Fase de Daniel Vilela e PMDB é tão ruim que deputado não acerta nem palpite sobre futebol

Goiás

O deputado federal Daniel Vilela foi jogador de medíocre no passado. No domingo, ao invés de pensar na candidatura do PMDB a prefeito de Goiânia, o filho de Maguito estava tuitando sobre a final da Eurocopa, entre Portugal e França. Danielzinho escreveu que a seleção portuguesa só teria chances de vencer nos pênaltis. Errou feio.

Visão atrasada: para prejudicar o governo Marconi, Daniel Vilela vota contra Goiás no projeto de renegociação das dívidas dos estados

Goiás

Contaminado pela rivalidade partidária e de olho na eleição de 2018, Daniel radicaliza e é contra qualquer projeto, benefício ou ação direcionada ao governo do Estado. O problema é que ao agir desta maneira o filho de Maguito está trabalhando é contra Goiás e o povo goiano.

Cientista político afirma que PMDB não tem nome à altura de Iris: “situação complicada para o grupo”

Goiás

O cientista político e professor da UFG, Pedro Célio, também falou ao jornal O Popular a respeito da saída de Iris Rezende do cenário eleitoral. O professor não vê outra liderança com a mesma força de Iris. “Hoje não há um nome. É uma situação complicada para o PMDB e o grupo”, avaliou.

Itami Campos diz que ao longo de 30 anos Iris “engoliu” outras lideranças e que PMDB agora pode fugir desta postura “coronelista”

Eleições, Goiás

Cientista político Itami Campos foi ouvido pela reportagem do jornal O Popular para comentar a aposentadoria do ex-governador Iris Rezende. “Desde o início dos anos 80, o PMDB sempre girou em torno de Iris. A presença dele foi muito marcante e de domínio absoluto do partido, sem espaço para destaque de outras lideranças, engolidas pelo poder dele”.

Reportagem do Popular: fim da “era Iris Rezende” deixa oposição sem liderança em Goiás

Goiás

De fato, não há figura que consiga mobilizar aliados, articular alianças e causar comoção como Iris. O deputado Daniel Vilela (PMDB) e o senador Ronaldo Caiado (DEM) são bem menores que Iris Rezende. Esta ausência de liderança acontece, segundo os analistas ouvidos pelo Popular, porque Iris sempre foi centralizador e sedento pelo poder. Não preparou um sucessor. Com sua aposentadoria, o PMDB está perdido.

Daniel Vilela, Flávia Morais, Lucas Vergílio e Rubens Otoni votam contra urgência na renegociação das dívidas dos estados e prejudicam Goiás

Goiás, Nacional

Nesta semana, o governo de Michel Temer tentou aprovar a urgência da votação do projeto de renegociação, mas não conseguiu votos suficientes. O plano era votar o mérito logo em seguida. Eram necessários 257 votos, mas faltaram quatro votos. Só politicagem mesmo explica esse voto dos parlamentares goianos, já que o projeto ajuda o Estado dar fôlego nas contas.

Deu na IstoÉ: secretária Ana Carla volta a ser cotada para cargo no governo federal

Goiás, Nacional

A informação está na coluna Brasil Confidencial, da revista IstoÉ. A movimentação pode ser concretizada após o afastamento da definitivo da presidente Dilma Rousseff. O presidente interino Michel Temer pretende transferir a Secretaria de Orçamento Federal para a Fazenda e Ana Carla assumiria a pasta.

Incoerência: em menos de 24 horas, Caiado troca Iris pelo maior rival do PMDB na pré-campanha: delegado Waldir

Eleições, Goiás

Mal se confirmou a aposentadoria de Iris Rezende (PMDB) e o senador Ronaldo Caiado (DEM) já correu ao encontro daquele que foi o maior rival do peemedebista na pré-campanha para prefeito de Goiânia: delegado Waldir (PR). A inusitada movimentação do senador mostra que existe pouca coerência no seu jeito de agir.

Em apenas 5 meses no comando do partido, Daniel Vilela mergulha o PMDB numa crise profunda

Goiânia, Goiás

Em abril veio o baque da perda de quatro vereadores na Câmara de Goiânia. Durantes esses cinco meses, Daniel não conseguiu agregar dentro do partido e viu o casal Iris e Dona Iris se tornar uma grande barreira. O golpe final veio agora. Iris Rezende desistiu de ser candidato e o PMDB está mais perdido que tudo. Tarefa do filho de Maguito Vilela é árdua.

Dona Iris acerta o queixo de Daniel Vilela: “A velha conversa de que Iris não deixava que novas lideranças crescessem caiu por terra. Cresçam e apareçam”

Eleições, Goiás

No dia em que Iris Rezende abortou o projeto de disputar a prefeitura de Goiânia e anunciou aposentadoria, a esposa dele e ex-deputada dona Iris (PMDB) deixou transparecer, pelo Twitter, o que pode ser o principal motivo por trás da decisão do velho cacique: a perda de força dentro do PMDB, que agora é presidido pelo rival Daniel Vilela.

Derrota para Daniel Vilela na eleição do diretório e traição de antigos aliados foram fatores decisivos para Iris Rezende abandonar a política

Eleições, Goiás

Rolo compressor de Daniel Vilela sobre Iris só foi possível porque antigos aliados do ex-prefeito pularam de seu barco. Iris Rezende se sente traído por José Nelto, o próprio Maguito, Adib Elias, Pedro Chaves e outros mais antigos. Sem o comando do PMDB, com Delegado Waldir crescendo nas pesquisas, campanha curta e repleta de novidades na legislação eleitoral e possibilidade de delações de Delta e Odebrecht e com idade avançada, restou a Iris pediu o boné e descansar.

Começou o circo: Caiado diz que vai procurar Iris e tentar fazer com que o peemedebista mude de ideia

Goiás

O senador Ronaldo Caiado (DEM) já avisou que vai procurar o peemedebista para tentar demovê-lo da ideia de se aposentar. “As decepções existem em qualquer setor, mas não é muito característica dele sair do embate, principalmente no momento em que ele sabe que existe disposição enorme em apoiá-lo”, disse Caiado ao jornal O Popular.

Investigada por corrupção, esposa de secretário Fernando Machado fala com autoridade sobre furúnculos

Goiânia, Goiás

A maioria dos goianienses nunca tinha ouvido falar em Vanessa Gomes Maciel até que ela surgiu como proprietária de uma das 18 empresas de UTI suspeitas de pagar propina a médicos, motoristas e enfermeiros do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) de Goiânia. Mas entre jornalistas Vanessa é conhecida. Volta e meia ela é convidada da falar sobre furúnculos.

Concurso: Segplan e governo anunciam nomeação de 118 professores da UEG

Goiás

O secretário de Gestão e Planejamento de Goiás, Joaquim Mesquita, anunciou que o governador Marconi Perillo autorizou a nomeação de 118 professores para a Universidade Estadual de Goiás (UEG). A lista dos convocados será divulgada nos próximos dias, no Diário Oficial do Estado, assim como a data para solenidade de nomeação.

Pânico do PMDB: deputado goiano pode ser atingido por investigação na JBS Friboi

Goiás, Nacional

Jornal Opção afirma que os desdobramentos da Operação Lava Jato em cima da empresa JBS Friboi podem atingir em cheio um deputado federal do PMDB. “Ele só não pôs as barbas de molho porque não tem barba”, indica o semanário. A empresa garante que não está sendo investigada pela Polícia Federal.

Em 2014, Iris desafiou Cachoeira a dizer o que sabia sobre ele. Talvez tenha chegado a hora. Basta aceitar o acordo de delação

Goiás, Nacional

O Jornal Opção desta semana afirma que pode ter chegado o momento de o empresário Carlinhos Cachoeira topar o desafio feito por Iris Rezende (PMDB) em 2014. Naquele ano, Iris cobrou do empresário que revelasse tudo que eventualmente soubesse sobre ilícitos praticados por ele na vida pública. É que Cachoeira foi preso pela Polícia Federal durante a operação Saqueador. “O empresário pode fazer delação premiada”, avisa o jornal.

Em entrevista na revista Época, Ana Carla Abrão explica detalhes da venda da Celg e defende com veemência a privatização da empresa

Goiás, Imprensa, Nacional

A secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, deu entrevista esclarecedora à revista Época. A publicação classifica a secretária goiana como uma das “faces públicas da venda da Celg”. Ana Carla afirma que dentro do governo de Dilma Rousseff havia resistência contra a privatização da empresa. Ela destaca que o presidente interino Michel Temer já é adepto de uma nova agenda e vai acelerar a venda da Celg e de outras estatais.

Presença de Iris na Missa de Trindade sinaliza que ele é candidato. Peemedebista só vai na festa em ano de eleição…

Eleições, Goiás

Acompanhado de Dona Iris e outras figuras do PMDB, como Célia Valadão e Bruno Peixoto, o ex-prefeito Iris Rezende marcou presença na missa que encerra a Festa do Divino Pai Eterno, em Trindade, na manhã deste domingo. Iris, que é evangélico, só aparece na festa em ano eleição e neste ano, claro, temos disputa eleitoral e o peemedebista está cotadíssimo para ser o candidato do PMDB a prefeito de Goiânia.

Suspeita de repassar R$ 30 milhões a senadores do PMDB, Hypermarcas deu dinheiro para campanha de Iris em 2014

Eleições, Goiás, Nacional

A Hypermarcas, que ganhou as páginas de jornais nesta semana pela suspeita de pagamento de R$ 30 milhões por serviços não comprovados a quatro senadores do PMDB, contribuiu com a campanha do então candidato a governador em 2014 Iris Rezende (PMDB). Quem fez menção a este repasse de campanha foi o Jornal Opção desta semana.