Outro sem mandato… Mauro Rubem caminha pelas ruas de Goiânia com “cara de fim de festa”, revela jornalista

Eleições, Goiás

Assim como Dona Iris, o petista Mauro Rubem fracassou nas urnas e obteve votação pífia. De tabela, Rubem perdeu a vaga na Assembleia e ainda viu Marconi Perillo ganhar mais uma vez. Deve ser por isso que o deputado caminhava no Bosque dos Buritis com cara de fim de festa, como registrou no Twitter o jornalista Marcos Cipriano.

Por quê? Dinheiro de empreiteiras da Lava Jato na campanha de Caiado pode ser legal, mas é muito difícil de explicar

Goiás, Nacional

A campanha do senador Ronaldo Caiado recebeu dinheiro – e muito – de duas empreiteiras enroladas na Operação Lava Jato, em que a Polícia Federal apura o desvio de recursos da Petrobras. A UTC e a OAS doaram, juntas, R$ 1 milhão para Caiado, que ainda não esclareceu porque recebeu essas “contribuições.

Caiado recebeu doação de R$ 1 milhão de 2 empreiteiras enroladas com a Operação Lava Jato e é alvo de denúncia no MPF

Goiás

O senador eleito Ronaldo Caiado foi denunciado ao Ministério Pùblico Federal por ter recebido doações milionárias de 2 empreiteiras enroladas com a Operação Lava Jato, que desbaratou um esquema de corrupção na Petrobrás.A OAS e a UTC, cujos diretores estão na cadeia, doaram R$ 500 mil cada uma para Caiado.

“Ousada”. Esta é a palavra mais usada, na imprensa, para definir a reforma administrativa proposta pelo governador Marconi Perillo

Goiás, Imprensa

Nesta segunda, em veículos diferentes da imprensa goiana, políticos e jornalistas definem a reforma administrativa com a mesma palavra: “Ousada”. Usam o adjetivo o vice-governador José Eliton, em entrevista ao Diário da Manhã; a repórter política Fabiana Pulcineli, em artigo em O Popular; e o radialista e apresentador Altair Tavares, em artigo no seu site noticioso Diário de Goiás.

Fabiana Pulcineli elogia a reforma administrativa e diz que Marconi “pode construir uma gestão que vai ser destaque nacional”

Goiás, Imprensa

A reforma administrativa proposta pelo governador Marconi Perillo traz medidas “salutares”, escreve em seu artigo desta segunda-feira, em O Popular, a repórter Fabiana Pulcineli. A jornalista acredita que o novo desenho do Estado pode dar “destaque nacional” para Goiás, no quarto mandato de Marconi.

Euler Belém afirma que O Popular deve ganhar em breve um novo editor-chefe, que virá de fora de Goiás

Goiás, Imprensa

Segundo o jornalista Euler Belém, em sua coluna Imprensa, no Jornal Opção desta semana, a editora-chefe de O Popular,Cileide Alves, deve ser substituída em breve por um profissional que virá de Brasília, Rio de Janeiro ou São Paulo. Segundo Euler Belém, o Grupo Jaime Câmara quer também reduzir o tamanho da redação de O Popular.

Saraivada de críticas de Daniel contra Iris: candidato errado, campanha equivocada e incapacidade para aglutinar

Goiás

Em uma longa entrevista ao Jornal Opção, neste domingo, o deputado federal Daniel Vilela elege Iris Rezende como seu alvo preferencial e dispara uma saraivada de críticas contra o velho cacique peemedebista. Segundo Daniel, uma nova candidatura de Iris, a prefeito de Goiânia, em 2016, vai enterrar o PMDB.

Jornal Opção: “Reforma administrativa é o primeiro passo para Marconi se transformar em liderança nacional”

Goiás

Segundo análise publicada pelo Jornal Opção, neste domingo, o objetivo político da reforma administrativa é transformar o governador Marconi Perillo em liderança nacional. Goiás será o Estado que vai contar com a estrutura mais enxuta e menos dispendiosa do país, um exemplo que vai levar Marconi para a mesa de decisões da política federal.

2016 já começou: Balestra anuncia apoio a Jayme Rincón para prefeito de Goiânia: “É o melhor nome da base”

Goiânia, Goiás

Em entrevista à rádio 730, o deputado federal reeleito Roberto Balestra, que é do PP, disse que o seu candidato a prefeito de Goiânia, em 2016, representando o grupo liderado pelo governador Marconi Perillo, é o presidente da Agetop, Jayme Rincón. “Ele é o melhor nome da base aliada para Goiânia”, justificou objetivamente Balestra.

Anúncio de uma página, para vender assinaturas, não fala de O Popular e só exalta o brinde, uma panela elétrica

Eleições, Goiás

Um anúncio publicado neste domingo, em O Popular, ocupando o espaço de uma página, oferece a quem assinar o jornal, por um ano, uma panela elétrica como brinde. O anúncio nada diz sobre O Popular e gasta todo o seu espaço enaltecendo as virtudes da panela. Não há retrato melhor para a crise da imprensa escrita.

Economia goiana fecha o último PIB com alta espetacular de 5,4%, enquanto o Brasil cresce apenas 1%

Goiás

As boas notícias continuam chegando. A última avaliação consolidada do PIB goiano, referente a 2012, mostra que a economia estadual cresceu 5,4%, enquanto a média nacional foi de apenas 1%. Com isso,Goiás se consolida em 9% lugar dentre os Estados mais desenvolvidos.

Desde a derrota no 2º turno, Iris sumiu. E só vai reaparecer às vésperas da eleição para prefeito de Goiânia, “convocado” pelo povo

Eleições, Goiás

Iris Rezende perdeu a eleição, deu entrevistas passando pito no vencedor e… sumiu de circulação. É o que ele faz, sempre. O roteiro é conhecido: voltará a cuidar das suas fazendas até as vésperas da próxima eleição, quando será mais uma vez “convocado” pelo povo. E, como não tem o direito ficar “omisso”, será candidato a prefeito de Goiânia.

Daniel Vilela diz que candidatura de Iris foi “um erro”. Mas, na campanha, ele elogiava apaixonadamente o velho cacique peemedebista

Eleições, Goiás

O mesmo Iris Rezende que Daniel Vilela elogiava apaixonadamente em seus discursos e nas redes sociais, antes das eleições, agora transformou-se na síntese de todos os males do PMDB, para o deputado. Nesta semana, Daniel definiu como “um erro” a candidatura de Iris, mas, na campanha, essa mesma candidatura era a mais “qualificada” para dirigir os destinos de Goiás.

Reforma administrativa abre caminho para Marconi fazer o Governo mais realizador da história de Goiás. E logo a partir de 2015

Goiás

O céu é o limite para o governador Marconi Perillo. Reeleito com votação consagradora para o quarto mandato, o tucano agora lançou uma reforma administrativa que enxuga o Governo e abre caminho para uma administração enxuta e repleta de obras de impacto já em 2015. Vai ser um Governo com lugar na história como o melhor de todos em Goiás.

Marconi anuncia extinção de 16 mil cargos comissionados e corte de R$ 300 milhões em gastos públicos

Goiás

Governador anuncia extinção de 16 mil cargos comissionados e a redução de gastos correntes na administração que vão representar economia de R$ 300 milhões por mês aos cofres públicos. A nova estrutura do governo terá 10 secretarias. Seis serão transformadas em subsecretarias.

2014: campanha que nunca tirou um voto de Marconi comprovou que a maior carência da oposição em Goiás é… inteligência. O pior é que continua

Goiás

Fragorosamente derrotada nas urnas, a oposição goiana não aprendeu a lição e continua esbanjado arrogância e… burrice. Nenhum oposicionista foi capaz, até hoje, de fazer uma autocrítica sobre a coleção de erros cometidos na campanha. Em vez de aprender a lição da derrota, estão é preocupados com a próxima eleição de prefeito de Goiânia, em 2016.

Nomes “novos” indicados por Daniel Vilela para a renovação do PMDB são, na verdade, de políticos jovens precocemente envelhecidos

Goiás

Para renovar o PMDB, o deputado federal eleito Daniel Vilela indica três nomes “novos”: Samuel Belchior, Bruno Peixoto e Agenor Mariado. O problema é que, quanto a idade, são “novos”, sim, mas, quanto a cabeça e prática, os três são prematuramente envelhecidos. Nunca se destacaram por nada, nenhuma ideia, nenhuma ação, nada. São tão “velhos” quanto Iris Rezende.

Daniel Vilela bota fogo no PMDB: “Candidatura de Iris foi um erro que não pode ser repetido para a eleição de prefeito de Goiânia”

Goiás

A candidatura de Iris Rezende ao Governo do Estado foi “um erro”, segundo afirma o deputado federal eleito Daniel Vilela, do PMDB. Em entrevista à rádio 730, Daniel disse que, para a próxima eleição, a de prefeito de Goiânia, em 2016, esse”erro” não pode ser repetido. “Será a hora de lançar nomes novos”, acrescentou o deputado.

Assembleia é “uma caixa preta” e “por isso é o Poder menos respeitado pela sociedade”, diz o deputado reeleito Henrique Arantes

Goiás

O deputado estadual reeleito Henrique Arantes, do PTB, desabafou em declarações à coluna Giro, de O Popular, nesta quarta-feira, sobre a insustentável situação moral da Assembleia Legislativa. Para Henrique Arantes, o Legislativo goiano transformou-se em “uma caixa preta”, sem a menor transparência para a sociedade.

Dona Iris sai da Executiva do PMDB, mas não larga a Fundação Ulysses, que ela preside há um ano e meio e nunca produziu nada de importante

Goiás

A seção estadual da Fundação Ulysses Guimarães, órgão de estudos do PMDB, é presidida há um ano e meio pela deputada federal deseleita dona Iris Araújo. Financiada por recursos do Fundo Partidário – portanto, dinheiro público -, a instituição deveria produzir estudos e pesquisas para contribuir com a cidadania. Mas, aqui em Goiás, isso é uma ficção.

Daniel Vilela condena nova candidatura de Iris a prefeito de Goiânia e diz que sem renovação o PMDB vai durar pouco tempo

Goiás

A guerra interna já se instalou novamente dentro do PMDB goiano, após a quinta derrota consecutiva para o grupo do governador Marconi Perillo. Agora, a discussão entre os peemedebistas é sobre a eleição para a Prefeitura de Goiânia, em 2016. O deputado federal eleito Daniel Vilela é contra uma nova candidatura de Iris Rezende.

Falta de notícia ou falta de foco? O Popular destaca em manchete inauguração de quadra de esportes pela Prefeitura. Isso mesmo: uma quadra de esportes

Goiás, Imprensa

Nesta quarta-feira de tempo nublado e mormaço em Goiânia, o jornal O Popular abre espaço na página 10 para manchetar a inauguração de uma quadra de esportes pelo prefeito Paulo Garcia. Isso mesmo, leitor: enquanto Goiânia padece com os problemas criados pelas más gestões do PT e do PMDB, uma quadra de esportes é a notícia importante que a Prefeitura e O Popular têm para os goianienses.

Recorde: doações do Grupo JBS-Friboi, na última campanha, chegaram a R$ 253 milhões, conforme os registros da Justiça Eleitoral

Goiás

Levantamento realizado nos registros do Tribunal Superior Eleitoral contabilizou um valor recorde de R$ 253 milhões em doações do Grupo JBS/Friboi a candidatos diversos na última campanha eleitoral. O JBS-Friboi é o mais conglomerado de proteínas animais do mundo e também o maior devedor do BNDES, no Brasil.

Doações do Grupo JBS-Friboi a políticos, no valor de R$ 253 milhões, não seriam toleradas nos Estados Unidos e acabariam na polícia

Goiás

Para o colunista Claudio Humberto, “as doações de R$ 253 milhões do Grupo JBS-Friboi na campanha de 2014 não seriam toleradas em qualquer país. Nos Estados Unidos, acabariam na polícia”. O JBS-Friboi assumiu o posto de maior doador de recursos para candidatos jamais visto na política brasileira.

Erros continuados do irismo destruíram o PMDB, que mergulha na mais profunda crise da história do partido em Goiás

Goiás

Os erros continuados do irismo levaram o PMDB a 5 derrotas consecutivas nas eleições estaduais, em Goiás, a partir de 1998. Nesta segunda, o partido reuniu a sua Comissão Executiva, mas não encontrou nenhuma saída. A verdade é que não há vida inteligente dentro do PMDB goiano, enquanto o caos toma conta da legenda.

Na lista de infiéis a serem expulsos do PMDB, dona Iris incluiu até o nome de Maguito. Mas acabou tirando, a pedido de Iris

Goiás

A deputada federal deseleita dona Iris Araújo preparou uma lista de infiéis a serem expulsos do PMDB, que seria apresentada por ela na reunião da Executiva do partido. O prefeito de Aparecida, Maguito Vilela, estava na lista, que não foi apresentada porque dona Iris, ao ver que as expulsões não seriam aprovadas, preferiu deixar a reunião e renunciar ao seu cargo na Executiva.

Exemplo de gasto abusivo com a verba indenizatória da Assembleia: Daniel Vilela torrou R$ 699 mil com “pesquisas” e “estudos técnicos”

Eleições, Goiás

A moralização da Assembleia deve se constituir no principal compromisso do próximo presidente do Poder. Os abusos com a Verba Indenizatória, por exemplo, são cada vez mais graves. Veja esse exemplo: com “pesquisas socioeconômicas, “estudos técnicos” e “consultorias”, o deputado Daniel Vilela já queimou R$ 699 mil reais em dinheiro público.

Miúdo: Caiado, depois de ganhar o Senado, só fala em eleição para prefeito de Goiânia. Sobre a defesa dos interesses de Goiás, nada

Eleições, Goiás

O senador eleito Ronaldo Caiado, imediatamente após ganhar a eleição, passou a gastar todo o seu tempo para falar na próxima eleição – a de prefeito de Goiânia, em 2016. Caiado até já lançou Iris Rezende como candidato à Prefeitura e diz que está trabalhando para isso. Sobre os interesses de Goiás, no Senado, nem uma palavra até agora.

Impasse: Assembleia não tem nome “perfeito” para ocupar a Presidência no biênio que se inicia em fevereiro de 2014

Eleições, Goiás

Entre os postulantes que já se apresentaram para tentar ganhar a eleição para presidente da Assembleia, nenhum é “perfeito” para o cargo. Isto é: em todos, sempre falta alguma das 4 características fundamentais para quem deseja presidir o Legislativo: confiabilidade, experiência, trânsito com os colegas e ficha limpa.

Vitti quer ser presidente da Assembleia, mas coloca a moralização da Casa em 3º lugar. Antes, vêm o regimento e a nova sede

Goiás

O deputado estadual José Vitti quer presidir a Assembleia no biênio que se inicia em 2015, mas não prioriza a moralização de um Poder abalado por sucessivos escândalos e pela recusa de se abrir à sociedade. Vitti acha mais importante reformar o regimento e concluir a nova sede do Legislativo, um palácio que está sendo construído no Parque Lozandes.

Mário Rodrigues, do Grupom: “Eleição comprovou que o modelo adotado por Iris para fazer política está superado”

Goiás

Se Iris Rezende quiser disputar mais uma eleição, a de prefeito de Goiânia em 2016, “atendendo aos apelos do povo”, é bom arrumar um jeito de se reciclar. Segundo o pesquisador Mário Rodrigues Filho, dono do Grupom, o jeito adotado por Iris para fazer política está vencido. “Não funciona mais” e daqui para a frente é só derrota.

Sefaz diz que mudanças na dívida do Estado não terão impacto, mas… é só estratégia para minimizar pressões por elevação de gastos

Goiás

A Secretaria Estadual da Fazenda, tradicionalmente, não gosta de admitir que o caixa do Estado está melhorando ou em boas condições – em uma estratégia para diminuir as pressões por mais gastos. Por isso, negou que a mudança do indexador da dívida irá melhorar a situação financeira do Estado. Anote aí, leitor: é conversa. Vai haver um salto de qualidade para o caixa e será grande.

Maior desafio para o próximo presidente da Assembleia será acabar com abusos dos deputados por conta da verba indenizatória

Goiás

Um dos itens prioritários do processo de moralização que o novo presidente terá que desencadear na Assembleia Legislativa, a partir de fevereiro de 2015, será o fim dos gastos abusivos dos deputados por conta da verba indenizatória. Criada para dar suporte às atividades dos parlamentares, a VI, como é conhecida na Assembléia, transformou-se em complemento salarial.

Presente de Natal dobrado: troca do indexador será retroativa a 1997 e vai reduzir a dívida do Estado em mais de 20%

Goiás

A aprovação do projeto que reestrutura as dívidas dos Estados e diminui os encargos anuais terá, como consequência, a redução do valor total devido, já que o recálculo com base em um indexador menor será feito com data retroativa, a partir de 1997. Além de dinheiro a mais no caixa, o governador Marconi Perillo também vai ser contemplado com a redução da dívida do Estado e novos limites de crédito.

Marconi ganha presente antecipado de Natal: redução do indexador da dívida do Estado coloca mais R$ 400 milhões no caixa, por ano

Eleições, Goiás

O presente de Natal do governador Marconi Perillo chegou mais cedo: o Senado aprovou projeto que dá desconto nas dívidas dos Estados e abre espaço para a contratação de novos financiamentos. O caixa do Governo do Estado será reforçado em até R$ 400 milhões por ano.

Hélio de Sousa articula a própria expulsão do DEM, pretende se filiar ao PSDB e assim se viabilizar para presidente da Assembleia

Eleições, Goiás

Para continuar como presidente da Assembleia no biênio que se inicia em fevereiro de 2015, o deputado Hélio de Sousa (atual presidente, cumprindo mandato tampão depois que Helder Valin foi para o TCE), está articulando a própria expulsão do DEM – para em seguida se filiar ao PSDB, sem perder o mandato.Pela tradição, o PSDB, que tem a maior bancada, indica o próximo presidente do Legislativo.

Moralização é a palavra chave na eleição do novo presidente na Assembleia: Legislativo está no fundo do poço

Goiás

O novo presidente da Assembleia Legislativa, que será empossado a partir do início do ano que vem, terá pela frente a obrigação de resgatar a imagem da Casa. Depois de anos de escândalos, improdutividade e dribles na transparência, a Assembleia não tem mais como descer na escala da falta de moral e ética.

Folha de S. Paulo revela que Caiado fez a terceira campanha mais cara do Brasil, para o Senado

Goiás

Ronaldo Caiado fez a terceira campanha mais cara do país, para o Senado, segundo revelou neste fim de semana o jornal Folha de S. Paulo, com base em dados da Justiça Eleitoral. Caiado queimou R$ 9,6 milhões de reais para se eleger, atrás apenas de José Serra, de São Paulo, e Antônio Anastasia, de Minas – ambos Estados com eleitorado muito maior que Goiás.

Jornal Opção: “Peemedebistas temiam Iris Rezende, mas agora que o leão perdeu os dentes…”

Eleições, Goiás

“Antes, os peemedebistas temiam Iris Rezende, mas agora que o leão perdeu os dentes, depois de quatro derrotas estaduais, não temem mais dizer que precisa deixar a liderança do PMDB. Porque está “matando” o partido”, diz nota da coluna Bastidores, do Jornal Opção.

Mais Frederico: “Se o PMDB gostasse de Iris, sua mulher não teria perdido a reeleição com votação minúscula”

Eleições, Goiás

A entrevista do ex-deputado Frederico Jayme ao Jornal Opção é bombástica. Conhecedor profundo do PMDB, Frederico faz análise nua e crua do partido e afirma que o tempo de Iris Rezende acabou. Para ele, o PMDB “não quer saber mais de Iris”.

Humberto Machado dá recado aos radicais do PMDB: “militância é bem maior que direção do partido”

Eleições, Goiás

Prefeito de Jataí falou à coluna Giro sobre a reunião que o PMDB vai fazer para decidir o futuro dos prefeitos que apoiaram Marconi Perllo. Humberto é contra radicalismo. “Que a cúpula do partido não repita o erro de não ouvir suas bases para tomar as decisões”, disse. O recado está dado.

Em entrevista ao Jornal Opção, Frederico Jayme detona: “Iris e Dona Iris já foram expulsos do PMDB pelas urnas”

Eleições, Goiás

Peemedebista histórico e aliado de primeira hora do governador Marconi Perillo nesta campanha, o ex-deputado Frederico Jayme deu uma entrevista bombástica ao Jornal Opção. Ele afirma que Iris e Dona Iris praticamente estão com a carreira política encerrada e foram rejeitados pelas urnas.

Expectativa para reunião do PMDB na segunda é sobre Dona Iris. Ela vai? Se for, vai falar o que? Será ouvida mesmo sem mandato em 2015???

Eleições, Goiás

Esposa do velho cacique sofreu uma derrota histórica e não se reelegeu para a Câmara Federal. Restou a ela postar frases sem sentido no Twitter e preparar novas receitas para seu programa de culinária (alguém sabe em qual canal de TV passa?). Se for, Dona Iris vai falar o que? No segundo turno, numa reunião interna, ela se irritou e saiu da sala cuspindo abelhas africanas.

Radicalismo defendido por Adib Elias e Sandro Mabel pode afundar de vez o PMDB em Goiás

Eleições, Goiás

Partido se reúne nesta segunda-feira para decidir o que fazer com os prefeitos e demais integrantes que apoiaram Marconi Perillo. Adib Elias e Sandro Mabel são os radicais da vez e defendem a expulsão imediata daqueles que não estiveram com Iris. Partido corre o risco de ficar manchaoa para sempre com o carimbo da intolerância e da falta de diálogo com seus aliados.

Oposição negou a realidade, disse que Goiás era “terra arrasada” e perdeu a eleição. Mais uma vez, a verdade está nos jornais: estamos crescendo como nunca

Eleições, Goiás

Iris Rezende, Vanderlan Cardoso e Antônio Gomide fizeram campanha do começo ao fim anunciando que Goiás seria uma “terra arrasada”. Mas a realidade percebida pelo eleitor era e é outra: continuamos crescendo em ritmo acelerado, à frente dos demais Estados brasileiros, conforme comprovam as estatísticas do IBGE, mais uma vez, neste sábado.

Confiabilidade é o principal fator para definir o próximo presidente da Assembleia, que é elemento primordial da governabilidade

Eleições, Goiás

Para o Poder Executivo, a presidência da Assembleia Legislativa é fundamental para garantir a sua estabilidade política e a governabilidade administrativa. Por isso, a confiabilidade será o fator que mais pesará na escolha do nome que vai ocupar esse cargo a partir de 2015.

Disputa pela presidência da Assembleia começa acirrada entre Chiquinho, Vitti e Tejota. Marconi, por enquanto, não entrou no jogo

Eleições, Goiás

Os deputados Francisco de Oliveira, do PHS; José Vitti, do PSDB; e Lincoln Tejota, do PSD, são os primeiros a apresentar seus nomes para concorrer à presidência da Assembleia Legislativa, a partir de 2015. Por enquanto, o governador Marconi Perillo não sinalizou preferência por nenhum deles – e nem qualquer outro.

Maguito diz que não será candidato “a mais nada” em nome da renovação no PMDB. Iris deveria seguir o exemplo…

Eleições, Goiás

“Não serei candidato a mais nada exatamente porque defendo a renovação do PMDB”, disse um convicto Maguito Vilela ao jornalista Jarbas Rodrigues, da coluna Giro, de O Popular. Prefeito de Aparecida está arrepiado com a ideia de Iris Rezende ser candidato a prefeito de Goiânia em 2016.

Maguito endurece contra Iris candidato a prefeito em 2016: “Temos de renovar o partido”

Eleições, Goiás

Maguito Vilela não digeriu facilmente essa historinha de Ronaldo Caiado e outros peemedebistas de lançar Iris Rezende para prefeito de Goiânia em 2016. Está mais do que claro que Maguito não quer nem saber de Iris e vai fazer de tudo para aposentar o velho cacique peemedebista.

Secretário Jeovalter e Paulo Garcia tentam disfarçar, mas aumento de 60% no IPTU é abusivo. Você, leitor, acha justo???

Eleições, Goiás

A pressão da sociedade e dos vereadores até surtiu efeito. A prefeitura desistiu de empurrar goela abaixo a nova Planta de Valores e agora diz que vai aplicar um aumento linear de 60%. Esta taxa é alta. É abusiva. Quais benefícios, ações e projetos de Paulo Garcia para Goiânia nos últimos anos justificam um aumento tão grande???

Bagunça do IPTU de Paulo Garcia: prefeitura recua, muda aqui, ali e o aumento abusivo será de 60%

Eleições, Goiás

A verdade é que ninguém mais entende o que a prefeitura de Goiânia arrumou com o reajuste do IPTU. O secretário de Finanças, Jeovalter Correia, anunciou nesta sexta que não terá mais uma nova Planta de Valores do Município e o aumento no valor do imposto será linear e de 57,8%, a partir de 2015. E em 2016 vai aumentar 29,7%. Ou seja, mexeu aqui, mexeu ali e o cidadão goianiense dançou.

Maguito rejeita lançamento de Iris para prefeito: “PMDB sabe que não se ganha eleição só com nome”

Eleições, Goiás

Na coluna Giro, de O Popular, prefeito de Aparecida deixou claro que é precipitada a atitude de Caiado e outros peemedebistas de lançar Iris Rezende como candidato a prefeito. “Iris sempre será um nome forte, mas temos de renovar o partido, abrir espaço a novas lideranças e ampliarmos alianças”.

Marconi vai manter relação republicana com Dilma e descarta fazer oposição ao governo federal

Eleições, Goiás

Em entrevista ao jornal O Popular, o governador Marconi Perillo deixou claro que não entrará na onda de oposição raivosa ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Marconi mais uma vez repetiu a frase: “governo não faz oposição a governo”. E ressaltou que este papel oposicionista deve ser exercido pelo Congresso e partidos.

Jayme Rincón ignora lançamento de Iris para prefeito de Goiânia: “Vamos focar na gestão do Estado”

Eleições, Goiás

“Acabamos de sair de uma campanha. Vamos focar na gestão do Estado e nas parcerias com as prefeituras. O deputado Caiado deve estar sem o que fazer. Se quisesse ajudar Goiânia, deveria convencer Iris Rezende a colaborar para tirar a capital deste caos”, disse o presidente da Agetop à coluna Giro, de O Popular.

Uma nova crise começa a brotar no PMDB: Caiado e Bruno Peixoto lançam Iris para prefeito, mas Maguito e Mabel querem renovação total

Eleições, Goiás

Ronaldo Caiado, que nem é do PMDB, já lançou Iris Rezende como candidato a prefeito de Goiânia em 2016. O deputado Bruno Peixoto pegou carona e disse que o nome é mesmo o de Iris. Só que Maguito Vilela e Sandro Mabel defendem renovação total no partido e veem o velho cacique apenas como um conselheiro. Vem mais crise por aí e a briga dentro do PMDB só está começando.

Marconi, em discurso desabafo: “Setores da imprensa tentaram nos derrubar, mas não conseguiram porque criamos canais na internet”

Goiás, Imprensa

Em reunião nesta terça com prefeitos e lideranças políticas, o governador Marconi Perillo disse que parte da imprensa estadual promoveu um trabalho de desconstrução da sua imagem. “Não conseguiram porque criamos canais de comunicação permanente com a sociedade, através da internet”, revelou o governador.

Em reunião com prefeitos, Marconi diz que tem muitos defeitos, “mas não o de ser desleal com os companheiros”

Goiás

No seu mais importante pronunciamento desde o anúncio oficial da sua reeleição, domingo passado, o governador Marconi Perillo se declarou “um grande aglutinador” e disse que vai continuar ouvindo, conversando e buscando a convergência dos goianos para realizar o seu quarto mandato. Ele prometeu que vai atender aos prefeitos, porque “não é desleal aos companheiros”.

Com 5 derrotas no lombo, oposição beija a lona e vive o seu momento de maior desorientação em Goiás (desde 1998)

Eleições, Goiás

Depois da quarta vitória do governador Marconi Perillo, desta vez com a maior vantagem dentre todas as eleições que disputou e venceu, a oposição goiana beijou a lona e parece sem rumo. Sumiram de circulação as principais cabeças e ninguém dá um pio. Parece até que a oposição morreu em Goiás.

Marconi se encontrou com governador Geraldo Alckmin e já tratou de parcerias para Goiás

Eleições, Goiás

Marconi estava em São Paulo na segunda-feira com a família, mas não perdeu a oportunidade de encontrar o amigo e governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, também reeleito agora em outubro. Os dois almoçaram no Palácio dos Bandeirantes e falaram de negócios e parcerias entre Goiás e São Paulo. Marconi quer intensificar a relação comercial com o Estado mais forte do Brasil e Alckmin se mostrou disposto a contribuir com esse objetivo.

Perfis oposicionistas no Twitter mergulham em ressaca moral histórica após a eleição de Marconi: já vai uma semana de silêncio

Eleições, Goiás

Os perfis oposicionistas mais combativos no Twitter, em Goiás, mergulharam no marasmo depois da reeleição do governador Marconi Perillo – que eles fizeram o possível e o impossível para impedir. O Goiás 24Horas deu uma volta no microblog e se surpreendeu com o paradão da turma antimarconista ferrenha e apaixonada.

A esperança é a última a morrer: um dia antes da eleição, Vassil publicou artigo afirmando que Iris ainda poderia vencer

Eleições, Goiás

Se a repórter política de O Popular, Fabiana Pulcineli, é a “musa”, o “comentarista” Vassil Oliveira é o capitão-mor da turma de fanáticos do antimarconismo. No sábado véspera da eleição, Vassil publicou artigo na internet ainda esperançoso quanto a uma vitória de Iris Rezende e chegou até a dizer como seria o Governo fantasma do peemedebista.

Afonso Lopes diz que derrota é fim de carreira para Iris: “Ele saiu desta campanha muito menor, inclusive em Goiânia”

Eleições, Goiás

O comentarista político Afonso Lopes, o mais traquejado da imprensa goiana, afirma em artigo publicado no seu blog pessoal que a derrota de Iris Rezende, nesta eleição, é a pior que o velho cacique peemedebista já engoliu.Tão grave, diz Afonso, que até mesmo uma candidatura a prefeito de Goiânia, em 2016, terá de ser repensada.

Jornal Opção: “Grupo Jaime Câmara atuou, com rigor, basicamente ‘contra’ Marconi Perillo e a favor de Iris Rezende”

Eleições, Goiás, Imprensa

Sem meias palavras, o Jornal Opção desta semana avalia a última campanha eleitoral e concluiu que o Grupo Jaime Câmara não foi imparcial e “atuou” contra a candidatura do governador Marconi Perillo e a favor de Iris Rezende. Segundo o semanário, a redação de O Popular é comandada por um “trio antimarconista”- Cileide Alves, Fabiana Pulcineli e Bruno Rocha Lima.

Rei, mas das redes sociais: vídeo-selfie de Marconi agradecendo a vitória continua bombando e alcança 760 mil internautas

Goiás

A campanha nas redes sociais do governador Marconi Perillo foi talvez a melhor do Brasil. Marconi inovou em todos os sentidos e deu um banho nos adversários. Após a vitória, o tucano fechou com chave de ouro com um vídeo-selfie de agradecimento que continua bombando e já atingiu 760 mil internautas.

Veja artigo, publicado em julho de 2013, em que Fabiana Pulcineli aconselha Marconi a não se candidatar para não manchar a biografia com uma derrota

Goiás, Imprensa

Em uma das maiores furadas da história da imprensa em Goiás, a jornalista Fabiana Pulcineli publicou um artigo, em O Popular, em julho de 2013, concluindo que o governador Marconi Perillo não deveria se candidatar à reeleição para não manchar a sua biografia com uma derrota. Olha que roubada, leitor…

Jornal Opção: “Estado arrasado e gestão ditatorial e ruim foram ficções da oposição que o eleitor rejeitou ao reeleger Marconi”

Goiás, Imprensa

O grande erro da oposição, na última campanha, foi apresentar Goiás como um Estado de “terra arrasada” e o governador Marconi Perillo como “ditador” e “péssimo gestor”. Segundo o Jornal Opção, em editorial, essas críticas não passaram de ficções, por não corresponder a situações reais, e acabaram fortalecendo Marconi e ajudando na sua vitória.

O Popular noticia, pela segunda vez, o desdém de Caiado pelo apoio do PMDB à sua candidatura ao Senado

Eleições, Goiás

Na última semana, a coluna Giro informou que o senador eleito Ronaldo Caiado (DEM) deu por encerrada a aliança com o PMDB de Iris Rezende. Agora, Caiado vai além: ele não só fecha portas para o PMDB como também subestima o peso que o partido teve na sua campanha para o Senado.

O Popular desmente crítica de Gomide e mostra que o desenvolvimento de Goiás não está concentrado em poucos municípios

Goiás, Imprensa

Durante a campanha, o candidato derrotado do PT a governador, Antônio Gomide, dizia que o crescimento econômico, em Goiás, só beneficia 6 municípios, em detrimento dos demais. Nesta segunda, O Popular desmente a crítica de Gomide e mostra com números que o desenvolvimento estadual está interiorizado e beneficia os municípios em geral, inclusive com aumento de renda da população.

Em seus artigos em O Popular, Fabiana Pulcineli fez 6 previsões negativas para Marconi e… errou em todas

Goiás, Imprensa

A principal repórter de O Popular, Fabiana Pulcineli, usou as páginas do maior jornal do Estado, durante um ano, para fazer previsões sobre o governador Marconi Perillo que acabaram não se concretizando. No geral, Fabiana apostou na derrota de Marconi e chegou a escrever que o suposto quadro de desgastes e “tropeços” do Governo do Estado criava o cenário ideal para uma vitória de Iris Rezende.

Os mentirosos (6): Duda Mendonça veio a Goiás para dizer que “qualquer um” venceria Marconi no 2º turno. Então?

Eleições, Goiás

Do falatório da oposição e das centenas de mentiras contadas durante a campanha, vale lembrar as que mais chamaram atenção.Veja essa, leitor querido: em janeiro, em visita a Goiás para assinar contrato com o bilionário Júnior Friboi, o marqueteiro Duda Mendonça garantiu que “qualquer um” venceria o governador Marconi Perillo no 2º turno. Pois é…

Os mentirosos (5): Vanderlan dizia ter pesquisas “diferentes” e garantiu que estaria em 2º lugar no dia 15 de setembro. Pfffff…….

Goiás

Confere aí, leitor: no dia 5 de setembro, Vanderlan Cardoso deu entrevista à Tribuna do Planalto dizendo que as pesquisas eras falsas e que ele teria com índices bem maiores – e tanto que já no dia 15 estaria em 2º lugar. Era mentira e mentira cabeluda. As pesquisas que Vanderlan criticava estavam certas ao apontar que ele sairia da eleição menor do que entrou.

Altair Tavares diz que o PMDB precisa se renovar com urgência e que o 1º passo é tirar Samuel Belchior da presidência

Goiás

O jornalista e radialista Altair Tavares (dono do site noticioso Diário de Goiás) pede, em artigo na Tribuna do Planalto, o urgente afastamento de Samuel Belchior da presidência estadual do PMDB. “Samuel já deu sinais de esgotamento”, afirma Altair, que vê a oposição esfrangalhada e sem reação depois da derrota do último domingo.

Outro fiasco de O Popular na cobertura da campanha deste ano: Joklécio, a coluna fake que acabou sumindo sem comunicação aos leitores

Eleições, Goiás, Imprensa

Segundo o editorial em que exalta o trabalho dos seus jornalistas, a cobertura de O Popular sobre a eleição em Goiás foi de “credibilidade” e “imparcial”. Mas será que foi mesmo? Veja mais esse exemplo, leitor: O Popular chegou a publicar uma coluna fake de humor eleitoral, uma ideia infeliz que o próprio jornal tirou de circulação sem dar explicações aos leitores.

O Popular afirma em editorial que fez cobertura de “credibilidade” e “imparcial” das eleições. Não é bem assim, leitor

Eleições, Goiás, Imprensa

Veja essa manchete de O Popular durante a última campanha, leitor. O jornal afirma que “Vanderlan avança”, o que passou longe da verdade. Vanderlan Cardoso nunca “avançou” e terminou o 1º turno com menos votos do que teve em 2010. É só mais um dos incontáveis erros dos jornalistas de O Popular, que agora exaltam a sua cobertura da campanha como “perfeita” e “imparcial”.

Antes mesmo de assumir o Senado, Caiado começa a trabalhar contra Goiás e convoca ministro para tumultuar acordo da Celg

Goiás

Será que o senador eleito Ronaldo Caiado vai demonstrar amadurecimento e equilíbrio para exercer o seu mandato defendendo os interesses de Goiás ou será que vai radicalizar nos ataques ao Governo do Estado? Nesta semana, ele está agindo no Congresso Nacional para tumultuar o acordo que beneficiou a Celg. É só uma amostra do que vem por aí, leitor amigo. Dane-se Goiás…

Aliança com o PMDB foi negócio da China para Caiado: arranjou palanque e estrutura de campanha em troca de discurso e mais nada

Eleições, Goiás

O senador eleito Ronaldo Caiado fez um negócio da China: aliou-se ao PMDB, ganhou palanque e estrutura de campanha, mas não moveu uma palha para ajudar a campanha de Iris Rezende, a não ser discursar nos palanques e aparecer nos programas de televisão – de Iris, claro, porque, nos programas dele mesmo, jamais pediu voto para o peemedebista.

Mais Gean Carvalho: “Qualquer candidato atrelado a Paulo Garcia está condenado a perder a eleição em Goiânia”

Eleições, Goiás

Segundo o jornalista Gean Carvalho, dono do instituto Fortiori de pesquisas, em entrevista ao Diário da Manhã, a única certeza sobre a eleição para prefeito de Goiânia, daqui a 2 anos, é que qualquer candidato atrelado ao prefeito Paulo GArcia não terá a menor chance de vitória.

Gean Carvalho, dono do Fortiori: “Oposição errou ao vender um Estado de terra arrasada, o que não encontra amparo na vida real”

Eleições, Goiás

Para o dono do instituto Fortiori de pesquisas, Gean Carvalho, o grande equívoco da oposição, na última eleição, foi tentar convencer o eleitor de que Goiás é uma “terra arrasada”. Segundo Gean, essa visão não encontra amparo na vida real a acabou isolando e descredenciando o discurso oposicionista.

Cléber Ferreira acusa cartolas do Goiás de lavar dinheiro. Colegas cobram nomes, provas e passam sermão nele

Eleições, Goiás

“O ônus da prova cabe à acusação. Mostre provas. Documentos, nomes. Onde estão? É inadmissível atribuir suspeitas tão graves a quem quer que seja sem que se apresentem provas”, reagiu o professor Ledes Gonçalves. “Isso não pode. Uma mentira dita mil vezes, Cléber, se torna verdade”, afirmou Charles Pereira.

Estilo PMDB de administrar: MP intervém em Mineiros e obriga prefeito a oferecer serviço de saúde de qualidade

Eleições, Goiás

A Justiça determinou que a prefeitura construa um novo hospital ou equipe um já existente. O descumprimento da decisão vai acarretar multa diária de R$ 500. É isso que dá quando a prefeitura abandona sua missão básica de prestar assistência ao cidadão.

Reação do PMDB, após a vitória arrasadora de Marconi, mostra ressentimento, despeito, desorientação, falta de inteligência e arrogância

Eleições, Goiás

O PMDB goiano não aprende com as suas sucessivas derrotas diante do governador Marconi Perillo. Liderados por Iris Rezende, peemedebistas como Sandro Mabel e Samuel Belchior se esforçam para desqualificar a eleição de Marconi e se recusam a admitir que cometeram uma sucessão de erros e cavaram a própria sepultura.

Samuel Belchior diz que maioria do eleitorado goiano vende o voto por dinheiro “para trocar telhado e pagar IPVA e conta de luz e água”. E que a “imprensa é vendida para o Governo”

Eleições, Goiás

Em entrevista à rádio CBN, nesta segunda-feira, o presidente estadual do PMDB, deputado Samuel Belchior, atribuiu a derrota de Iris Rezende ao fato do “eleitorado votar por dinheiro para trocar o telhado, pagar IPVA e conta de água e luz”. Segundo Belchior,”apenas um percentual muito pequeno discute e vota com consciência”.

Afonso Lopes: “Derrota de Iris deixa o PMDB perdido, à deriva e sem rumo. E candidato a mais uma derrota em 2018”

Eleições, Goiás

O experimentado comentarista político Afonso Lopes afirma em seu blog pessoal que a vitória no último domingo coloca o governador Marconi Perillo como o maior político da história de Goiás, superando até mesmo, quem sabe, o fundador de Goiânia, Pedro Ludovico. “O PMDB sai aniquilado da eleição”, registra Afonso.

Não vai largar: daqui a 2 anos, Iris irá dizer que não “não tem o direito de ficar omisso” e que foi “convocado pelo povo” para disputar a Prefeitura de Goiânia

Eleições, Goiás

Iris Rezende, logo após perder a eleição do domingo passado, anunciou que não vai mais se candidatar a nada. Não acredite, leitor. Daqui a 2 anos, Iris vai dizer que não pode “ficar omisso” e, atendendo ao “apelo do povo”, será candidato a prefeito de Goiânia. Esse é o roteiro que ele segue toda eleição, há 30 anos.

É ambição que não acaba mais: Vanderlan mal perdeu uma eleição e já discute a próxima

Eleições, Goiânia, Goiás

A ressaca das urnas ainda nem acabou e o empresário já dá entrevistas falando das próximas eleições. Basta ver as edições desta terça-feira do Diário da Manhã e do O Hoje. Angustiado por ficar longe do poder, Vanderlan abriu tratativas para construir a sua candidatura a prefeito de Goiânia. Vale ressaltar que ele é de Senador Canedo e nunca debateu assuntos relacionados à gestão da Capital.

Derrota não curou Vanderlan da habitual sede de poder. Ele agora é candidato a prefeito de Goiânia, mesmo sendo de Senador Canedo

Eleições, Goiânia, Goiás

Uma das razões que levaram o empresário Vanderlan Cardoso (PSB) a ser derrotado ainda no primeiro turno da eleição para governador foi que a população percebeu nele uma ambição descontrolada por poder. Em três anos, por exemplo, Vanderlan esteve filiado a três partidos diferentes, e no fim das contas resolveu ser candidato na marra, sem apoio de quase ninguém. A derrota ensinou pouco ao empresário.

Na charge de Jorge Braga, Iris coloca a viola no saco, mas promete: “daqui a pouco a gente volta”

Eleições, Goiás

O indefectível Jorge Braga levanta, na edição desta terça-feira do jornal O Popular, uma dúvida que tomou conta do meio político depois da eleição: é pra valer a promessa deIris Rezende (PMDB) de nunca mais se candidatar a cargos eletivos? Jorge aposta que não. Tanto é que, na charge, Iris promete voltar.

“Reeleição de Dilma não transformou gestão econômica medíocre em fabulosa”, diz Leandro Resende no Pop

Eleições, Goiás

Em artigo publicado na edição desta terça-feira de O Popular, o jornalista Leandro Resende afirma que a presidente Dilma Rousseff não terá tempo para comemorar a sua reeleição, vez que uma grave crise econômica bate à porta do Palácio do Planalto.

Partido aloprado: massacrado nas urnas, PMDB goiano anuncia “depuração”, em vez de buscar a reconciliação interna do partido

Eleições, Goiás

Em vez de partir para uma autocrítica e buscar a reconciliação interna, o PMDB goiano não aproveita a lição das urnas e anuncia que vai promover uma “depuração”, ou seja, expulsar as lideranças do partido que não quiseram apoiar Iris Rezende. Samuel Bechior e Sandro Mabel são os principais defensores da caça às bruxas e querem até botar Júnior Friboi pra fora da legenda.

Carta e entrevista de Iris, após a derrota, revelam mágoa e tentam desqualificar a vitória de Marconi, além de mostrar arrogância. É o mesmo de sempre

Eleições, Goiás

A carta e a entrevista de Iris Rezende, logo após a derrota para o governador Marconi Perillo neste domingo, não têm nada de um “estadista” nem de “dignidade, como os seguidores do velho cacique peemedebista apregoaram nas redes sociais. Na verdade, é o mesmo Iris de sempre: arrogante, atrasado, ressentido e se esforçando para desqualificar a vitória dfe |Marconi.