Site do PMDB ataca Marconi e elogia Iris e companhia. Vai ser censurado também?

A justificativa do juiz eleitoral Airton Fernandes de Campos para decretar a censura de quase 100 posts do Goiás 24 Horas é que, conforme as ações do PMDB e PT, o blog faz “propaganda eleitoral extemporânea”. Do ponto de vista do juiz, ao atacar Marconi e elogiar os oposicionistas, o site do PMDB de Goiás também está fazendo “propaganda eleitoral extemporânea” negativa e positiva?

Entenda a diferença entre a censura ao 24 Horas e as ações de reparação de danos morais movidas pelo governador

Embora soldado da oposição em Goiás, o microempresário Cloves Reges Maia (foto) tem seus lampejos de lucidez nas redes sociais. Aproveitando uma deixa que ele deu, o 24 Horas explica a diferença entre a censura imposta ao blog pelo juiz eleitoral Airton Fernandes de Campos, a pedido do PMDB e PT, e as ações movidas pelo governador Marconi Perillo contra quem o calunia.

Em horário de expediente, 50 prefeitos do PMDB largam o serviço e vêm para Goiânia discutir candidaturas para 2014

O PMDB pediu à Justiça Eleitoral que censurasse o blog 24 Horas por fazer “campanha eleitoral extemporânea”. Nesta segunda-feira, em Goiânia, em pleno horário de expediente, às 14 horas, o partido reúne 50 prefeitos para discutir a antecipação da escolha do nome do candidato a governador em 2014. As informações estão em O Popular.

Jornal Opção diz que censura de juiz ao blog 24 Horas, a pedido do PMDB e PT, não é ato democrático

O mais antigo semanário do Estado publica nota neste domingo dizendo que a censura decretada pelo juiz eleitoral Airton Fernandes de Campos ao Goiás 24 Horas, a pedido do PMDB e PT, não é um ato democrático. O Jornal Opção diz que quem se sente ofendido pode até processar um veículo de comunicação, mas jamais censurar.

Advogado do PMDB em ação para tirar o 24 Horas do ar é caloteiro com salários penhorados pela Justiça

Kowalsky Ribeiro do Carmo, advogado do PMDB na ação que pede a retirada do blog 24 Horas da internet, não pagou acordo judicial – em processo que o responsabilizou por difamar um colega de profissão. Com o calote, a Justiça Estadual decretou a penhora de 30% dos seus salários na Prefeitura de Aparecida, para onde foi nomeado por Maguito Vilela.

Transparência é uma boa… mas só para os outros: procurador-chefe recusou-se a falar com a TV Anhanguera

O MP Estadual, que deveria ser exemplo da transparência que cobra de todos os outros órgãos públicos, segue pela contramão na polêmica da criação de 127 cargos comissionados em sua estrutura de pessoal. A TV Anhanguera revelou que o procurador-chefe Lauro Machado recusou-se a falar com a sua reportagem.

Friboi força definição de candidatura, agora, para ter tempo de mudar de partido

Diante dos exemplos de Vanderlan Cardoso e Henrique Meirelles, que foram fritados pelo partido, o empresário Júnior Friboi vai forçar a barra para o partido definir quem será o candidato do PMDB até o final de setembro. Assim, ele ganha tempo para mudar de legenda caso não seja o escolhido.

Sugestão do blog Goiás 24 Horas ao procurador-geral de Justiça: criação de programa de controle de natalidade na instituição

Chefe do MP em Goiás, Lauro Machado disse que criação de 127 cargos comissionados na instituição é para suprir licenças maternidade das servidoras locais. O surto de gravidez entre as funcionárias pode comprometer o bom andamento dos trabalhos dos promotores e procuradores de Justiça.

Nilson Gomes afima que PT não leva a sério a pretensão de Júnior Friboi

Jornalista Nilson Gomes diz que nenhum dos seis deputados do PT ouvidos pelo jornal A Rede leva a sério a pretensão de aliança do empresário Júnior Friboi. “A gente jamais daria apoio ao Júnior para governador, por dois motivos, nossos nomes são melhores que ele e ele não tem chance alguma”, descarta um petista estadual.

Tribuna do Planalto diz que, com o PMDB em guerra, Maguito mira governo em 2014

Reportagem diz que o prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela pode ser uma altenativa do PMDB na escolha do candidato para 2014. Nos bastidores, o silêncio do peemedebista é encarado como parte de uma estratégia para se fortalecer diante do embate entre Iris Rezende e Júnior Friboi.