Envelhecido e corrupto, PT é a maior vítima da onda de manifestações no Brasil

Aos 33 anos, o PT envelheceu. Pior, tornou-se um partido corrupto – o partido do mensalão.

Todos os partidos políticos estão perdendo com a onda de manifestações que toma conta do Brasil, mas o PT perde mais que todos os outros – somados.

A despeito da sua origem, o PT não foi capaz de assimilar os novos movimentos sociais que surgiram no país a partir das conexões das redes sociais, um campo que escapa ao domínio que o partido sempre exerceu sobre sindicatos, MST, associações estudantis e movimentos de moradia.

Em Goiás, o neopeleguismo de entidades sindicais dominadas pelo PT, como o Sintego e o SindSaúde, cansou a população.

O oportunismo cínico de deputados como Mauro Rubem, que acaba de criar em lei o “direito” de sindicalistas goianos receberem salários como funcionários públicos, sem trabalhar, é uma espécie de “mensalão” – o velho costume dos petistas de se apropriarem dos recursos do Estado com a maior desfaçatez, como se fosse direito deles.

O PT não tem mais agenda, a não ser tomar ou manter o poder.

O PT acabou.