bem maiores – e tanto que já no dia 15 estaria em 2º lugar. Era mentira e mentira cabeluda. As pesquisas que Vanderlan criticava estavam certas ao apontar que ele sairia da eleição menor do que entrou.

Altair Tavares diz que o PMDB precisa se renovar com urgência e que o 1º passo é tirar Samuel Belchior da presidência

Goiás

O jornalista e radialista Altair Tavares (dono do site noticioso Diário de Goiás) pede, em artigo na Tribuna do Planalto, o urgente afastamento de Samuel Belchior da presidência estadual do PMDB. “Samuel já deu sinais de esgotamento”, afirma Altair, que vê a oposição esfrangalhada e sem reação depois da derrota do último domingo.

Outro fiasco de O Popular na cobertura da campanha deste ano: Joklécio, a coluna fake que acabou sumindo sem comunicação aos leitores

Eleições, Goiás, Imprensa

Segundo o editorial em que exalta o trabalho dos seus jornalistas, a cobertura de O Popular sobre a eleição em Goiás foi de “credibilidade” e “imparcial”. Mas será que foi mesmo? Veja mais esse exemplo, leitor: O Popular chegou a publicar uma coluna fake de humor eleitoral, uma ideia infeliz que o próprio jornal tirou de circulação sem dar explicações aos leitores.

O Popular afirma em editorial que fez cobertura de “credibilidade” e “imparcial” das eleições. Não é bem assim, leitor

Eleições, Goiás, Imprensa

Veja essa manchete de O Popular durante a última campanha, leitor. O jornal afirma que “Vanderlan avança”, o que passou longe da verdade. Vanderlan Cardoso nunca “avançou” e terminou o 1º turno com menos votos do que teve em 2010. É só mais um dos incontáveis erros dos jornalistas de O Popular, que agora exaltam a sua cobertura da campanha como “perfeita” e “imparcial”.

Antes mesmo de assumir o Senado, Caiado começa a trabalhar contra Goiás e convoca ministro para tumultuar acordo da Celg

Goiás

Será que o senador eleito Ronaldo Caiado vai demonstrar amadurecimento e equilíbrio para exercer o seu mandato defendendo os interesses de Goiás ou será que vai radicalizar nos ataques ao Governo do Estado? Nesta semana, ele está agindo no Congresso Nacional para tumultuar o acordo que beneficiou a Celg. É só uma amostra do que vem por aí, leitor amigo. Dane-se Goiás…

Aliança com o PMDB foi negócio da China para Caiado: arranjou palanque e estrutura de campanha em troca de discurso e mais nada

Eleições, Goiás

O senador eleito Ronaldo Caiado fez um negócio da China: aliou-se ao PMDB, ganhou palanque e estrutura de campanha, mas não moveu uma palha para ajudar a campanha de Iris Rezende, a não ser discursar nos palanques e aparecer nos programas de televisão – de Iris, claro, porque, nos programas dele mesmo, jamais pediu voto para o peemedebista.

Mais Gean Carvalho: “Qualquer candidato atrelado a Paulo Garcia está condenado a perder a eleição em Goiânia”

Eleições, Goiás

Segundo o jornalista Gean Carvalho, dono do instituto Fortiori de pesquisas, em entrevista ao Diário da Manhã, a única certeza sobre a eleição para prefeito de Goiânia, daqui a 2 anos, é que qualquer candidato atrelado ao prefeito Paulo GArcia não terá a menor chance de vitória.

Gean Carvalho, dono do Fortiori: “Oposição errou ao vender um Estado de terra arrasada, o que não encontra amparo na vida real”

Eleições, Goiás

Para o dono do instituto Fortiori de pesquisas, Gean Carvalho, o grande equívoco da oposição, na última eleição, foi tentar convencer o eleitor de que Goiás é uma “terra arrasada”. Segundo Gean, essa visão não encontra amparo na vida real a acabou isolando e descredenciando o discurso oposicionista.

Cléber Ferreira acusa cartolas do Goiás de lavar dinheiro. Colegas cobram nomes, provas e passam sermão nele

Eleições, Goiás

“O ônus da prova cabe à acusação. Mostre provas. Documentos, nomes. Onde estão? É inadmissível atribuir suspeitas tão graves a quem quer que seja sem que se apresentem provas”, reagiu o professor Ledes Gonçalves. “Isso não pode. Uma mentira dita mil vezes, Cléber, se torna verdade”, afirmou Charles Pereira.

Estilo PMDB de administrar: MP intervém em Mineiros e obriga prefeito a oferecer serviço de saúde de qualidade

Eleições, Goiás

A Justiça determinou que a prefeitura construa um novo hospital ou equipe um já existente. O descumprimento da decisão vai acarretar multa diária de R$ 500. É isso que dá quando a prefeitura abandona sua missão básica de prestar assistência ao cidadão.

Reação do PMDB, após a vitória arrasadora de Marconi, mostra ressentimento, despeito, desorientação, falta de inteligência e arrogância

Eleições, Goiás

O PMDB goiano não aprende com as suas sucessivas derrotas diante do governador Marconi Perillo. Liderados por Iris Rezende, peemedebistas como Sandro Mabel e Samuel Belchior se esforçam para desqualificar a eleição de Marconi e se recusam a admitir que cometeram uma sucessão de erros e cavaram a própria sepultura.

Samuel Belchior diz que maioria do eleitorado goiano vende o voto por dinheiro “para trocar telhado e pagar IPVA e conta de luz e água”. E que a “imprensa é vendida para o Governo”

Eleições, Goiás

Em entrevista à rádio CBN, nesta segunda-feira, o presidente estadual do PMDB, deputado Samuel Belchior, atribuiu a derrota de Iris Rezende ao fato do “eleitorado votar por dinheiro para trocar o telhado, pagar IPVA e conta de água e luz”. Segundo Belchior,”apenas um percentual muito pequeno discute e vota com consciência”.