Caiado publica nota de esclarecimento sobre viagem à Rússia, mas não diz quanto custou

O deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) estava com os deputados federais e o presidente da Câmara, Henrique Alves, em Moscou quando ocorreram as manifestações que sitiaram o Congresso Nacional, em Brasília.

Caiado viajou sem fazer alarde. Ninguém sabia que ele estava na Rússia e ninguém saberia se não fosse a manifestação na porta do Congresso. Ele não postou previamente a informação em seu site.

Henrique Alves voltou correndo. Caiado terminou a “missão” e veio embora, debaixo de críticas – afinal, o que é que deputados federais estariam a fazer (como dizem os portugueses) em Moscou, com despesas custeadas pelos cofres públicos?

Neste domingo, no Diário da Manhã, Caiado publicou uma nota de “esclarecimento”, onde arruma a desculpa de um tratado comercial cujo protocolo de intenções teria sido assinado pela comitiva de parlamentares brasileiros.

E não diz uma palavra sobre quanto custou a viagem.