CMTC aumenta tarifa para R$ 2,85 e joga gasolina na fogueira dos protestos contra o transporte coletivo

Em um dos maiores gestos de inconveniência da história de Goiás, a Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo – controlada pelo prefeito Paulo Garcia (PT) – deliberou nesta segunda-feira por um aumento da tarifa do transporte coletivo da Grande Goiânia, de R$ 2,70 para R$ 2,85.

O prefeito Paulo Garcia esteve presente na reunião que decidiu pelo aumento e posou sorridente para fotos, ao lado do prefeito de Senador Canedo, Misael de Oliveira (PDT).

O novo aumento desafia a liminar da Justiça Estadual que reduziu o preço da tarifa para $R 2,70 e chega dois dias antes de uma nova manifestação contra o transporte coletivo, agendada para quinta-feira, às 17 horas, na Praça do Bandeirante, em sintonia com protestos similares em 27 capitais brasileiras.

 

Foto: Sebastião Nogueira

 

LEIA MAIS:

Ta complicando, Paulo Garcia: estudantes marcam novo protesto para dia 20, no centro de Goiânia