Seis páginas de entrevista, quase 30 mil caracteres, 5.950 palavras, 33 respostas e a única proposta de Daniel é demissão de comissionados

O deputado Daniel Vilela deu uma entrevista ao Jornal Opção que ocupou seis páginas chamadas tabloides.

Foram 33 perguntas dos jornalistas do semanário. Daniel respondeu no que equivale a 30 mil caracteres ou 5 mil 950 palavras. É muita coisa, muito papel e muito tempo de gravação.

Mas em termos de propostas reais para o Estado a entrevista de Daniel se resume a apenas uma ideia: demissão de servidores comissionados.

Na entrevista ele até confessa que a oposição não tem propostas: “Agora, não se pode cobrar de quem está postulando o governo um projeto já pronto”.

O resto, é só blábláblá.

Pouco, muito pouco para quem defende o PMDB no poder.

 

LEIA MAIS:

De Daniel Vilela, sobre as críticas de d. Iris aos deputados: “É preciso respeitar o estilo de cada um”

Guerra de gerações: Daniel Vilela diz que crítica da “velha guarda” do PMDB é por interesse contrariado

Iris teme prévias e coloca tropa de choque para detonar a proposta de Daniel Vilela

Filemon diz que Iris não pode se rebaixar para disputar prévias com “esse pessoal”: Friboi, Ornelas, Samuel e Humberto

Isso vai dar confusão, com certeza. Filemon já dá o grito: querer submeter Iris a prévias com esse pessoal é demais

Recado de Daniel Vilela a Iris Rezende: “Prévias no PMDB é uma forma de ouvir as bases, democraticamente”

Daniel Vilela se rebela contra jogo de cartas marcadas no PMDB e defende prévias definir candidato

Presidente do PMDB defende prévias para eleições de 2014