Delações da Odebrecht esfriam debate sobre a sucessão de 2018 em Goiás? Sim, mas quem sabe é até positivo porque a discussão estava tomando o rumo errado

Eleições, Goiás

As delações da Odebrecht esfriaram o ânimo dos políticos interessados em disputar as eleições governamentais de 2018, em Goiás. Porém, isso pode ter uma consequência positiva, ao abrir espaço para que os pré-candidatos façam uma reflexão sobre o que realmente importa: Goiás e os goianos, não prefeitos ou partidos políticos.

10 dias depois da divulgação das delações da Odebrecht, Vecci, que é presidente estadual do PSDB, principal partido da base aliada, defende Marconi com… uma frase na coluna Giro, em O Popular

Goiás

10 dias depois da divulgação dos vídeos das delações de Odebrecht, acusando o governador Marconi Perillo de receber doação eleitoral via caixa 2, finalmente o presidente estadual do PSDB, Giuseppe Vecci, apareceu para defender o governador. Foi uma frase, curtinha, na coluna Giro, em O Popular, mas… defendeu.

Enquanto o Brasil segue mal, Goiás vai muito bem, obrigado: saldo de geração de empregos, em março, cai na média nacional, mas sobe – e muito – aqui no Estado

Goiás, Imprensa

Março registrou aumento expressivo na geração de empregos em Goiás, pelo terceiro mês, consecutivo, segundo dados do Ministério do Trabalho. Mas, enquanto o Estado registrava um saldo positivo de 17.209 vagas de trabalho, a média nacional continua despencando: menos 63.600 postos de trabalho em março.

“Em Goiás, as delações prejudicaram mais o deputado Daniel Vilela (PMDB), que vinha como fator novo, mas passou a ter de dar explicações”

Eleições, Goiás

Segundo o presidente estadual do PDT, ex-prefeito e ex-deputado George Morais, as delações dos ex-executivos da Odebrecht sobre repasses a políticos goianos prejudicam mais, dentre todos os citados, o deputado federal Daniel Vilela, do PMDB. “Ele vinha como fator novo, mas agora agora passou a ter de dar explicações”.

Há 10 dias, José Nelto garantiu ao Jornal Opção que Daniel Vilela iria “convocar uma reunião e se explicar ao partido”. Só que, até agora, nada. “Ele está abalado”, justifica o deputado

Goiás

Já se passaram 10 dias desde que as delações da Odebrecht foram divulgadas, envolvendo o ex-prefeito de Aparecida Maguito Vilela e seu filho Daniel no recebimento de propinas, sem que se realizasse, até agora, a prometida reunião – segundo o deputado José Nelto – em que Daniel daria explicações ao PMDB.

Paulinho da AGM, Thiago Peixoto e José Eliton: esses 3 defenderam publicamente Marconi das acusações dos delatores da Odebrecht. O resto da base aliada e o secretariado se calaram

Goiás

Maior grupamento político de Goiás, a base aliada do governador Marconi Perillo só teve três vozes solitárias, até agora, atuando na defesa do governador contra as acusações dos delatores da Odebrecht. Fora Paulinho da AGM, o deputado federal Thiago Peixoto e o vice José Eliton, ninguém mais se pronunciou. Nenhum auxiliar solidarizou-se com Marconi.

Fio Direto, no DM: Dona Iris é sempre provocadora com os adversários nas redes sociais, mas até agora não falou sobre os 5 do PMDB envolvidos na Lava Jato, inclusive o próprio Iris

Goiás

Maguito Vilela, Daniel Vilela, Sandro Mabel, Ricardo Fortunato e Iris Rezende foram delatados por ex-executivos da Odebrecht. Dona Iris permanece calada a respeito das delações que atinge seus colegas de partido, inclusive o marido Iris Rezende. Não tá fácil para ninguém.

Coluna do DM: José Nelto está desconfortável com a citação de 5 peemedebistas na Lava Jato. São eles: Maguito, Daniel, Iris, Mabel e Ricardo Fortunato

Goiás, Imprensa

Maguito Vilela, Daniel Vilela, Iris Rezende, Sandro Mabel e Ricardo Fortunato foram delatados por ex-executivos da empreiteira Odebrecht. Os mais enrolados são Maguito e Daniel, acusados de receber dinheiro via caixa 2 em campanhas eleitorais. Os dois sumiram do meio político e das redes sociais desde que a bomba estourou.

Marconi recebe apoio da base aliada e afirma: “Odebrecht não tem nenhuma obra licitada nem realizada com recursos do governo de Goiás”

Goiás

Declaração foi feita durante reunião com deputados da base aliada, que foram ao Palácio das Esmeraldas entregar ao governador um manifesto de apoio no qual afirmam acreditar plenamente que as acusações contra Marconi são falsas. Marconi endossou que as citações que foram feitas em relação a ele em nenhum momento o acusam de oferecimento ou aceitação de qualquer vantagem.

Na tribuna da Câmara, Thiago Peixoto defende Marconi: “Tem 30 anos de vida pública e foi testado nas urnas”

Goiás

O deputado federal Thiago Peixoto (PSD) usou a tribuna do plenário da Câmara dos Deputados, na quinta-feira, para fazer defesa do governador Marconi Perillo. Ele destacou a trajetória do governador, os avanços de Goiás ao longo dos mandatos dele. “Ele vai superar qualquer que seja a dificuldade, como tem feito em várias situações, e vai continuar a serviço da política, do Brasil e, mais do que isso, da sociedade”.

Em greve, professores municipais fecham a T-63 e protestam contra Iris Rezende: “Educação na rua… prefeito, a culpa é sua”

Goiânia

Professores da educação municipal de Goiânia realizaram protesto nesta quinta-feira contra a prefeitura de Iris Rezende (PMDB). A categoria reivindica convocação de aprovados em concurso, reajusta salarial, pagamento de data-base e, claro, melhores condições de trabalho.

Kajuru denuncia Iris Rezende ao Ministério Público por improbidade: servidores com vínculos partidários não podem ter cargos de chefia na Comurg

Câmara de Vereadores, Goiânia

O vereador Jorge Kajuru (PRP) anunciou na tribuna da Câmara Municipal, nesta quinta, que entrou com ação no Ministério Público contra o prefeito Iris Rezende pelo descumprimento do Lei 13.303. “A ação se deve ao fato de que ele mantém na Comurg servidores que participam de estrutura partidária ou que trabalharam na organização e realização de campanha eleitoral. Estão nessa situação os servidores Ormando Pires e Denes Pereira”.

Jornal Opção: horta de Dona Iris tem muito populismo e pouco retorno social. Vereadores lembram que nas creches a merenda segue com problemas

Goiânia, Imprensa

Em análise bastante crítica, o Jornal Opção comentou a já famosa horta da Dona Iris, montada em frente ao Paço Municipal. O grande ponto em questão é neste momento Goiânia tem muitas outras prioridades, mas Dona Iris, que diz ajudar o prefeito Iris a governar, gasta esforços e recursos num projeto que pouco vai auxiliar o cidadão.

Vecci e Rafael Lousa comandam os diretórios estadual e metropolitano do principal partido da base de Marconi, o PSDB, mas não defendem o governador das acusações da Odebrecht

Goiás

Acusado de receber doação de campanha via caixa 2 pelos delatores da Odebrecht, o governador Marconi Perillo não foi defendido sequer pelos presidentes do principal partido da sua base aliada, o PSDB. Giuseppe Vecci, do diretório estadual, e Rafael Lousa, do diretório de Goiânia, preferiram o caminho do silêncio e da omissão.

“Base aliada” do governo mantém-se em silêncio e omissa: ninguém, exceto a AGM, defendeu Marconi das acusações dos delatores da Odebrecht

Goiás

Um dos maiores grupamentos políticos de Goiás em todos os tempos, a base aliada do governador Marconi Perillo mantém silêncio e se mostra omissa diante das acusações dos delatores da Odebrecht. O único a defender Marconi, 10 dias depois da divulgação das delações, foi o presidente da AGM, Paulo Sérgio de Rezende.

Iris tinha exata noção de como estava a prefeitura de Goiânia: em entrevista a Jackson Abrão, peemedebista revela que conhecia a situação do Paço e acompanhava os mínimos atos

Goiânia, Imprensa

Prefeito vem colocando toda a culpa de sua gestão lenta e sem ações efetivas na dívida enorme que herdou do petista. Das duas, uma: ou Iris está realmente guardando dinheiro para 2018 (porque o secretário de Finanças assumiu hoje que a prefeitura tem recursos em caixa) ou não está dando conta de administrar.

Marconi é homenageado com o título de cidadão de Tiradentes (MG): “Orgulho ser agraciado na terra de um herói nacional”

Goiás

A Câmara Municipal de Tiradentes (MG), Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e um dos mais respeitados centros históricos de Arte Barroca do Brasil, homenageou o governador Marconi Perillo, na noite desta quarta-feira (19), com o título de cidadão tiradentino, a mais nobre comenda local e uma das mais importantes do Estado de Minas Gerais.

Em vídeo com Kajuru, Iris Rezende se irrita ao falar dos boatos de que estaria com problema de saúde: “Doente é a puta que o pariu”. Veja

Goiânia

Vídeo postado pelo vereador Jorge Kajuru (PRP) nas redes sociais mostra ele com o prefeito Iris Rezende (PMDB), no gabinete do peemedebista. Os dois conversam e Iris fala sobre os boatos de que estaria doente. O prefeito afirma que ficou ali “sem dar declaração, sem nada… aí… ahh o Iris está doente. Doente a puta que o pariu”.