No Facebook, mais de 1.500 internautas questionam e mostram indignação com o voto de Daniel Vilela a favor da emenda do abuso de autoridade. E ele não responde a nenhum

Goiás, Nacional

Os mais de 1.500 internautas que postaram comentários no Facebook do deputado federal Daniel Vilela, do PMDB, repudiando o voto a favor da emenda do abuso de autoridade, não receberam ainda qualquer resposta do peemedebista. Desde que começou a enxurrada de críticas que Daniel não publica uma palavra no seu Face.

No Facebook, advogado diz que, na faculdade, Daniel Vilela pedia cola a ele e por isso “mostrou despreparo” ao votar a favor da emenda do abuso de autoridade

Goiás

Entre as centenas e centenas de internautas que estão postando comentários indignados no perfil do deputado federal Daniel Vilela, do PMDB, no Facebook, reclamando do voto a favor da emenda do abuso de autoridade, apareceu um advogado que foi colega de faculdade do peemedebista. Veja as revelações que ele faz.

Facebook: entenda porque a reação indignada dos internautas ao voto de Daniel Vilela a favor da emenda tem importância especial e é destacada aqui no Goiás 24 Horas

Goiás

Caríssimo leitor: sabe por que o G24H está analisando com destaque o voto do deputado federal Daniel Vilela, do PMDB, a favor da emenda do abuso de autoridade? Acontece que, ao contrário dos demais membros da bancada goiana na Câmara, o peemedebista tem projeto para 2018 – se candidatar ao governo do Estado. E de um candidato a governador espera-se uma postura diferenciada.

No perfil de Daniel Vilela no Facebook, internautas usam o emoji de vômito para mostrar decepção e indignação com o voto a favor da emenda do abuso de autoridade

Goiás

Mais uma novidade chama atenção na postagens indignadas de internautas, no perfil do deputado federal Daniel Vilela, do PMDB no Facebook, que já são mais de 1.500: o emoji de vômito, usado para caracterizar a desaprovação ao voto de Daniel a favor da emenda do abuso de autoridade.

Em editorial, O Popular aprova a privatização da Celg, diz que “são muitas as consequências positivas” e vê “horizonte luminoso para a energia em Goiás”

Goiás, Imprensa

Em editorial, o jornal O Popular, o mais importante veículo da imprensa goiana, aprova a privatização da Celg. O Popular afirma que é “possível visualizar um horizonte mais luminoso para a energia em Goiás” e ainda garante que a venda da companhia trará benefícios para os consumidores.

Ala jovem da bancada federal de Goiás votou contra a emenda do abuso de autoridade, com exceção de Daniel Vilela, que se alinhou com os “velhos” e conservadores, ficou a favor e agora colhe desgaste

Goiás

Ao votar a favor da emenda do abuso de autoridade, o deputado federal Daniel Vilela, um jovem, acabou se alinhando com os “velhos” da bancada goiana na Câmara. Os 9 parlamentares goianos que votaram SIM – e estão sendo execrados – são todos “idosos”, ou cronologicamente ou politicamente. Daniel Vilela entre eles.

Explodiu pra valer: internautas revoltados com voto a favor da emenda do abuso de autoridade já somam mais de mil postagens no Facebook de Daniel Vilela

Goiás

Entre comentários, comentários e respostas a comentários, compartilhamentos negativos e emojis GRR, que indicam raiva e desaprovação, já são mais de mil as manifestações de internautas indignados no perfil do deputado federal Daniel Vilela, do PMDB, no Facebook. O motivo: o voto de Daniel a favor da emenda do abuso de autoridade.

Disparou: comentários indignados com o voto a favor da emenda do abuso de autoridade já ultrapassam 500 postagens no Facebook de Daniel Vilela e não param de crescer

Goiás

Mais de 500 comentários indignados com o voto a favor da emenda do abuso de autoridade já foram postados no perfil do deputado federal Daniel Vilela, do PMDB, no Facebook. Até mesmo um texto de Daniel em solidariedade às famílias dos jogadores chapecoenses mortos foi alvo da ira dos internautas. Veja.

Celg já era: companhia vai adotar a marca corporativa do grupo italiano e passar a se chamar Enel Goiás, para se identificar com o posicionamento internacional dos novos donos

Goiás

Enel Distribuição Goiás. Esse vai ser o novo nome da Celg assim que o grupo italiano Enel assumir o controle da empresa, comprado por R$ 1,187 bilhões no leilão de quarta-feira na Bolsa de Valores de São Paulo. Outras empresas antes adquiridas pela Enel já foram rebatizadas, como a Coelce, do Ceará, passou a se chamar Enel Distribuição Ceará.

Surpresa: José Eliton deixa a Secretaria de Segurança para assumir a missão de coordenar um plano de convênios e recursos, inclusive os oriundos da venda da Celg

Goiás

Surpresa: o vice-governador José Eliton deixou hoje o comando da Secretaria de Segurança Pública e vai assumir um novo setor do governo – a coordenação de um plano de convênio e aplicação de recursos em todo o Estado, inclusive aqueles provenientes da privatização da Celg. Veja os detalhes.

Com mais de 300 mil seguidores nas redes sociais, Kajuru abre campanha contra deputados goianos que votaram SIM à emenda do abuso de poder. Foto de Daniel Vilela é a primeira da fila

Goiás, Nacional

“Malandros”, diz o vereador eleito por Goiânia e locutor esportivo Jorge Kajuru referindo-se aos 9 deputados federais de Goiás que votaram a favor da emenda do abuso de autoridade. Um card postado nas suas redes sociais, onde tem mais de 300 mil seguidores, mostra os parlamentares acusados por Kajuru. A foto de Daniel Vilela é a primeira.

Bom negócio para Goiás: grupo italiano Enel, que comprou a Celg, já tem o controle de Cachoeira Dourada e é considerado “eficiente e competente” pelo mercado

Goiás

O grupo italiano Enel, que comprou a Celg por R$ 2,187 bilhões, já conhece em profundidade a infraestrutura de energia elétrica goiana: a Enel é a controladora da Usina de Cachoeira Dourada, o que permitirá uma sinergia entre geradora e distribuidora em Goiás, e é considerada por especialistas como “eficiente e competente”.

Agência Lupa, na Folha de S. Paulo, mostra que 6 dos deputados federais de Goiás que votaram a favor da emenda do abuso de autoridade têm pendências judiciais

Goiás

A Agência Lupa, na Folha de S. Paulo desta quinta-feira, mostra que grande número dos deputados federais que votaram a favor da emenda do abuso de autoridade tem pendências judiciais. Entre os parlamentares goianos, 6 dos que votaram SIM aparecem no levantamento. Confira.

Peemedebistas e petistas se calam com o sucesso da venda da Celg. Ronaldo Caiado, que é do DEM, partido a favor das privatizações, é o único que mantém a cantilena contra a operação

Goiás

Ninguém do PMDB e do PT em Goiás se manifestou, até agora, sobre a venda Celg para o grupo italiano Enel, por R$ 2,187 bilhões. Da oposição, somente Ronaldo Caiado aproveitou para mais uma vez entoar a cantilena contra a transferência da companhia para a iniciativa particular. Lembrando: o partido de Caiado, o DEM, é radicalmente a favor das privatizações no Brasil.

Tsunami no Facebook de Daniel Vilela: comentários indignados sobre voto a favor da emenda do abuso de autoridade continuam subindo e agora já passam de 300

Goiás

Os comentários indignados com o voto do deputado federal Daniel Vilela, do PMDB, a favor da emenda do abuso de autoridade, não param de crescer no perfil do peemedebista no Facebook e agora são mais de 300. Daniel é um dos nomes lembrados para disputar o governo do Estado, em 2018.

Veja alguns dos mais de 200 comentários no Facebook de Daniel Vilela, condenando o voto a favor da emenda do abuso de autoridade: “Eu e minha família vamos esquecer o seu nome”

Goiás, Nacional

Eleitores do deputado federal Daniel Vilela, do PMDB, se irritaram com o voto que ele deu, na madrugada desta quarta-feira, a favor da emenda do abuso de autoridade. Como é pretendente ao governo de Goiás, em 2018, as manifestações dos internautas têm relevância ao mostrar uma forte decepção com Daniel Vilela.

Em poucas horas, perfil de Daniel Vilela no Facebook recebe mais de 200 comentários condenando o voto pró emenda do abuso de autoridade e prometendo nunca mais votar nele

Goiás

O perfil de Daniel Vilela foi “invadido” por eleitores dele que, indignados com o voto do peemedebista a favor da emenda do abuso de autoridade, anunciam que não mais darão apoio a ele. “Nunca mais terá meu voto e de minha família”, escreveu um internauta de Jataí.

Nota oficial de Daniel Vilela defende emenda do abuso de autoridade, diz que “juízes e promotores não são infalíveis” e comete um baita erro de português ao escrever “excessão” e não exceção

Goiás, Imprensa

Em uma “nota oficial”, o deputado federal Daniel Vilela, do PMDB, se esforça para justificar seu voto a favor da emenda do abuso de autoridade – que, sob críticas intensas, a Câmara Federal aprovou na madrugada desta quarta. Mas um erro cavalar de português, infelizmente, obnubilou a nota do peemedebista. Confira.

Deputados que votaram a favor da emenda do abuso de autoridade são execrados em todo o país. Entre eles, o goiano Daniel Vilela, do PMDB, que projeta candidatura a governador em 2018

Goiás, Nacional

Dos 17 deputados da bancada federal de Goiás, 9 votaram a favor da emenda que institui punições para o abuso de autoridade de juízes e promotores, 5 votaram contra e 3 não registraram voto (Rubens Otoni, do PT, e Delegado Waldir, do PR, entre eles). Daniel Vilela, do PMDB, cogitado como candidato a governador em 20-18, votou SIM.

Venda da Celg beneficia o governo de Goiás em muito mais do que os recursos arrecadados diretamente: há também a obrigação de investir R$ 2 bilhões e quitar dívida de R$ 4 bilhões

Goiás

As vantagens, para o governo de Goiás, na privatização da Celg, não se esgotam nos recursos de quase R$ 1 bilhão que ingressarão no caixa do Estado (praticamente a metade dos R$ 2,187 bilhões arrecadados). Os novos controladores da companhia vão investir R$ 2 bilhões em infraestrutura de energia em Goiás e assumir dívidas de R$ 4 bilhões.