CMTC vai tentar na Justiça cassação da liminar que revogou o reajuste. Por que a CMTC? Não deveriam ser as empresas?

O presidente da Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo, Ubirajara Abud, avisou neste fim de semana que vai pedir ao Tribunal de Justiça a cassação da liminar que suspendeu o aumento da tarifa do transporte coletivo e determinou que o preço antigo, R$ 2,70 reais, é que deve ser cobrado da população.

Ué, a CMTC é que vai tomar essa providência? Isso não competiria às empresas de ônibus?

É muito suspeito o comportamento do dr. Abud na presidência da CMTC. Ele já chegou ao cúmulo de dizer que a desoneração fiscal, que livrou as empresas de pagar o PIS e o Cofins, foi baixada pelo Governo Federal depois do aumento da tarifa e que, “portanto, não há que falar em reduzir a passagem por esse motivo”.

 

LEIA MAIS:

Olha só a malandragem: CMTC assume que Ganha Tempo justifica manter a tarifa em R$ 3 reais

“Especialista” que TV Anhanguera entrevistou e disse ser difícil devolver tarifa cobrada a mais é advogado do Setransp

Essa é boa: Paulo Garcia está “preocupado” com o transporte coletivo, segundo a entrevista ao DM

Aumento da passagem de ônibus de Goiânia para R$ 3 reais, de 11,11%, foi o maior do Brasil

Usuário que comprou bilhete antecipado por R$ 3 não será ressarcido. Isso é um roubo?

Jogo de cartas marcadas a favor das empresas: CMTC quer manter tarifa a R$ 3,00 em troca do Ganha Tempo

Paulo Garcia continua a fugir das críticas e perguntas sobre tarifa e transporte

Em uma única declaração, prefeito diz que respeita e que não respeita as manifestações populares

Estudantes fazem protesto pacífico nas ruas do Centro e culpam Paulo Garcia e CMTC pelo aumento da tarifa