Descrédito: petista reclama que ninguém deu atenção a relatório paralelo de CPI

O deputado Mauro Rubem (PT) não toma jeito: esbravejou agora há pouco que seu voto em separado durante a reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou possíveis relações entre autoridades goianas e o grupo que administrava jogos ilícitos em Goiás foi ignorado pela maioria dos parlamentares.

Também pudera:  os companheiros de Legislativo comentam que jamais viram material tão mal feito a ser apresentado na Casa. Deixaram o deputado falando pelas paredes. Mauro fez um voto que ignora as relações dos petistas com Carlos Cachoeira.

De acordo com ele, o relatório apresentado pela oposição indiciava 11 pessoas, mas nenhuma do seu partido. O parlamentar, que diz primar pelo comportamento e independente, desgastou-se com a CPI, posto que ignorou as evidências que relacionam o PT ao caso.