Novo bate-boca na Câmara: Djalma diz que Clécio não tem instrumento legal para conferir presença

Novo bate-boca esquentou a sessão desta terça-feira na Câmara de Goiânia.

O vereador Djalma Araújo foi cobrado pelo presidente Clécio Alves para registrar sua presença, obedecendo o novo sistema de conferência adotado na Casa.

Djalma reagiu e aos gritos disse que não há sustentação legal para obrigá-lo a registrar a presença.

Clécio não gostou e mandou desligar o microfone do petista, de forma truculenta.

Djalma, que não leva desaforo para casa, classificou o presidente de autoritário e ditador, aos berros, para ser ouvido.