Promotor goiano diz que PEC 37 “constitucionaliza a impunidade”. Mas que bobagem…

No Twitter oficial do Ministério Público de Goiás, o promotor Vinícius Marçal Vieira aparece falando bobagem.

Diz o doutor Marçal que a PEC 37 é “a constitucionalização da impunidade”.

Que vergonha.

Primeiro, em matéria de impunidade, o Ministério Público Estadual deveria ficar calado. Não tem um único corrupto na cadeia em Goiás.

Segundo, o que é que oficializar aos promotores e procuradores o poder de investigar, que eles têm no momento, vai mudar?

Com o poder de investigar, de que o MP dispõe atualmente, muito pouco tem sido feito para punir os corruptos.

Ah, vão dizer, tem o mensalão. Muito bem: até agora, não tem ninguém na cadeia. E os inquéritos do mensalão contaram com a participação da Polícia Federal.

Aí, sim.

Hoje, não dá nem para garantir que vai ter mensaleiro vendo o sol nascer quadrado. O presidente do STF, Joaquim Barbosa, tá até ameaçando renunciar ao cargo de ministro da Suprema Corte se os mensaleiros não forem para a prisão.

A PEC 37, caso venha a ser aprovada, apenas impedirá que o Ministério Público continue se transformando em uma instituição com poderes ditatoriais, que não se submete ao controle da sociedade.

Você, leitor do blog 24 Horas, sabia disso?

Todos os Poderes, todos os órgãos públicos se submetem a algum tipo de fiscalização, menos o Ministério Público.

Sabe quem fiscaliza o MP? O próprio MP.

Se o Brasil é uma democracia, a PEC 37 deveria ser aprovada.

 

LEIA MAIS:

MP quer derrubar a PEC 37 para “combarter a corrupção”. Mas eles não puniram Demóstenes até hoje

Promotor diz na TV que o MP “põe corruptos na cadeia”. Em Goiás, não. Cita um, doutor

TV Anhanguera viaja na maionese e dá show de desinformação sobre a PEC 37

MP tenta manipular, mas derrubada da PEC 37 não é uma causa legítima do povo brasileiro

200 pessoas no protesto contra a PEC 37, em Goiânia. 13 mil haviam confirmado presença pelo Facebook

Deu no site Brasil 247: “Contra a PEC 37, mídia manipula opinião pública”

OAB não se intimida e diz que aprovar a PEC 37 é combater a ditadura do Ministério Público

Promotora e promotor publicam artigo chamando defensores da PEC 37 de “oportunistas”. E a OAB, é?