Tayrone boicota CEI para apurar aumento da tarifa de ônibus: “investigar o quê?”

“A CEI proposta tinha como foco investigar apenas o reajuste da passagem de ônibus. Mas investigar o quê?”

A afirmação acima é do vereador Tayrone di Martino (PT) e foi publicada neste domingo (23) no jornal O Popular.

Pasmem, goianienses: na opinião de Tayrone, representantes do poder público e das empresas concessionárias não têm mais o que explicar a respeito do aumento obscuro e abusivo na tarifa do transporte coletivo da Capital, que desrespeitou todos os critérios da planilha prevista no contrato.

Tayrone retirou a sua assinatura do requerimento que pedia instalação de uma CEI na Câmara Municipal para investigar o episódio, que desencadeou no reajuste da passagem para R$ 3. Defende, desta forma, que os vereadores abdiquem de sua premissa fundamental, que é fiscalizar.

Atenção, Tayrone: vereador não serve para entregar medalhas, mas para fiscalizar.

“Retirei antes da líder do prefeito pedir. A CEI proposta tinha como foco investigar apenas o reajuste da passagem de ônibus. Mas investigar o quê? O Procon já faz isto. CEI não pode virar palanque político, por isso retirei a assinatura. Vou apoiar a proposta na Câmara de criamos uma comissão de trabalho para debater e apresentar melhorias à qualidade do transporte público da capital.”

Tayrone está no exercício do seu mandato inaugural. Esta é a sua mais recente pataquada, mas não foi a primeira. No ritmo que vai, também não será a última.