TV Anhanguera, afiliada da Globo, dedica apenas 1 minuto e meio ao protesto, no noticiário do almoço

Principal assunto do jornalismo da TV Anhanguera de um mês para cá, o assunto protestos de rua e mobilização contra o aumento abusivo da tarifa do transporte coletivo perdeu fôlego na edição desta quinta-feira do Jornal Anhanguera 1ª Edição.

Em uma matéria de apenas um minuto e meio, o repórter Handerson Pancieri passou informações “técnicas” sobre a manifestação do final desta tarde, ouvindo autoridades para orientar as pessoas a evitar a região central e informando que o comércio e as repartições públicas iriam fechar as portas no período da tarde.

A TV Anhanguera é a retransmissora estadual da Rede Globo, que tem sido alvo dos protestos em várias cidades brasileiras, sob a acusação de constituir um monopólio de comunicação no Brasil. A direção do Grupo Jaime Câmara manifesta preocupação com o fenômeno.

Para evitar que os seus repórteres sejam visados nos protestos de rua, a Rede Globo suprimiu a logotipo que fica na canoplas dos microfones. Mas Handerson Pancieri ainda ostentava o seu com a marca da Globo. No entanto, ele gravou as suas imagens no período da manhã, quando a região central de Goiânia vivia situação de normalidade.