MP, para defender promotor que brigou com taxista, conclui investigação em menos de 30 dias

Em menos de um mês, o Ministério Público Estadual investigou e encaminhou à Justiça as suas conclusões sobre o episódio envolvendo um promotor, um taxista e policiais na festa da Pecuária – que resultou na prisão do promotor por um período de uma hora.

A agilidade impressiona. A investigação, obviamente, foi feita por colegas do promotor envolvido.

Mesmo porque a investigação do MP, segundo o procurador-chefe Lauro Machado, concluiu que o promotor não teve culpa e foi indevidamente conduzido à delegacia pelos policiais que atenderam a ocorrência.

Mas, até agora, nenhum detalhe das apurações foi divulgado.

 

LEIA MAIS:

Promotor briga com taxista na Pecuária: olha um bom exemplo para defender a aprovação da PEC 37