Do blog para o jornal, some um pedaço das informações de Fabiana Pulcineli sobre publicidade

Em seu blog, ao noticiar o valor do cachê de Glória Pires, atriz contratada pela Agecom para ancorar a campanha de prestação de contas do Governo de Goiás, a jornalista Fabiana Pulcineli deixou claro que a Prefeitura de Goiânia não quis informar o valor do cachê do apresentador ex-global Eliakim Araújo para estrelar peças de propaganda de Paulo Garcia e da consultora Olga Curado, esta contratada pelos petistas para ensinar os auxiliares de Paulo Garcia a “enfrentar” jornalistas.

Fabiana Pulcineli recorreu à Lei de Acesso à Informação e está aguardando a liberação das informações.

Mas, na versão impressa de O Popular desta quarta-feira, essa parte da notícia postada no blog desapareceu: Fabiana omitiu a falta de transparência do Paço Municipal, em especial da equipe de comunicação de Paulo Garcia.

A recusa em repassar de informações por parte da Prefeitura também deveria ser notícia.

Aliás, o que Renato Monteiro, Edmilson Santos & cia. tanto temem ao não divulgar essas cifras?