Presidente nacional do PT foi quem mandou baixar a tarifa, revela Paulo Garcia. Tem cabimento?

Em declarações ao Jornal Opção online, o prefeito Paulo Garcia (PT), que sempre defendeu o aumento da tarifa de ônibus para R$ 3,00 e dizia que as planilhas das empresas não continham equívocos (o que foi desmentido pelo Procon), informa nesta quinta-feira que foi o presidente nacional do PT, Ruy Falcão, quem pediu a ele que baixasse a tarifa para R$ 2,70 reais.

Em decisão conjunta com o governador Marconi Perillo (PSDB), o prefeito de Goiânia resolveu cancelar o aumento e manter a tarifa em R$ 2,70 (preço cobrado atualmente, depois que o aumento foi cancelado por decisão da Justiça Estadual).

Paulo Garcia não soube explicar porque só agora, às vésperas do sexto protesto de rua em Goiânia contra o aumento do transporte coletivo, resolveu reagir e concordar com a manutenção da tarifa sem o aumento. Genericamente, o prefeito alegou que, até então, “não havia diálogo sintonizado com o povo nacionalmente, ao contrário do que está acontecendo agora”.