Justiça manda jornalista tirar calúnia nas redes sociais

Jornalista não pode confundir liberdade de imprensa com irresponsabilidade. A jornalista Lênia Soares agiu assim e atropelou as regras do jornalismo correto. Em seus perfis nas redes sociais e em artigos, fez acusações sem provas contra o governador Marconi Perillo (PSDB), fez montagens no Facebook e afirmou que o governador havia sido condenado. Tudo mentira.

Como na Democracia quem se sente ofendido deve recorrer à Justiça, o governador reivindicou seus direitos legítimos junto ao Judiciário. A juíza Luciana Nascimento Silva deu uma lição na jornalista militante e decidiu de pronto que ela tem de retirar imagens, fotos e declarações consideradas ofensivas ao chefe do Poder Executivo.

Agora, depois de praticar o mau jornalismo e ter a orelha puxada pela Justiça, o que se tenta é dizer que a jornalista foi censurada. Balela. Na Democracia, a Justiça é quem media os conflitos e quem desrespeita a Lei recebe punição.

É o caso de Lênia Soares, uma jornalista que não segue as boas regras do jornalismo e recebe punição da Justiça.